q6prmv.md.png
quarta-feira, abril 14, 2021
q6prmv.md.png
InícioAssuntos VariadosHistória de Sucesso do Leitor do Milhas & Destinos

História de Sucesso do Leitor do Milhas & Destinos

Vou contar para vocês a história de um resgate bem-sucedido de um leitor aqui do blog. O nome dele é Daniel e ele sempre está comentando os posts e contribuindo para um debate saudável na comunidade do Milhas & Destinos. Ontem ele deixou um comentário muito generoso sobre o blog no post sobre as críticas ao B737-MAX da American Airlines que, confesso, me deixou muito envaidecida. Fiquei me achando o máximo … rsssss.

Há uns 9 meses atrás o Daniel me alertou que o LATAM Fidelidade estava permitindo o resgate online com as parcerias – desde que a origem ou destino fossem no Brasil –  e que ele mesmo tinha emitido um bilhete da Austrália  para o Brasil em executiva, por 110.000 pontos, voando Cathay Pacific e Iberia.

Eu prontamente postei a novidade, dando o devido crédito, é claro, e comentei que eu mesma tinha conseguido emitir Rio – Londres – Singapura na primeira classe da British Airways por 140.000 pontos, via call center (bilhete que depois cancelei e em breve vocês saberão o porquê). A diferença de 30.000 pontos para quase 24 horas de viagem, a meu ver, vale a pena.

O Daniel tentou fazer um upgrade na viagem dele, mas não havia disponibilidade na época. Espertamente, ele entrou no ExpertFlyer e solicitou que fosse avisado quando abrisse a disponibilidade na first para os trechos que ele queria.

E ontem isso aconteceu. Assim que recebeu o aviso, ele ligou para o call center do LATAM Fidelidade e conseguiu emitir Brasil – Londres – Pequim na primeira classe da British Airways.

Ele ficou super satisfeito e eu fiquei mais ainda. Afinal de contas, como eu já disse, um dos objetivos do blog é ajudar a todos – e também me ajudarem – com dicas bacanas para se fazer uma ótima viagem, com uma ótima relação custo-benefício.

Então, aqui fica mais uma dica para vocês do Daniel para vocês: inscrevam-se no ExpertFlyer – custa USD 9,99 por mês e eu também assino e faço o mesmo que ele. Vejam a disponibilidade para bilhetes-prêmio e upgrades e, caso não tenha, peçam para serem avisados via email. É tiro e queda!

Espero mesmo estar contribuindo para que vocês viajem bem, longe e barato!

Ah, e quanto mais vocês comentam, mais conhecimento é compartilhado. Então, bora reforçar essa rede de compartilhamento de informações!

OBS:  Roubei a ideia desse post do TPG que posta o “Reader Success Story” de vez em quando! Só pra constar …

RELATED ARTICLES

56 COMENTÁRIOS

  1. Beatriz, no ExpertFlyer é possível configurar a busca por determinada data ou pode ser por uma janela? Também pode determinar a quantidade de passageiros? Além disso o alerta pode ser dado por aliança escolhida?

  2. Caríssima,

    Inicialmente, estou honrado com a citação!

    Feito o registro, para os que pretendem seguir suas ideias, em verdade não se acha muita disponibilidade na ida. Praticamente nula. Achei apenas na volta, em regra em 3 a 4 quartas ou quintas por mês. Ou seja, PEK-GRU.

    E aproveito para registrar outro agradecimento (do qual tinha me esquecido): você foi uma das que, ainda que indiretamente, sugeriu que se eu não conseguia emitir THAI, ANA, ASIANA e EVA no Amigo, vendesse as milhas e investisse em outro programa, de preferência internacional. E assim o fiz, com mais de 600k, comprando milhas na UNITED, em promoções de 100%, e no LIFEMILES, nas promoções de 135%. Resultado: ida para o Japão, saindo da Europa, em First Thai, por 115k (dois voos em A380). Isto sem contar parte considerável de milhas no Lifemiles…

    MUITO OBRIGADO!!!

      • Prezado Henri,

        Falarei os valores aproximados:

        UNITED: cada 10k, ao invés de U$ 35 o foi pela metade, vez que havia bonificação de 100%. Como eu havia vendido por volta de 600k Amigo por aproximadamente R$ 20.000,00, gastei na compra de 230k United U$4.000, o que, no câmbio da época o foi por volta de R$ 13.000 (para emitir voos de dois passageiros). O bilhete emitido, todo em First, se o fosse pago, custaria mais do que isto para apenas uma pessoa!

        LIFEMILES: cada 10k, salvo engano, custa U$ 33. Com bônus de 135%, saiu por U$ 14. Apenas comprei o restante do dinheiro em tal programa, pois o resto que necessito para emitir viagem de 2019 transferirei do meu TPC.

        MULTIPLUS: compra de alguns itens em promoções de 10 pontos para cada real gasto (incluindo telefone e outros itens que precisei comprar ao longo deste ano – incluindo, por exemplo, uma árvore de Natal de R$ 500 que gerou 5.000), gerando aproximadamente 50k. Faltavam 230k para completar 280k, necessários (para emitir dois bilhetes de First – 02 pax). Aí, confesso, torramos aproximadamente R$ 6.000 via compra de Km de Vantagens em promoção. O bilhete, para cada um dos passageiros, desta forma, saiu por R$ 3.000 de 12x. Se fosse bilhete pago, aproximadamente R$ 25.000.

        Sei que não é pouco dinheiro. Mas nem estamos falando de Business, mas sim de First!

        São bilhetes cujos valores, por passageiro, sairia por aproximadamente R$ 40.000,00, valor este que nunca teria para pagar em voos, tampouco seria tão insano de o fazer (considero que voo algum merece ter tal montante gasto nele, ao menos para o meu padrão de vida). Conseguiremos, voar em tais inatingíveis bilhetes (se fossem pagos) através de planejamento, troca de ideias no blog e algum investimento MUITO menor do que o proibitivo bilhete pago.

  3. Beatriz pode me dar uma ajuda, quero fazer o trecho GRU – Brisbane – Australia, tenho pontos em diversos programas, qual caminho me sugere para sair mais em conta? Pena que ainda não lanço nas suas matérias o continente Oceania. Eu tava vendo a possibilidade de fazer GRU – LAX pela American e LAX – Brisbane pela Qantas, ate simulei com pontos multiplus e tinha disponibilidade por um excelente valor, 30 mil milhas o trecho LAX-Brisbane, o problema seria 1200 de taxas, sabe se isso seria o valor de taxas de combustível? Qual rota me sugere? Tam nao tem disponibilidade quase para 02/2018.

    • Veja a disponibilidade no site da British Airways via British (pela Europa), anote e ligue para o LATAM Fidelidade já com os voos em mãos. Também tente para Sydney ou Melbourne, que tem mais disponibilidade. Agora, para fevereiro está meio em cima da hora … De qualquer modo, boa sorte!

  4. Não entendo muito de milhas, mas esses dias falei com a Beatriz que comprei 2 passagens em executiva da TAP de GRU para LIS ida e volta pra setembro/2018 por 390.000 milhas e ela falou que é um resgate mais ou menos, pois Smiles não é muito bom para executiva saindo do Brasil… mas olha só, as milhas saíram pra mim por R$ 6.000, graças a umas promobugs que teve, aí eu vou lá no site da United, tem uma promoção de 100% de bônus na compra das milhas, saindo US$ 17,50 cada 1.000, aí um vôo do Brasil pros EUA em executiva de 120.000 milhas ida e volta sai US$ 2.100, mais de US$ 6.000 pra uma pessoa só… acaba parecendo que nesses programas de milhas que são mais indicados pelo pessoal os resgates são ainda mais caros…

    • Eber,
      Mas aí as milhas United não serão compradas para vc voar na executiva para os EUA.
      Vc tem que usar com as parceiras da United, principalmente em cabines premium. Realmente, para ir para os EUA existem outros resgates bem mais baixos. É disso que se trata.
      Não é fácil, mas também não é difícil de entender. Aos poucos vc vai pegando; é só ir acompanhando.

    • Oi Eber, eu tinha entendido que vc tinha gasto R$ 6.000,00 por pessoa. Se é para 2 pax, ou seja R$ 3.000,00 cada, está muito bom. Não sei se vc teve que transferir pontos do cartão de crédito para essa passagem, o que pode tê-la tornado mais ou menos, como eu disse. Sabe por que? Veja essa promo aqui (eu começo falando de primeira, mas depois falo da executiva). Vc gastaria os mesmos R$ 3.000,00 sem transferir nada do seu cartão, ou seja, teria as mesmas passagens, mas ainda teria os pontos do cartão. Mas como disse a Cinthia, com o tempo você pega as manhas do negócio. https://pontoseviagens.com/primeira-classe-da-lufthansa-por-r-4-20000-ida-e-volta/

      • Olá Beatriz! Sim, foram R$ 6.000 para as duas pessoas… bom saber que para quem entende do negócio acabou sendo um resgate bom! Não transferi pontos do cartão não. Meu cartão de crédito é o Santander Reward, ganho 2,5% das minha compras de volta em dinheiro. Mas se eu fosse ter um cartão de milhas com algo na casa de 2 pontos para cada dólar, eu até que acumularia uns 70.000 pontos por ano, seria legal também.

        Obrigado mais uma vez pelas dicas…

    • Eber, o diferencial da United vai ser em resgates menos comuns aos brasileiros (asia, oceania) em cias aereas q Amigo e Tap parecem não emitir, emboram sejam Star alliance,…

      resgates mais simples (brasil-eua; brasil-europa) não serão vantajosos

  5. Estava monitorando trechos na AA pro Havaí, assim que entraram no sistema para 2/11/2018 liguei pra central multiplus, a atendente disse que “os trechos só aparecem com 2 ou 3 meses”. Não faz o menor sentido, inclusive pq eu vejo trechos com a British no site da latam normalmente, inclusive consigo ver para 24/11/2018!

      • Pois é, vou tentar, mas acho que agora já é tarde. Olhei de madrugada, assim que os trechos entraram, vários disponíveis, com os trechos GRU JFK e GRU LAX em executiva, e LAX HNL em primeira classe. Agora esses trechos não aparecem mais no site da AA. Acho que devem ser bem disputados.

    • Estou impressionado!

      Para mim, era impossível emitir Business/“First americana” até o Hawaii saindo do Brasil…

      Já tentei em tudo que é companhia e nunca achava nada!

      Saber que com 330 dias supostamente é possível se mostra uma grande e atrativa surpresa!!!

      • Marcelo, esses trechos custam 70k milhas AA (tarifa saver), pela tabela da multiplus seria 75k milhas. Tenho acompanhado e esses trechos aparecem somente alguns dias no mês, tem que garimpar mesmo e ser rápido pelo que percebi.

  6. Boa noite Beatriz! Parabéns pelo blog, o qual considero sem sombras de dúvidas o melhor e o mais isento. Tenho uma dúvida que nada tem a ver com o post em questão, mas não sabia por qual canal poderia tê-la solucionada. É o seguinte: adquiri uma passagem aérea para os Estados Unidos em fevereiro/17, portanto antes da alteração das regras de bagagem tendo direito a 2 volumes de 32 kg. Acontece q fiz uma alteração no meu voo de volta agora em outubro e paguei as multas e diferença de tarifa. A minha dúvida é: a remarcação equivale a uma nova compra e valem as regras novas ou continua valendo as regras da data da compra? Lembrando q o código de reserva continua o mesmo. O eticket q me enviaram não possui nenhuma informação quanto às bagagens. Muito obrigada.

  7. Não entendo muito de milhas, mas esses dias falei com a Beatriz que comprei 2 passagens em executiva da TAP de GRU para LIS ida e volta pra setembro/2018 por 390.000 milhas e ela falou que é um resgate mais ou menos, pois Smiles não é muito bom para executiva saindo do Brasil… mas olha só, as milhas saíram pra mim por R$ 6.000, graças a umas promobugs que teve, aí eu vou lá no site da United, tem uma promoção de 100% de bônus na compra das milhas, saindo US$ 17,50 cada 1.000, aí um vôo do Brasil pros EUA em executiva de 120.000 milhas ida e volta sai US$ 2.100, mais de US$ 6.000 pra uma pessoa só… acaba parecendo que nesses programas de milhas que são mais indicados pelo pessoal os resgates são ainda mais caros…

