q6prmv.md.png
quarta-feira, abril 14, 2021
q6prmv.md.png
InícioAssuntos VariadosAeroportos com preclearance para entrar nos EUA

Aeroportos com preclearance para entrar nos EUA

Todos nós que já viajamos para os Estados Unidos sabemos como é difícil a entrada no país. Para mim, é o momento mais estressante da viagem. Não que eu ache que serei barrada ou levada para “a salinha”. Mas pela fila, mesmo, caso eu não consiga entrar direto usando os quiosques eletrônicos na chegada. Eu já fiquei 2 horas em uma fila em Miami – uma experiência traumática que, tenho certeza, alguns de vocês já passaram.

Estava em Vancouver hoje e, como nunca tinha saído do Canadá para os EUA, tive uma grata surpresa. Para deixar claro, eu nunca nem tinha ido ao Canadá e depois farei um post sobre os procedimentos de entrada no país para brasileiros.

Enfim, a imigração para os EUA foi feita em Vancouver mesmo, que tem um terminal dedicado exclusivamente para voos que partem do Canadá para os EUA. Gente, é pra glorificar de pé! Fila pequena ou inexistente dependendo do caso; visto dado pelo agente em 2 minutos tops! Chegando nos USA é só pegar a mala e pronto!

Aí fui fazer uma pesquisa básica – ossos do ofício … O departamento de US Customs and Border Protection (CBP) tem alguns aeroportos onde é possível fazer a preclearance, ou seja, passar pela imigração para os EUA em um terceiro país.

No Canadá, isso é possível em Calgary, Toronto, Edmonton, Halifax, Montreal, Ottawa, Vancouver, e Winnipeg.

Além do Canadá,  é possível fazer a preclearance em Dublin e Shannon na Irlanda; Aruba; Freeport e Nassau nas Bahamas; Bermuda e Abu Dhabi.

O CBP já está implementando o mesmo procedimento em Estocolmo e Punta Cana.

Para acessar o site do governo americano, clique aqui.

Alguém já teve essa experiência? Sentiram alívio como eu?

 

RELATED ARTICLES

32 COMENTÁRIOS

    • Sim, ano passado saiu na mídia que o governo americano queria implementar o preclearance em Garulhos e no Galeão.

      Depois da eleição do Trump não saiu mais nada na mídia. Para implementar isso no Brasil além do governo americano querer é necessário que seja celebrado um acordo com o governo brasileiro. E infelizmente a Burrocracia brasileira não ajuda nessa ajuda.

  1. São Paulo e Rio de Janeiro no Brasil foram pré selecionados e podem aderir a isso, o que está agarrando é a contrapartida que vai ser extremamente burocrática coisas como falta de espaço em GRU, e o fato de o pedaço cedido “virar território americano” incomoda muita gente, infelizmente não vamos ver isso tão cedo por aqui.
    teve uma matéria no melhores destinos e no valor economico que está mais completa.
    Em tempo a Republica dominicana já assinou a COPA vai bombar com isso.
    https://www.pressreader.com/brazil/valor-econ%C3%B4mico/20170207/281573765434671
    http://www.melhoresdestinos.com.br/imigracao-brasil-estados-unidos.html

  2. Bom dia, Beatriz.

    Realmente seria uma mão na roda e acabaria com aquelas filas kilométricas nos principais HUBs de entrada nos EUA.
    Alguém saberia informar se teria algum prazo para implementação do programa pre-clearance em GRU e GIG.

    Segue texto na integra publicado no Reuters.
    Abs!

    U.S. expanding international airport pre-clearance programme

    WASHINGTON (Reuters) – The U.S. Department of Homeland Security said on Friday that it has selected 11 international airports in nine countries for a possible expansion of its U.S. pre clearance programme to reduce delays and help passengers make connecting U.S. flights.

    The programme allows travellers to undergo immigration, customs, and agriculture inspection by U.S. Customs before boarding a flight to the United States rather than upon arrival.

    The new airports selected to potentially take part are El Dorado International Airport in Bogota; Ministro Pistarini International Airport in Buenos Aires; Scotland’s Edinburgh Airport; Keflavik International Airport in Iceland; Mexico City International Airport; Italy’s Milan-Malpensa Airport; Kansai International Airport in Osaka; Rio de Janeiro-Galeão International Airport; Rome’s Leonardo da Vinci-Fiumicino Airport; São Paulo-Guarulhos International Airport in Sao Paulo, and Princess Juliana International Airport in St. Maarten.

    More than 10 million travellers fly to the United States from these airports annually.

    In May 2015, the U.S. identified 10 airports in nine countries as possible participants in the programme, including Stockholm Arlanda Airport. On Friday, the United States and Sweden signed an agreement to implement pre clearance operations at the airport as early as 2019.

    The United States expects to announce final agreements with others that were named in a 2015 expansion round.

    The U.S. currently has 15 airport pre clearance locations in six countries: Aruba; Freeport and Nassau, the Bahamas; Bermuda; Calgary, Toronto, Edmonton, Halifax, Montreal, Ottawa, Vancouver, and Winnipeg; Dublin and Shannon, Ireland; and Abu Dhabi.

  3. Prezados, acho difícil isso ser implementado durante o governo Trump. Deixei o link do CBP justamente para vocês verem que não tem nada lá sobre o Brasil.

    • Sim, ano passado saiu na mídia que o governo americano queria implementar o preclearance em Garulhos e no Galeão.

      Depois da eleição do Trump não saiu mais nada na mídia. Para implementar isso no Brasil além do governo americano querer é necessário que seja celebrado um acordo com o governo brasileiro. E infelizmente a Burrocracia brasileira não ajuda nessa ajuda.

  4. São Paulo e Rio de Janeiro no Brasil foram pré selecionados e podem aderir a isso, o que está agarrando é a contrapartida que vai ser extremamente burocrática coisas como falta de espaço em GRU, e o fato de o pedaço cedido “virar território americano” incomoda muita gente, infelizmente não vamos ver isso tão cedo por aqui.
    teve uma matéria no melhores destinos e no valor economico que está mais completa.
    Em tempo a Republica dominicana já assinou a COPA vai bombar com isso.
    https://www.pressreader.com/brazil/valor-econ%C3%B4mico/20170207/281573765434671
    http://www.melhoresdestinos.com.br/imigracao-brasil-estados-unidos.html

  5. Já entrei nos EUA umas 15 vezes, mas na primeira vez que peguei um quiosque eletrônico (DTW) a máquina não leu meu visto e tive que enfrentar uma filinha – e obviamente a grosseria e mau humor da imigração americana, que sempre juguei péssima. Sorte ou azar eu gosto é de CDG onde sempre fui “recebido/admitido” com cordialidade e educação.

  6. Bom dia, Beatriz.

    Realmente seria uma mão na roda e acabaria com aquelas filas kilométricas nos principais HUBs de entrada nos EUA.
    Alguém saberia informar se teria algum prazo para implementação do programa pre-clearance em GRU e GIG.

    Segue texto na integra publicado no Reuters.
    Abs!

    U.S. expanding international airport pre-clearance programme

    WASHINGTON (Reuters) – The U.S. Department of Homeland Security said on Friday that it has selected 11 international airports in nine countries for a possible expansion of its U.S. pre clearance programme to reduce delays and help passengers make connecting U.S. flights.

    The programme allows travellers to undergo immigration, customs, and agriculture inspection by U.S. Customs before boarding a flight to the United States rather than upon arrival.

    The new airports selected to potentially take part are El Dorado International Airport in Bogota; Ministro Pistarini International Airport in Buenos Aires; Scotland’s Edinburgh Airport; Keflavik International Airport in Iceland; Mexico City International Airport; Italy’s Milan-Malpensa Airport; Kansai International Airport in Osaka; Rio de Janeiro-Galeão International Airport; Rome’s Leonardo da Vinci-Fiumicino Airport; São Paulo-Guarulhos International Airport in Sao Paulo, and Princess Juliana International Airport in St. Maarten.

    More than 10 million travellers fly to the United States from these airports annually.

    In May 2015, the U.S. identified 10 airports in nine countries as possible participants in the programme, including Stockholm Arlanda Airport. On Friday, the United States and Sweden signed an agreement to implement pre clearance operations at the airport as early as 2019.

    The United States expects to announce final agreements with others that were named in a 2015 expansion round.

    The U.S. currently has 15 airport pre clearance locations in six countries: Aruba; Freeport and Nassau, the Bahamas; Bermuda; Calgary, Toronto, Edmonton, Halifax, Montreal, Ottawa, Vancouver, and Winnipeg; Dublin and Shannon, Ireland; and Abu Dhabi.

  7. Prezados, acho difícil isso ser implementado durante o governo Trump. Deixei o link do CBP justamente para vocês verem que não tem nada lá sobre o Brasil.

  8. Eu morei no Canadá alguns anos e usei o pre-clearance várias vezes. Apesar de passar por agentes de imigração americana (na verdade são agentes do Departamento de Homeland Security), a área pós-imigração não se torna “território americano”. Existiam vários avisos dizendo que se alguém não obedecesse as regras, seria processado de acordo com a lei canadense. Se o Canadá, que é tão próximo dos EUA em tantos aspectos, não cedeu a soberania nesse ponto, eu acho difícil o Brasil fazer diferente somente para fazer as coisas mais convenientes para uma parte dos passageiros que passam pelos aeroportos aqui. Fora isso, é bastante conveniente, porque uma vez que você aterrisa nos EUA, é como se fosse um vôo doméstico e os riscos de atrasos, ou perda de conexões diminuem bastante.

  9. Já entrei nos EUA umas 15 vezes, mas na primeira vez que peguei um quiosque eletrônico (DTW) a máquina não leu meu visto e tive que enfrentar uma filinha – e obviamente a grosseria e mau humor da imigração americana, que sempre juguei péssima. Sorte ou azar eu gosto é de CDG onde sempre fui “recebido/admitido” com cordialidade e educação.

  10. Eu morei no Canadá alguns anos e usei o pre-clearance várias vezes. Apesar de passar por agentes de imigração americana (na verdade são agentes do Departamento de Homeland Security), a área pós-imigração não se torna “território americano”. Existiam vários avisos dizendo que se alguém não obedecesse as regras, seria processado de acordo com a lei canadense. Se o Canadá, que é tão próximo dos EUA em tantos aspectos, não cedeu a soberania nesse ponto, eu acho difícil o Brasil fazer diferente somente para fazer as coisas mais convenientes para uma parte dos passageiros que passam pelos aeroportos aqui. Fora isso, é bastante conveniente, porque uma vez que você aterrisa nos EUA, é como se fosse um vôo doméstico e os riscos de atrasos, ou perda de conexões diminuem bastante.

  11. Já voei de Abu Dhabi para NYC, e a imigração realmente é feita nos Emirados. Existem os portões fixos e uma área separada do aeroporto para os voos com destino aos EUA. Foi o melhor voo que já peguei! 13 horas no first class apartment, sem preocupação e demora da alfândega na chegada. 20 minutos depois do avião ter tocado o solo, já estava com minhas malas dentro do carro indo para o hotel.

  12. Já voei de Abu Dhabi para NYC, e a imigração realmente é feita nos Emirados. Existem os portões fixos e uma área separada do aeroporto para os voos com destino aos EUA. Foi o melhor voo que já peguei! 13 horas no first class apartment, sem preocupação e demora da alfândega na chegada. 20 minutos depois do avião ter tocado o solo, já estava com minhas malas dentro do carro indo para o hotel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar