q6prmv.md.png
quarta-feira, abril 14, 2021
q6prmv.md.png
InícioProgramas de FidelidadeOutros ProgramasMelhores Resgates do TAP Victoria Versão 2018

Melhores Resgates do TAP Victoria Versão 2018

Ontem o TAP Victoria divulgou a nova tabela para parceiras Star Alliance. A partir dessas novas informações, decidi atualizar o post dos melhores resgates do programa de milhas da companhia aérea portuguesa, mantendo a estrutura do original para vocês terem uma ideia das mudanças. O que ainda estiver aceitável, na minha opinião, é claro, eu destacarei em verde.

Vamos lá …

O programa tem parceria com muitos cartões de crédito e, com boas promoções de transferências bonificadas, muitas pessoas ligadas nessa vida de milhas e destinos têm uma conta no TAP Victoria.

De todos os programas que analisei até agora, o Victoria tem três características importantes: (a) só é possível emitir bilhetes de ida e volta com as parceiras ; (b) é o único parceiro da Emirates no Brasil – mas só emite em econômica e executiva (o Smiles também é, mas eu não tratei dele nessa série), e (c) não é possível emitir um trecho em uma parceira Star Alliance e outro com a Emirates (pena!), ou é ida e volta com a Star ou ida e volta com a Emirates.

Além disso, infelizmente o resgate nas parceiras só é possível via SAC.

Um outro dado importante é que a TAP tirou a tabela global de resgate das parceiras da internet após a reformulação do site. Ao final, eu colocarei as mais relevantes tabelas por região, como estão disponíveis atualmente. Então, essa análise somente é válida para resgate nas parceiras, ok?

Lembro que os valores são para ida e volta.

Classe Econômica

Antes, a empresa oferecia dois bons resgates na econômica:

Ásia - Oceania: 40.000 milhas (20.000 milhas o trecho)

Voos intra-Ásia: 35.000 milhas (17.500 milhas o trecho)

Agora, Ásia – Oceania = 120.000 milhas, um aumento de 200%! E os voos intra-Ásia agora estão por 60.000 milhas – 25.000 milhas a mais.

O resgate entre Brasil e América do Norte/Caribe custava 55.000 milhas e agora sai por 70.000 milhas.

Resumo da ópera: não vale mais a pena emitir em econômica via Victoria.

Classe Executiva

Europa – América do Norte/Caribe: eram 110.000 milhas e agora, são 160.000 milhas …

América do Norte/Caribe – Oriente Médio: 230.000 milhas – foi outro trecho que teve um aumento tremendo (custava 160.000 milhas)

América do Norte/Caribe – Oceania: esse dobrou de valor – eram 130.000 milhas e agora sai por 260.000 milhas.

América do Sul – América do Norte: 100.000 milhas. Sofreu um aumento de 10% e ainda está vantajoso. Com esse valor é possível ir ao Havaí ou ao Alasca com direito a um stopover. 

América do Sul – Ásia: 260.000 milhas. Ainda é um bom valor se contarmos que são, pelo menos 4 trechos com cerca de 11 horas de viagem.

América do Sul – Oceania: eram necessárias 245.000 milhas e agora são 260.000 milhas. Não sei como o Victoria faz esse roteamento. Se for via Buenos Aires com a Air New Zealand, não vale e é quase impossível emitir. A companhia neozelandesa é dura para disponibilizar assentos com milhas.  Mas se for via Europa e Ásia,  ou via Dubai com a Emirates, aí sim, vale muito, até por conta do stopover.  Mas a Emirates cobra YQ em voos saindo do Brasil …

Ásia – Oriente Médio: são 100.000 milhas para voar, por exemplo, entre Dubai e qualquer país da Ásia na executiva do A380 da Emirates.

Ásia – África Austral: também por 100.000 milhas é possível fazer África do Sul e Ásia, ida e volta com a South African. (OBS: Agradeço à Alice Wong pelas duas dicas da Ásia, que eu mesma não tinha visto).

América do Sul – Europa/Norte da África: acabou o ótimo resgate por 120.000 milhas. Agora, nós teremos que desembolsar 230.000 milhas, um aumento de quase 100%.

Ásia – Ásia: outro que saiu de 50.000 milhas para 90.000 milhas (45.000 milhas o trecho). Não vale a pena. No Lifemiles, o trecho sai por 36.000 milhas na business e 50.000 na primeira classe.

Ásia – Oceania: de 70.000 milhas para 210.000 milhas a emissão aqui se tornou impossível.

Primeira Classe

América do Sul – Europa:  foi de 180.000 milhas para 320.000 milhas. Melhor emitir pelo Amigo pagando 200.000 ida e volta ou 100.000 one-way.

Europa – América do Norte/Caribe: são 230.000 milhas ao invés das antigas 170.000 milhas. Não vale …

Europa – Oriente Médio: são 130.000 milhas para voar com a Lufthansa antes que ela decida não oferecer mais first nessa região.

Ásia – Ásia: eram 75.000 milhas e agora são 120.000 milhas (60.000 milhas o trecho). Acho que ainda tem valor para voar Thai entre Bangkok e Tóquio, ainda mais quando se tem a chance de experimentar o lounge da Thai, considerado um dos melhores do mundo. (OBS: O leitor Bruno Dantas me chamou a atenção que a ANA não faz mais esse trecho em First. Uma pena … 🙁 ).

Ásia – Oceania: de 110.000 milhas pulou para 330.000 milhas. 200% de aumento. Inviável.

Ainda há bons resgates com o Victoria. O problema é que sair do Brasil para a Europa ficou inviável. Vale mais a pena ir para a Ásia com um stopover no Velho Continente.

A atualização foi muito cruel por conta de diversos fatores. O primeiro foi a porcentagem de aumento. Raros os aumentos na casa dos 10%, 20%. A maioria foi para lá dos 50%, com alguns bateram a casa de 200%.

O segundo fator foi o lamentável comportamento da empresa que, além de não avisar – foram os leitores que descobriram – atualizou a tabela com efeito imediato.

Para ver os outros posts dessa série, que incluem LATAM Fidelidade, Avianca Amigo, Avianca Lifemiles, American Airlines AAdvantage e United Airlines MileagePlus, clique aqui.

OBS: Amanhã ou, no máximo, domingo, vai sair um post comparando 4 emissões em 4 programas Star Alliance: Victoria, Amigo, Lifemiles e MileagePlus. Aguardem que vai ser bom!

TABELA POR REGIÕES – América do Sul

TABELA POR REGIÕES – Europa

TABELA POR REGIÕES – América do Norte

TABELA POR REGIÕES – Ásia

 

RELATED ARTICLES

136 COMENTÁRIOS

  1. Bia, parabéns por mais uma excelente análise. Mas você acha que a TAP vai voltar com esse bônus agressivos como era no passado (100%)? Acho que esse “reajuste” na tabela foi causado por conta do tanto de milhas que havia no mercado. Uma dúvida: Você sabe se é possível resgatar business da Air Canada saindo do Brasil? Me sobraram 200k milhas e estava pensando em emitir por lá.

    Obrigado 😉

  2. Parabéns pelo post Beatriz. Muito obrigado pelas dicas e ajuda. Também tenho dúvidas quanto ao retorno do bônus de 100% Livelo e TAP. Enquanto isso vou fazendo poupança mirando uma viagem ao Japão no início de 2020. Abraço

    • Também tenho minhas dúvidas. Mas como a tabela aumentou muito em geral, quem sabe?
      Amanhã ou no máximo domingo vou publicar um post comparativo de emissões com Victoria, Amigo, Lifemiles e MileagePlus!

      • Beatriz e Henrique, bom dia.

        Acho que, com esta tabela majorada, a chance de voltar os 100% de bônus para TAP é totalmente plausível. Até porque o programa deverá sentir o baque disso nos próximos meses, ao meu ver. O número de emissões irá cair nas rotas majoradas, com certeza.

        Henrique, quanto a sua poupança, eu espero que consiga, mas esta situação mostrou ainda mais pra mim, que não existe qualquer programa de milhas confiável. Ao meu ver, absolutamente nada impede de aumentarem a tabela quando bem quiserem, de novo, SEM aviso prévio por e-mail ou outra fonte de comunicação em massa E com os valores futuros a serem cobrados.
        Havia feito uma poupança mirando 2 viagens business para Europa, 1 para América do Norte e 1 para América do Sul. Só emiti uma das viagens para a Europa. O que me restou, no meio disso, foi usar as milhas agora para América do Norte… Não confio em fazer mais poupança alguma nesse programa. Vou queimar o que tenho e adiós…

  3. Beatriz, você fala primeiro que TAP não emite Primeira Classe Emirates e depois fala que da pra ir do Oriente Médio para a Ásia de first Emirates, está correto isso?