    • Eber, o diferencial da United vai ser em resgates menos comuns aos brasileiros (asia, oceania) em cias aereas q Amigo e Tap parecem não emitir, emboram sejam Star alliance,…

      resgates mais simples (brasil-eua; brasil-europa) não serão vantajosos

    • Eber,
      Mas aí as milhas United não serão compradas para vc voar na executiva para os EUA.
      Vc tem que usar com as parceiras da United, principalmente em cabines premium. Realmente, para ir para os EUA existem outros resgates bem mais baixos. É disso que se trata.
      Não é fácil, mas também não é difícil de entender. Aos poucos vc vai pegando; é só ir acompanhando.

    • Oi Eber, eu tinha entendido que vc tinha gasto R$ 6.000,00 por pessoa. Se é para 2 pax, ou seja R$ 3.000,00 cada, está muito bom. Não sei se vc teve que transferir pontos do cartão de crédito para essa passagem, o que pode tê-la tornado mais ou menos, como eu disse. Sabe por que? Veja essa promo aqui (eu começo falando de primeira, mas depois falo da executiva). Vc gastaria os mesmos R$ 3.000,00 sem transferir nada do seu cartão, ou seja, teria as mesmas passagens, mas ainda teria os pontos do cartão. Mas como disse a Cinthia, com o tempo você pega as manhas do negócio. https://pontoseviagens.com/primeira-classe-da-lufthansa-por-r-4-20000-ida-e-volta/

      • Olá Beatriz! Sim, foram R$ 6.000 para as duas pessoas… bom saber que para quem entende do negócio acabou sendo um resgate bom! Não transferi pontos do cartão não. Meu cartão de crédito é o Santander Reward, ganho 2,5% das minha compras de volta em dinheiro. Mas se eu fosse ter um cartão de milhas com algo na casa de 2 pontos para cada dólar, eu até que acumularia uns 70.000 pontos por ano, seria legal também.

        Obrigado mais uma vez pelas dicas…

  8. Estava monitorando trechos na AA pro Havaí, assim que entraram no sistema para 2/11/2018 liguei pra central multiplus, a atendente disse que “os trechos só aparecem com 2 ou 3 meses”. Não faz o menor sentido, inclusive pq eu vejo trechos com a British no site da latam normalmente, inclusive consigo ver para 24/11/2018!

      • Pois é, vou tentar, mas acho que agora já é tarde. Olhei de madrugada, assim que os trechos entraram, vários disponíveis, com os trechos GRU JFK e GRU LAX em executiva, e LAX HNL em primeira classe. Agora esses trechos não aparecem mais no site da AA. Acho que devem ser bem disputados.

    • Estou impressionado!

      Para mim, era impossível emitir Business/”First americana” até o Hawaii saindo do Brasil…

      Já tentei em tudo que é companhia e nunca achava nada!

      Saber que com 330 dias supostamente é possível se mostra uma grande e atrativa surpresa!!!

      • Marcelo, esses trechos custam 70k milhas AA (tarifa saver), pela tabela da multiplus seria 75k milhas. Tenho acompanhado e esses trechos aparecem somente alguns dias no mês, tem que garimpar mesmo e ser rápido pelo que percebi.

  9. Beatriz, no ExpertFlyer é possível configurar a busca por determinada data ou pode ser por uma janela? Também pode determinar a quantidade de passageiros? Além disso o alerta pode ser dado por aliança escolhida?

  10. Beatriz pode me dar uma ajuda, quero fazer o trecho GRU – Brisbane – Australia, tenho pontos em diversos programas, qual caminho me sugere para sair mais em conta? Pena que ainda não lanço nas suas matérias o continente Oceania. Eu tava vendo a possibilidade de fazer GRU – LAX pela American e LAX – Brisbane pela Qantas, ate simulei com pontos multiplus e tinha disponibilidade por um excelente valor, 30 mil milhas o trecho LAX-Brisbane, o problema seria 1200 de taxas, sabe se isso seria o valor de taxas de combustível? Qual rota me sugere? Tam nao tem disponibilidade quase para 02/2018.

    • Veja a disponibilidade no site da British Airways via British (pela Europa), anote e ligue para o LATAM Fidelidade já com os voos em mãos. Também tente para Sydney ou Melbourne, que tem mais disponibilidade. Agora, para fevereiro está meio em cima da hora … De qualquer modo, boa sorte!

  11. Boa noite Beatriz! Parabéns pelo blog, o qual considero sem sombras de dúvidas o melhor e o mais isento. Tenho uma dúvida que nada tem a ver com o post em questão, mas não sabia por qual canal poderia tê-la solucionada. É o seguinte: adquiri uma passagem aérea para os Estados Unidos em fevereiro/17, portanto antes da alteração das regras de bagagem tendo direito a 2 volumes de 32 kg. Acontece q fiz uma alteração no meu voo de volta agora em outubro e paguei as multas e diferença de tarifa. A minha dúvida é: a remarcação equivale a uma nova compra e valem as regras novas ou continua valendo as regras da data da compra? Lembrando q o código de reserva continua o mesmo. O eticket q me enviaram não possui nenhuma informação quanto às bagagens. Muito obrigada.

  12. Caríssima,

    Inicialmente, estou honrado com a citação!

    Feito o registro, para os que pretendem seguir suas ideias, em verdade não se acha muita disponibilidade na ida. Praticamente nula. Achei apenas na volta, em regra em 3 a 4 quartas ou quintas por mês. Ou seja, PEK-GRU.

    E aproveito para registrar outro agradecimento (do qual tinha me esquecido): você foi uma das que, ainda que indiretamente, sugeriu que se eu não conseguia emitir THAI, ANA, ASIANA e EVA no Amigo, vendesse as milhas e investisse em outro programa, de preferência internacional. E assim o fiz, com mais de 600k, comprando milhas na UNITED, em promoções de 100%, e no LIFEMILES, nas promoções de 135%. Resultado: ida para o Japão, saindo da Europa, em First Thai, por 115k (dois voos em A380). Isto sem contar parte considerável de milhas no Lifemiles…

    MUITO OBRIGADO!!!

      • Prezado Henri,

        Falarei os valores aproximados:

        UNITED: cada 10k, ao invés de U$ 35 o foi pela metade, vez que havia bonificação de 100%. Como eu havia vendido por volta de 600k Amigo por aproximadamente R$ 20.000,00, gastei na compra de 230k United U$4.000, o que, no câmbio da época o foi por volta de R$ 13.000 (para emitir voos de dois passageiros). O bilhete emitido, todo em First, se o fosse pago, custaria mais do que isto para apenas uma pessoa!

        LIFEMILES: cada 10k, salvo engano, custa U$ 33. Com bônus de 135%, saiu por U$ 14. Apenas comprei o restante do dinheiro em tal programa, pois o resto que necessito para emitir viagem de 2019 transferirei do meu TPC.

        MULTIPLUS: compra de alguns itens em promoções de 10 pontos para cada real gasto (incluindo telefone e outros itens que precisei comprar ao longo deste ano – incluindo, por exemplo, uma árvore de Natal de R$ 500 que gerou 5.000), gerando aproximadamente 50k. Faltavam 230k para completar 280k, necessários (para emitir dois bilhetes de First – 02 pax). Aí, confesso, torramos aproximadamente R$ 6.000 via compra de Km de Vantagens em promoção. O bilhete, para cada um dos passageiros, desta forma, saiu por R$ 3.000 de 12x. Se fosse bilhete pago, aproximadamente R$ 25.000.

        Sei que não é pouco dinheiro. Mas nem estamos falando de Business, mas sim de First!

        São bilhetes cujos valores, por passageiro, sairia por aproximadamente R$ 40.000,00, valor este que nunca teria para pagar em voos, tampouco seria tão insano de o fazer (considero que voo algum merece ter tal montante gasto nele, ao menos para o meu padrão de vida). Conseguiremos, voar em tais inatingíveis bilhetes (se fossem pagos) através de planejamento, troca de ideias no blog e algum investimento MUITO menor do que o proibitivo bilhete pago.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo