q6prmv.md.png
quarta-feira, abril 14, 2021
q6prmv.md.png
InícioEmpresas AéreasLatamLATAM Fidelidade: Hoje Muda a Maneira de Acumular Pontos

LATAM Fidelidade: Hoje Muda a Maneira de Acumular Pontos

Hoje é a data em que a LATAM altera o modo de acumular pontos no seu programa de fidelidade, aderindo ao sistema de um multiplicador de gastos em real e dólar ao invés da distância do voo e da classe voada.

Os clientes com status mais alto ganham 8 pontos por real gasto nas passagens domésticas e 12 pontos por dólar gasto nas internacionais. Já os clientes sem status ganham 2.5 pontos por real  gasto nos voos domésticos e 5 pontos por dólar gasto nos internacionais.

Mas atenção ao seguinte: o multiplicador aplica-se somente ao valor do bilhete excluindo tributos, tarifas e serviços adicionais. Além disso, não se aplica nenhum bônus por categoria de status, já que o multiplicador progressivamente mais alto já é a diferenciação.

A LATAM também informa que há um máximo de acúmulo de 60.000 pontos por segmento.

Outro fator a ser considerado é que essa é a regra para acumular pontos. A regra para pontos elite (status) é outra. Essa ainda se refere a um percentual sobre as milhas voadas e a tarifa.

As novas regras de acúmulo atingem principalmente aos viajantes que procuram as tarifas mais baratas e seguem a tendência internacional inaugurada pelas companhias americanas. Hoje em dia, é mais vantajoso acumular milhas/pontos nos clubes dos programas de fidelidade (leia aqui). Vou dar um exemplo com a própria LATAM.

Uma passagem internacional de USD 1.000 (cerca de R$ 3.300 excluindo taxas) rende 12.000 pontos para um passageiro Black Signature. No Clube Multiplus 5.000 esses mesmos 12.000 pontos saem por R$ 312,00 (cada ponto custa R$ 0,026 nesse plano) ou R$ 516,00 no plano mais barato, o Clube 1.000.

Resumindo: quer acumular pontos no Fidelidade? Não voe mais na LATAM – filie-se ao clube, espere uma transferência bonificada de pontos do cartão de crédito ou aguarde uma promoção com desconto na compra de pontos.

 

RELATED ARTICLES

26 COMENTÁRIOS

  1. Hoje a forma mais difícil de acumular pontos é voando. Sempre aproveito transferências do cartão e compra nos parceiros. Sempre a Netshoes, Ponto Frio, etc, faz promoções que rendem até 10 pontos por cada real gasto. Às vezes uso Km de Vantagens ou compro pontos com 60 % de desconto.

  2. Beatriz ou alguém que possa me orientar.
    Quero aproveitar a boa tabela com parceiros, e emitir uma viagem para a Ásia( latam)
    Alguém sabe me dizer si compensa a diferença de 30 k d diferença entre executiva e fisrt dá British?
    Obrigado!

    • Eu mesma preferi emitir First. Os assentos da executiva são problemáticos, pois quem está no meio tem que passar por cima de quem está no corredor para ir ao banheiro. Isso, por si só, já me desanima, tanto sendo passageira do corredor como do meio.
      Daqui para a Ásia são dois voos de mais de 11 horas, então, eu acho que vale a pena, mesmo que a First da British não seja das melhores.
      Além disso, você terá direito à Concorde Room. Não sei se você gosta de whisky, mas lá tem Johnnie Walker Blue Label à vontade. Ah, a Concorde Room está fechada agora, e reabrirá reformada no fim do ano.

  3. Obrigado Beatriz seria aniversário de casamento … Minha esposa não liga muito entre executiva e fisrt, para ela basta ter como dormi com as pernas esticadas RS…

    Essa sala concorde seria do estilo dá Lufthansa em Frankfurt?

    Achei disponibilidade 2 vagas, para dia 22/01 voltando
    Singapore/gru.

    • Não espere qualquer comparação com o First Class Terminal (FCT) da Lufthansa em FRA. A Concorde Room é uma sala dedicada aos passageiros de First da BA (e poucos viajantes muito frequentes do programa deles), melhor que a sala “normal”, mas nada demais.

      De qualquer forma, eu tb emitiria em F.

  4. Beatriz, são 8 pontos por Real no doméstico, e 12 por dólar no Internacional, melhoraram o acúmulo doméstico, que era de 2 a 3 mais 100% de bônus, o que chegaria a 6 pontos/Real e agora chega a 8 pontos, e pra qualquer tarifa, ou seja, no básico quem é Gold, eram 2 pontos/Real mais bônus 25% =2,5 pontos/Real, agora são 4

    • Sim, para quem voa doméstico pagando uma tarifa maior, melhorou. Mas ainda assim, o ponto sai mais barato no Clube, levando em consideração que as pessoas procuram tarifas mais baratas e a maioria não tem status. A cada 1.000 reais, são 4.000 pontos no Gold, por exemplo. No clube, você consegue 5.000 pontos por R$ 162,90.

      • Correto, por isso na hora de comprar você tem que fazer duas contas, ex: REC-GIG, na basica R$ 290,00, acumula 1160 pontos (Gold), cada ponto a R$0,0325 = R$37,70 de retorno, custo final de R$252,30, e pontos de qualificação elite, se emitir por milhas for igual a 7760 pontos, tem o mesmo custo, mas não qualificar status, se custar 8k, fica mais caro que comprar, além de quem não tem status pode comprar Flex com 10kg a mais ou top com 20kg extra, e por pontos não tem essa opção

        • Perfeito, Bruno. Mas eu nunca emito passagens domésticas com pontos. Para mim, não vale a pena. E mais, eu também não emito passagens com pontos para voar LATAM quando eu tenho as parceiras que são infitamente melhores.

  5. Como vcs disseram que é muito melhor comprar passagem nas aéreas parceiras Latam, gostaria de saber como descubro qual será a milhagem cobrada? Não consigo no site da AA e nas demais. Aguardo dicas !

    • João, se você é cliente LATAM Fidelidade, é a tabela deles que você tem que consultar. A tabelea está em resgatar pontos ou passagem no site da LATAM. Aqui eu também tenho uma em um post.

  6. Como vcs disseram que é muito melhor comprar passagem nas aéreas parceiras Latam, gostaria de saber como descubro qual será a milhagem cobrada? Não consigo no site da AA e nas demais. Aguardo dicas !

    • João, se você é cliente LATAM Fidelidade, é a tabela deles que você tem que consultar. A tabelea está em resgatar pontos ou passagem no site da LATAM. Aqui eu também tenho uma em um post.

  7. Hoje a forma mais difícil de acumular pontos é voando. Sempre aproveito transferências do cartão e compra nos parceiros. Sempre a Netshoes, Ponto Frio, etc, faz promoções que rendem até 10 pontos por cada real gasto. Às vezes uso Km de Vantagens ou compro pontos com 60 % de desconto.

  8. Beatriz, são 8 pontos por Real no doméstico, e 12 por dólar no Internacional, melhoraram o acúmulo doméstico, que era de 2 a 3 mais 100% de bônus, o que chegaria a 6 pontos/Real e agora chega a 8 pontos, e pra qualquer tarifa, ou seja, no básico quem é Gold, eram 2 pontos/Real mais bônus 25% =2,5 pontos/Real, agora são 4

    • Sim, para quem voa doméstico pagando uma tarifa maior, melhorou. Mas ainda assim, o ponto sai mais barato no Clube, levando em consideração que as pessoas procuram tarifas mais baratas e a maioria não tem status. A cada 1.000 reais, são 4.000 pontos no Gold, por exemplo. No clube, você consegue 5.000 pontos por R$ 162,90.

      • Correto, por isso na hora de comprar você tem que fazer duas contas, ex: REC-GIG, na basica R$ 290,00, acumula 1160 pontos (Gold), cada ponto a R$0,0325 = R$37,70 de retorno, custo final de R$252,30, e pontos de qualificação elite, se emitir por milhas for igual a 7760 pontos, tem o mesmo custo, mas não qualificar status, se custar 8k, fica mais caro que comprar, além de quem não tem status pode comprar Flex com 10kg a mais ou top com 20kg extra, e por pontos não tem essa opção

        • Perfeito, Bruno. Mas eu nunca emito passagens domésticas com pontos. Para mim, não vale a pena. E mais, eu também não emito passagens com pontos para voar LATAM quando eu tenho as parceiras que são infitamente melhores.

  9. Beatriz ou alguém que possa me orientar.
    Quero aproveitar a boa tabela com parceiros, e emitir uma viagem para a Ásia( latam)
    Alguém sabe me dizer si compensa a diferença de 30 k d diferença entre executiva e fisrt dá British?
    Obrigado!

    • Eu mesma preferi emitir First. Os assentos da executiva são problemáticos, pois quem está no meio tem que passar por cima de quem está no corredor para ir ao banheiro. Isso, por si só, já me desanima, tanto sendo passageira do corredor como do meio.
      Daqui para a Ásia são dois voos de mais de 11 horas, então, eu acho que vale a pena, mesmo que a First da British não seja das melhores.
      Além disso, você terá direito à Concorde Room. Não sei se você gosta de whisky, mas lá tem Johnnie Walker Blue Label à vontade. Ah, a Concorde Room está fechada agora, e reabrirá reformada no fim do ano.

  10. Obrigado Beatriz seria aniversário de casamento … Minha esposa não liga muito entre executiva e fisrt, para ela basta ter como dormi com as pernas esticadas RS…

    Essa sala concorde seria do estilo dá Lufthansa em Frankfurt?

    Achei disponibilidade 2 vagas, para dia 22/01 voltando
    Singapore/gru.

    • Não espere qualquer comparação com o First Class Terminal (FCT) da Lufthansa em FRA. A Concorde Room é uma sala dedicada aos passageiros de First da BA (e poucos viajantes muito frequentes do programa deles), melhor que a sala “normal”, mas nada demais.

      De qualquer forma, eu tb emitiria em F.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Henry on