    • Ôpa! Erro meu! Vou consertar já. Obrigada!
      OBS: Amanhã ou no máximo domingo vou publicar um post comparativo de emissões com Victoria, Amigo, Lifemiles e MileagePlus!

      • Ata! Estou no aguardo do post! Enquanto isso gostaria de uma ajuda sua por favor! Com essa promo da Multiplus agora tenho 520k no programa com o objetivo de voar o máximo possível de primeira classe (sonho de pequeno kkkk) então não me importaria de pegar o maior número de conexões para aproveitar bem. Para a viagem Brasil-Asia, qual seria a melhor opção pela Multiplus para aproveitar as melhores cabines FC? Qual o melhor roteiro eu poderia fazer? Desde já agradeço!!!!

        • A Multiplus não permite emissão em cabines mistas, então vc é obrigado a sair do Brasil e voltar para o Brasil na primeira da British Airways. De Londres, duas opções de first: Japan Airlines para Tóquio ou Cathay Pacific para Hong Kong. Eu prefiro a JAL, mas tem gente louca pela Cathay (que também é ótima, já viajei em first com eles). Aliás, vc poderia ir com uma e voltar com a outra …

  4. Beatriz, mais uma vez parabéns pelo blog, sem dúvida imparcial e preciso. Como o tema é star alliance indiretamente, você mencionou a ASIANA para acúmulo no post passado e vai fazer review de mais 4 programas (victoria, lifemiles, amigo e mileage plus). Acho que seria interessante fazer um da connect miles da copa. Apesar de ser um programa que não se consegue transferir milhas pelos cartões de crédito no Brasil, é um programa que acredito ser bom para o meu perfil uma vez que nele vc consegue acumular 3 empresas brasileiras (avianca, gol e agora azul) e seus pontos não expiram e tem uma tabela para america do sul, incluindo Brasil, bastante razoável. Para quem viaja sempre pelo custo da passagem interna que é o meu caso não fico com merreca em diversos programas e concentro tudo no mesmo programa e posso emitir tanto na gol como na avianca aumentando meu leque interno, e como não vencem as milhas desde que haja movimentação, pois sempre faço um voo interno que expandem a validade, não ficando mais a mercê do smiles que agora estou zerada lá.

    • Oi Lorena, obrigada pela sugestão. A questão é que para esse post que vai sair no fim de semana, eu conheço os programas. Eu não sei nada do Connect Miles. Para o futuro, eu posso estudá-lo para fazer um post só dele.

      • Eu estava no Uber indo para a sua base GIG ai não tinha como explicar, mas a tabela nova tem um premio muito bom, trata-se de Africa Austral- Asia por 100k executiva e 130k em F, de JNB-SIN a SQ opera o A350, e de SIN-NRT você faria na F, como para JNB tem muita promo pagante (na casa dos R$3.000,00) e com milhas fica 120K no Amigo e 140K no Multiplus, teriamos asia a partir de 220K executiva e 250k executiva/primeira, portanto no meu caso acho que melhorou fazendo esta combinação de programas. Você sempre recomenda muito o trecho NRT-SIN em F mas eu acho que não tem mais não, só achei a o trecho SIN-BKK-NRT executiva/first.

          • Realmente Luiz, SQ não tem, eu até vi TK e Swiss pra HKG, com ET até BKK e de lá na F pra NRT, ficou bom o prêmio de 100k mas a qualidade das áereas ficou prejudicado, de resto por ser trechos separados, dá pra trazer muito chenin blanc top na volta….rsrsrs, também verifiquei EK mas só de taxa YQ custa 2700… Descartado

          • Ola pessoal,
            Excelente o blog Bia, parabéns.
            E só para compartilhar, antes da TAP alterar a bendita tabela, eu emiti SQ em business e tinha muita disponibilidade no trecho SYD-SIN-HKG, ambos os trechos voando no 777-ER (1-2-1) bastante elogiado, em alguns lugares mais que o A380.
            Agora ficou realmente muito dificil com o valor que está, mas… a disponibilidade continua lá 🙂

        • Pelo site da United achei JNB – NRT com parada em PEK, em first a primeira perna e business a segunda perna . Será que a TAP consegue achar?
          Duro que a first é da air China, já voou?

        • Beatriz, tem várias datas para voar em business da Singapore entre MEL e TYO, por exemplo. Simulando datas aleatórias, apareceram dia 12/06, 22/07 voando os 2 trechos de Singapore.
          Dias 21/11 e 16/01 (Singapore/Ana). Dia 20/08, TYO-MEL (Ana /Singapore),Não emiti, pois acabei zerando a minha conta Victoria com outros trechos.
          Mas é de se pensar com carinho, acho que ainda vale a pena.

  5. Beatriz, aposto minhas milhas que o próximo ” que tiro foi esse?” será o da Multiplus!
    Talvez com um pouco mais de respeito ao consumidor para se adaptar a transição. Mas é o que temos visto: milhares de promo-ofertas de milhas, inchaço de milhas e posterior desvalorização de tabelas.
    Smiles, Victoria…

    Comento isso aqui porque sei da sua imparcialidade e isenção, agora se for em outro local, aí já viu neh…..

  6. Bia, parabéns por mais uma excelente análise. Mas você acha que a TAP vai voltar com esse bônus agressivos como era no passado (100%)? Acho que esse “reajuste” na tabela foi causado por conta do tanto de milhas que havia no mercado. Uma dúvida: Você sabe se é possível resgatar business da Air Canada saindo do Brasil? Me sobraram 200k milhas e estava pensando em emitir por lá.

    Obrigado 😉

  7. Parabéns pelo post Beatriz. Muito obrigado pelas dicas e ajuda. Também tenho dúvidas quanto ao retorno do bônus de 100% Livelo e TAP. Enquanto isso vou fazendo poupança mirando uma viagem ao Japão no início de 2020. Abraço

    • Também tenho minhas dúvidas. Mas como a tabela aumentou muito em geral, quem sabe?
      Amanhã ou no máximo domingo vou publicar um post comparativo de emissões com Victoria, Amigo, Lifemiles e MileagePlus!

      • Beatriz e Henrique, bom dia.

        Acho que, com esta tabela majorada, a chance de voltar os 100% de bônus para TAP é totalmente plausível. Até porque o programa deverá sentir o baque disso nos próximos meses, ao meu ver. O número de emissões irá cair nas rotas majoradas, com certeza.

        Henrique, quanto a sua poupança, eu espero que consiga, mas esta situação mostrou ainda mais pra mim, que não existe qualquer programa de milhas confiável. Ao meu ver, absolutamente nada impede de aumentarem a tabela quando bem quiserem, de novo, SEM aviso prévio por e-mail ou outra fonte de comunicação em massa E com os valores futuros a serem cobrados.
        Havia feito uma poupança mirando 2 viagens business para Europa, 1 para América do Norte e 1 para América do Sul. Só emiti uma das viagens para a Europa. O que me restou, no meio disso, foi usar as milhas agora para América do Norte… Não confio em fazer mais poupança alguma nesse programa. Vou queimar o que tenho e adiós…

  8. Beatriz, você fala primeiro que TAP não emite Primeira Classe Emirates e depois fala que da pra ir do Oriente Médio para a Ásia de first Emirates, está correto isso?

    • Ôpa! Erro meu! Vou consertar já. Obrigada!
      OBS: Amanhã ou no máximo domingo vou publicar um post comparativo de emissões com Victoria, Amigo, Lifemiles e MileagePlus!

      • Ata! Estou no aguardo do post! Enquanto isso gostaria de uma ajuda sua por favor! Com essa promo da Multiplus agora tenho 520k no programa com o objetivo de voar o máximo possível de primeira classe (sonho de pequeno kkkk) então não me importaria de pegar o maior número de conexões para aproveitar bem. Para a viagem Brasil-Asia, qual seria a melhor opção pela Multiplus para aproveitar as melhores cabines FC? Qual o melhor roteiro eu poderia fazer? Desde já agradeço!!!!

        • A Multiplus não permite emissão em cabines mistas, então vc é obrigado a sair do Brasil e voltar para o Brasil na primeira da British Airways. De Londres, duas opções de first: Japan Airlines para Tóquio ou Cathay Pacific para Hong Kong. Eu prefiro a JAL, mas tem gente louca pela Cathay (que também é ótima, já viajei em first com eles). Aliás, vc poderia ir com uma e voltar com a outra …

          • Outra coisa, eu consigo emitir a first da Lufthansa até à Europa se for dentro dos 14 dias, e depois pegar conexão pra Ásia?

          • Beatriz, você comentou em uma resposta que com a mudança de Amadeus para Sabre a emissão em cabines mistas seria possível. Conseguiu confirmar isto?

          • Até agora não houve qualquer mudança, Carlos. Só permitem qdo o voo inter em business tem uma perna doméstica na LATAM, que só tem econômica.

      • Hum….como meus vôos são mais pra Europa e Estados unidos..acredito que essa emissão da TAP ainda valha a pena…pra Europa vou acabar usando a Ibéria…pelos menores custos e acredito que os aviões em classes executivas da Air canada e da Iberia são todos atualizados…ou seja…cartões Santander Aadvantage e Platinum nas promoções do Santander e porto seguro fora delas…

  9. Beatriz, mais uma vez parabéns pelo blog, sem dúvida imparcial e preciso. Como o tema é star alliance indiretamente, você mencionou a ASIANA para acúmulo no post passado e vai fazer review de mais 4 programas (victoria, lifemiles, amigo e mileage plus). Acho que seria interessante fazer um da connect miles da copa. Apesar de ser um programa que não se consegue transferir milhas pelos cartões de crédito no Brasil, é um programa que acredito ser bom para o meu perfil uma vez que nele vc consegue acumular 3 empresas brasileiras (avianca, gol e agora azul) e seus pontos não expiram e tem uma tabela para america do sul, incluindo Brasil, bastante razoável. Para quem viaja sempre pelo custo da passagem interna que é o meu caso não fico com merreca em diversos programas e concentro tudo no mesmo programa e posso emitir tanto na gol como na avianca aumentando meu leque interno, e como não vencem as milhas desde que haja movimentação, pois sempre faço um voo interno que expandem a validade, não ficando mais a mercê do smiles que agora estou zerada lá.

    • Oi Lorena, obrigada pela sugestão. A questão é que para esse post que vai sair no fim de semana, eu conheço os programas. Eu não sei nada do Connect Miles. Para o futuro, eu posso estudá-lo para fazer um post só dele.

      • Eu estava no Uber indo para a sua base GIG ai não tinha como explicar, mas a tabela nova tem um premio muito bom, trata-se de Africa Austral- Asia por 100k executiva e 130k em F, de JNB-SIN a SQ opera o A350, e de SIN-NRT você faria na F, como para JNB tem muita promo pagante (na casa dos R$3.000,00) e com milhas fica 120K no Amigo e 140K no Multiplus, teriamos asia a partir de 220K executiva e 250k executiva/primeira, portanto no meu caso acho que melhorou fazendo esta combinação de programas. Você sempre recomenda muito o trecho NRT-SIN em F mas eu acho que não tem mais não, só achei a o trecho SIN-BKK-NRT executiva/first.

          • Realmente Luiz, SQ não tem, eu até vi TK e Swiss pra HKG, com ET até BKK e de lá na F pra NRT, ficou bom o prêmio de 100k mas a qualidade das áereas ficou prejudicado, de resto por ser trechos separados, dá pra trazer muito chenin blanc top na volta….rsrsrs, também verifiquei EK mas só de taxa YQ custa 2700… Descartado

          • Ola pessoal,
            Excelente o blog Bia, parabéns.
            E só para compartilhar, antes da TAP alterar a bendita tabela, eu emiti SQ em business e tinha muita disponibilidade no trecho SYD-SIN-HKG, ambos os trechos voando no 777-ER (1-2-1) bastante elogiado, em alguns lugares mais que o A380.
            Agora ficou realmente muito dificil com o valor que está, mas… a disponibilidade continua lá 🙂

        • Pelo site da United achei JNB – NRT com parada em PEK, em first a primeira perna e business a segunda perna . Será que a TAP consegue achar?
          Duro que a first é da air China, já voou?

        • Beatriz, tem várias datas para voar em business da Singapore entre MEL e TYO, por exemplo. Simulando datas aleatórias, apareceram dia 12/06, 22/07 voando os 2 trechos de Singapore.
          Dias 21/11 e 16/01 (Singapore/Ana). Dia 20/08, TYO-MEL (Ana /Singapore),Não emiti, pois acabei zerando a minha conta Victoria com outros trechos.
          Mas é de se pensar com carinho, acho que ainda vale a pena.

  10. Beatriz, aposto minhas milhas que o próximo ” que tiro foi esse?” será o da Multiplus!
    Talvez com um pouco mais de respeito ao consumidor para se adaptar a transição. Mas é o que temos visto: milhares de promo-ofertas de milhas, inchaço de milhas e posterior desvalorização de tabelas.
    Smiles, Victoria…

    Comento isso aqui porque sei da sua imparcialidade e isenção, agora se for em outro local, aí já viu neh…..

  11. Oi Beatriz! O que me chamou a atenção é a diminuição dos valores da Ásia-Oriente Médio (era 220k) e Ásia-África Austral (era 210K). Ambos ficaram por 100k uma ida-e-volta na classe executiva! Se pensarmos que isso inclui trechos como NRT-DXB (10 horas pela EK) e HKG-JNB (13 horas pela SAA) está muito vantajosa! É isso mesmo ou perdi algo?

      • Hum….como meus vôos são mais pra Europa e Estados unidos..acredito que essa emissão da TAP ainda valha a pena…pra Europa vou acabar usando a Ibéria…pelos menores custos e acredito que os aviões em classes executivas da Air canada e da Iberia são todos atualizados…ou seja…cartões Santander Aadvantage e Platinum nas promoções do Santander e porto seguro fora delas…

  12. … a TAP se esqueceu de que a Terra é redonda e portanto ao aumentarem desproporcionadamente o valor de resgate entre Brasil/Europa tiveram que diminuir os valores de resgates entre outras regiões e dessa maneira criaram acabaram por criar outras combinações melhores do que as antes existentes!
    A propósito: a emissão “Volta ao Mundo” não seria até mais compensador, fazendo uso de multiplos stopover e open jaw, possibilidade de alterações, etc?

    • Luiz, só diminuiram na África e Oriente Médio e, mesmo assim, em relação a algumas regiões. A alteração da tabela foi para mais em 90% das combinações.
      Não sei o quanto ficou a volta ao mundo, mas imagino que tenham aumentado e muito os valores.

  13. Oi Beatriz! O que me chamou a atenção é a diminuição dos valores da Ásia-Oriente Médio (era 220k) e Ásia-África Austral (era 210K). Ambos ficaram por 100k uma ida-e-volta na classe executiva! Se pensarmos que isso inclui trechos como NRT-DXB (10 horas pela EK) e HKG-JNB (13 horas pela SAA) está muito vantajosa! É isso mesmo ou perdi algo?

  14. … a TAP se esqueceu de que a Terra é redonda e portanto ao aumentarem desproporcionadamente o valor de resgate entre Brasil/Europa tiveram que diminuir os valores de resgates entre outras regiões e dessa maneira criaram acabaram por criar outras combinações melhores do que as antes existentes!
    A propósito: a emissão “Volta ao Mundo” não seria até mais compensador, fazendo uso de multiplos stopover e open jaw, possibilidade de alterações, etc?

    • Luiz, só diminuiram na África e Oriente Médio e, mesmo assim, em relação a algumas regiões. A alteração da tabela foi para mais em 90% das combinações.
      Não sei o quanto ficou a volta ao mundo, mas imagino que tenham aumentado e muito os valores.

  15. Beatriz, meus parabéns por outra excelente publicação.

    Apenas pra esclarecer: ida e volta GRU-DXB ou GRU-MLE (com stopover em DXB) agora ficou por 260.000 em executiva?

    Para a Europa ficou inviável, infelizmente.

  16. Beatriz, meus parabéns por outra excelente publicação.

    Apenas pra esclarecer: ida e volta GRU-DXB ou GRU-MLE (com stopover em DXB) agora ficou por 260.000 em executiva?

    Para a Europa ficou inviável, infelizmente.

  17. Oi Beatriz, saberia dizer como fazer para estender as milhas TAP? Meu caso especifico: troquei com o bonus da Livelo e nao tive a oportunidade de emitir antes das mudancas no programa. Verifiquei no site e muitas milhas (a quantidade bonificada, curiosamente) vencerao no fim de outubro deste ano. O que fazer?

  18. Oi Beatriz, saberia dizer como fazer para estender as milhas TAP? Meu caso especifico: troquei com o bonus da Livelo e nao tive a oportunidade de emitir antes das mudancas no programa. Verifiquei no site e muitas milhas (a quantidade bonificada, curiosamente) vencerao no fim de outubro deste ano. O que fazer?

    • Oi Andre, não sei se o Victoria estende a validade das milhas, não. Vencendo em outubro, você pode reservar uma passagem para voar até outubro de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea