q6prmv.md.png
quinta-feira, abril 15, 2021
q6prmv.md.png
InícioNotíciasFrança vai permitir entrada de brasileiros em agosto

França vai permitir entrada de brasileiros em agosto

A França vai permitir a entrada de brasileiros a partir do dia 1o de agosto. As informações constam do site da Air France.

OBS: Surgiu uma dúvida sobre se essas condições só se aplicam a brasileiros residentes na França ou que estejam indo para estudos. O site da Air France não faz essa ressalva. Entretanto, anteontem o governo francês havia dito que o turismo ainda estava vetado. Como as condições mudam diariamente, fica a dúvida.

A partir de 1º de agosto, as condições para entrar na França mudam.

– Para todos os passageiros viajando para a França Metropolitana vindo dos destinos citados abaixo, recomenda-se um teste negativo para o Covid-19 (teste PCR), realizado menos de 72 horas antes do voo. Sem esse teste, os tempos de espera na chegada serão maiores para acomodar a realização do teste e pode ser imposta uma quarentena de 14 dias.

São impactados todos os clientes que chegam: da África do Sul, da Argélia, do Brasil, da Índia, de Israel, do Kuwait, de Madagascar, de Omã, do Peru, do Catar, da Sérvia, da Turquia, de Bahrein, dos Emirados Árabes Unidos, dos Estados Unidos e do Panamá

Esta lista de países pode mudar.

– Para todos os clientes viajando para os Territórios Ultramarinos Franceses um teste negativo recente de Covid-19 (PCR), realizado menos de 72 horas antes do voo é obrigatório.

Devido à exigência ou recomendação de alguns países para que passageiros apresentem um certificado que confirme o resultado negativo do teste PCR para o COVID-19, o grupo Air France KLM no Brasil firmou uma parceria com o Grupo Fleury que oferece valores especiais para a realização do teste PCR.

Por favor, observe que você deve apresentar um Certificado de Viagem Internacional na sua chegada. Você pode baixar o certificado no site do Ministério do Interior da França.

Algumas Palavras

A notícia é animadora para aqueles que precisam ir para a França – seja para estarem perto de pessoas queridas, seja para trabalhar.
Para os turistas como eu, a notícia deve ser vista com cuidado. O texto fala explicitamente que uma quarentena de 14 dias pode ser imposta. Ou seja, não há qualquer garantia que o passageiro poderá circular livremente na França quando chegar.
Além disso, saindo de São Paulo ou Rio de Janeiro, são quase 12 horas em um avião para Paris. E, chegando lá, ainda devemos contar com restrições em diversos lugares – restaurantes, museus etc. A vida ainda não voltou ao normal, e por ora, pode ser melhor ficar em casa do que gastar dinheiro para fazer um turismo à meia-boca.
Mas é claro que cada um sabe de si …
Para acessar as informações no site da Air France, clique aqui.
RELATED ARTICLES

12 COMENTÁRIOS

  1. Seu texto é bastante claro, Beatriz, aponta a situação e as restrições de forma bem explícita – corre o risco de ter de voltar, de ser obrigado a enfrentar uma quarentena (e os custos disso!), de ter cidades com restrições máximas de deslocamento, de dar com o nariz nas portas de tudo fechado, de ter de voltar imediatamente quem quer!

  2. Mesmo sem saber quem tinha escrito esse texto, já saquei que tinha sido você, Beatriz. Como sempre: rápida, prática, direta e objetiva. Não esperava menos de você!
    ah… concordo plenamente com suas observações na parte “algumas palavras”.

  3. Imagino que o novo normal será esse. Viagens “liberadas” aos que apresentem testes negativos. Alguns aceitarão correr os riscos da viagem, para outros, já imunizados, não existem tantos riscos e vida que segue. Sempre bom reforçar também que ninguém está/será obrigado a viajar.

    • É exatamente o que digo e sempre disse neste blog e em outros nas discussões sobre o tema, Beto: viaja quem quer correr os riscos mas é necessário estar ciente da existência deles, para isso serve o livre arbítrio!
      Questões outras podem (e devem) ser atreladas e discutidas – e cada um tem direito a expor suas opiniões, de preferência com mais argumentos do que paixões -, mas as escolhas são sempre individuais e precisam ser respeitadas. Bem simples!

  4. Todo mundo sabe onde o calo aperta. Mas países que dependem muito de turismo tem um calo apertando muito mais forte e tenderão a flexibilizar o risco da doença em troca de uns euros. O que deve ter de negócio gritando por lá… Pecunia non olet. Em outra mão, pedirão um encargo àquele que viajar. Quem quiser arriscar, está aí a oportunidade.

  5. Acho que a manchete está otimista de mais. Acho que seria bom mudar o título para os desavisados que só leem machete não acabarem comprando passagem para turismo rs

  6. Não não não
    França não vai abrir.
    Atualmente as 2 únicos países Europeos onde Brasileiros consegue entrar em Europa e Inglaterra e Irlanda.

    França não vai abrir para turismo agora não. O que está mudando agora e que é obrigatório com o teste de COVID para pessoas que está autorizado para viajar. Significa pessoas com residência em França, residência em outro país do Union Europeia, pessoal da embaixada, estudantes com visto de Estuante etc.

    Viagens pra Turismo e ainda prohibido, e não vai ter outro revisão até dia 20/08 por parte de Union Europea.

    • Soa quase patológica essa insistência em que as coisas não voltem ao normal. Notícias como esta deviam ser sim comemoradas! Até porque a informação contida no site da Air France não contempla a restrição insinuada. Nem faria sentido, afinal que tem residência na França sempre pode a ela retornar.

  7. Queria saber é de qdo teremos a livre circulação de quem ja teve e superou a doença. Afinal de contas algum beneficio deve ter todo o perrengue que passei no hospoital.,

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Paulo Henrique Werly Gualberto on O programa Accor Live Limitless está no ar
Paulo Henrique Werly Gualberto on O programa Accor Live Limitless está no ar