q6prmv.md.png
quarta-feira, abril 14, 2021
q6prmv.md.png
InícioAssuntos VariadosMinha estratégia de resgates com milhas em diversos programas e cartões

Minha estratégia de resgates com milhas em diversos programas e cartões

Assim como muitos, eu tenho milhas em diversos programas e cartões de crédito. Uma questão importante é ter uma estratégia de utilização dessas milhas para que o seu valor seja otimizado. Então, decidi compartilhar com vocês como eu uso as minhas milhas.

Em primeiro lugar, eu tenho como princípio só gastar milhas para emitir passagens, mas nunca em voos domésticos. Jamais. Se é para usá-las, eu as uso para tomar champagne Krug de preferência comendo caviar para depois dormir deitada durante o voo. Mas isso sou eu, ok? Tem gente que tem perfil para gasto doméstico e não há nada de mal nisso.

Em segundo lugar, é necessário fazer a distinção entre quantidade e valor da milha. Alguns programas exigem uma quantidade maior de milhas para um determinado trecho, mas o valor da milha é mais baixo. Seja porque é possível comprar com desconto ou transferir do cartão com bônus, etc.

Em terceiro lugar, eu divido as milhas em fixas e flutuantes: as fixas são aquelas que sou obrigada a gastar com determinado programa e as flutuantes são as provenientes de cartões de crédito e do Livelo, em que posso escolher para qual programa eu quero mandar e quando eu quero mandar.

Eu tenho milhas fixas no AAdvantage, LATAM Fidelidade, BAEC, Iberia Plus, Smiles, Lifemiles e Amigo.  Aqui já há uma divisão importante.

1 – O AAdvantage e o LATAM Fidelidade são ambos do Oneworld, assim como o BAEC e o Iberia Plus

2 – O Lifemiles e Amigo são ambos parceiros da Star Alliance.

3 – O Smiles tem parceiras híbridas, com foco no Skyteam e nas três companhias do Oriente Médio – as ME3 (Middle East 3). Há resgates com a TAP, Copa e Air Canada mas, para mim, só a Air Canada interessaria.

AADVANTAGE, LATAM FIDELIDADE, BAEC e IBERIA PLUS

A milha que mais vale é, sem dúvida, a milha AAdvantage, já que os meios para acúmulo são mais restritos do que no LATAM Fidelidade via Multiplus. Logo, se o trecho que eu desejo resgatar tem disponibilidade na Multiplus por um valor razoável, dou preferência a esse gasto.

Por exemplo: O Multiplus cobra 100.000 o trecho em executiva para a Europa para voar com as parceiras Oneworld British Airways e Iberia, ao passo que  o AAdvantage cobra 87.500 milhas, 12.5% a menos. Só que as milhas AAdvantage não valem 12.5% a mais. Logo, eu vou usar a Multiplus para esse resgate.

A mesma lógica eu aplico para os resgates com a Qatar entre Europa e Oriente Médio. Ao passo que o AAdvantage cobra 62.5k por uma First, a Multiplus cobra 65k. Sem dúvida, usarei meus pontos Multiplus.

Eu só uso a AA para voar quando a tabela é muito mais vantajosa e com companhias que normalmente eu não encontro disponibilidade na Multiplus como a JAL e a Qantas, por exemplo. E também tem a Etihad, que não é parceira Multiplus (mas é Smiles).

Meu uso do BAEC e Iberia Plus está confinado às hipóteses de promoções ou voos de curta distância. A quantidade de Avios a serem utilizados depende da distância da rota e os maiores benefícios são nas rotas curtas em executiva dentro da Ásia ou em voos domésticos nos EUA. Só acumulo comprando Avios via promos do Groupon da Espanha, o que faço com parcimônia, mas com frequência.

LIFEMILES E AMIGO

O ponto Lifemiles vale mais do que o ponto Amigo para mim. O Amigo eu posso comprar ponto Livelo com desconto e fazer transferências bonificadas. O Lifemiles me demanda a compra de pontos, que eu faço em pequenas quantidades quando há promos.

Mas eu levo em consideração a questão da taxa de combustível, que o Lifemiles não cobra de nenhuma parceira Star Alliance em nenhum trecho por conta da legislação consumerista colombiana.

Logo, em voos saindo do Brasil, eu tendo a usar o Amigo, ao passo que em voos entre outros continentes eu tendo a usar o Lifemiles.

Nesse caso eu pondero a disponibilidade do trecho e a quantidade de pontos exigidos. Tanto o Lifemiles como o Amigo não enxergam certas companhias aéreas. O Amigo não vê a EVA Air, mas o Lifemiles constantemente tem disponibilidade – até porque tem codeshare com a empresa taiwanesa.

SMILES

Aquele que já foi um ótimo programa de milhas hoje em dia é complicado para o meu estilo de resgate. É meu programa de escolha para emitir classe executiva da Qatar entre Europa e Oriente Médio: são 50.000 milhas. É mais do que o AAdvantage e a Multiplus cobram para o trecho.

Entretanto, a milha Smiles mais em conta, com dupla promo, pode ser valer R$ 0,018. A milha AAdvantage não sai por menos do que USD 0,018 com uma super promo de compra, o que equivale a R$ 0,70, se considerarmos o IOF incidente.

Outro bom resgate é com a Korean Air. Os valores estão justos – cerca de 80.000 milhas entre Europa e Seoul e há boa disponibilidade.

Também são interessantes os resgates da Air Canada entre Ásia e América do Norte. É possível encontrar executiva por 130.000 o trecho, que apesar de, em quantidade de milhas ser mais do que o Lifemiles exige, na questão do valor, a Smiles sai ganhando.

É possível, também, fazer alguma ginástica com duas promos simultâneas e conseguir um bom valor com a Delta em executiva – se bem que isso está muito raro hoje em dia.

PONTOS LIVELO E CARTÃO DE CRÉDITO

Permanecem onde estão até que haja alguma ótima promoção para transferir pontos com vistas à emissão a curto ou médio prazo. Não me arrisco a ficar com milhas paradas depois do evento TAP Victoria. Tive que emitir uma passagem que não tinha previsão de emitir só para não perder a oportunidade. Acertei na decisão, mas agora tenho que fazer uma reza forte para que não ocorram imprevistos até a data da viagem.

E vocês? Qual é a estratégia que vocês utilizam para usar as milhas acumuladas nos programas e nos cartões?

 

RELATED ARTICLES

104 COMENTÁRIOS

  1. Olá Beatriz. A lógica que tenho é bem parecida. No caso da BAEC e Iberia também com uso para business para Madri ou de econômica mesmo são interessantes com transfer via santander. TAP liquidei quase tudo nas business star alliance para europa antes da alteração da tabela . Smiles tem um resgate interessante de YYC para YYZ que a AC está cobrando $350 na alta e no smiles resgatei por 17k e Doha – Asia por 70k na Qatar já que não tinha pontos Latam.

  2. O lifemiles é um bom programa vale a pena por não cobrar taxas de combustível, o único ponto ruim que em alguns resgates no site ele cobra taxa de emissão com parceiros.
    Agora que não temos como transferir mais pontos do amex, ficou muito difícil conseguir juntar pontos para emitir um trecho internacional.

  3. Em questão de cartão…somente AA Santander e Platinum durante promoção de pontos bonus dependendo se minha próxima viagem será U.s.a (Aa) se Europa uso o Platinum do Santander pra transferir para o Ibéria…fora de promoção é Porto Seguro

  4. Excelente post Beatriz, parabéns.

    Depois do incidente com o TAP Victoria, onde tive que emitir pra parentes e zerar o saldo com medo da nova tabela, vou concentrar as milhas nos cartões de credito e na livelo e transferir quando tiver uma emissão em vista.
    Sobre o lifemiles, vou aguardar uma boa promoção para comprar pontos lá.

  5. Primeiramente, obrigado por compartilhar estas informações Beatriz. Eu concentro minhas milhas ( e da minha esposa) na Livelo e ainda assino os clubes da Livelo, smiles e tudo azul, sendo só o primeiro no valor máximo, os demais no mínimo. Vou fazendo poupança na Livelo e aguardando promoções com bônus, como a de 100% pra TAP e a bumerangue da Multiplus, mas só transfiro já tendo uma emissão em mente. Sigo, ainda, aguardando a promoção de compra de pontos com 50% de desconto na Livelo, cada vez mais rara, para completar o saldo. Abraço

  6. Muito bom post, agradeço compartilhar.
    Agora, achar 2 disponibilidades no mesmo vôo Korean pelo Smiles eu nunca vi, acho que nem “que a vaca tussa e o boi dê leite…”, como dizemos na minha terra…rss

  7. Beatriz, excelente post!

    Só para complementar, outros resgates que eu acho interessante são trechos de curta distância dentro dos EUA, como MIA – MCO ou BOS – JFK por 5.000 pontos no smiles.

    Outro ponto que é sempre bom chamar atenção é que as vezes há cobrança de YQ em passagens da QR emitidas via Multiplus. Liguei para cotar uma Europa – DOH e quiseram me cobrar mais de 1000 reais de taxas, as quais prontamente pedi para serem removidas.

    Mais um resgate que é vantajoso é o de CDG DOH BKK/SYD na F da QR, que consegue-se (ou conseguia-se) emitir por 100k smiles. Sensacional também, embora faça tempo que eu não veja disponibilidade. Por sinal, tenho pesquisado trechos da QR pelo Smiles e a disponibilidade está absolutamente zerada por erro, possivelmente do Smiles, já que a multiplus apresenta os voos e sabemos que a disponibilidade das duas deveria ser a mesma. Na realidade, o site da smiles retorna como se não tivesse disponibilidade, porém o app retorna uma mensagem de erro na conexão com o Amadeus.

  8. Eu também faço poupança na Livelo. Não há milheiro mais barato, quando chegarmos à ponta.
    A Livelo não lança mais a promo de 50% de desconto na compra direta há um bom tempo. No máximo, 40% e da última vez, cederam somente para sócios do Clube 7000.

    Nos Clubes, o milheiro pode sair a R$ 13,80, se voltar a acontecer a loucura de uma promoção de transferência de 100%. Acho difícil.

    No Clube 7000, o milheiro sai por R$27,59. São 12 x R$229,90 = R$ 2758,80 de custo, por ano. Para receber 100 mil milhas (7mil por mês + 16mil de bônus).

    Com uma promo de transferência de 50%, como da Latam: R$ 18,40 por mil milhas. Uma barganha, porque se comprar ou se associar ao clube da Multiplus sai muito mais caro. E o mesmo vale para todos os outros clubes.

    Por isso, vejo que o melhor é assinar um bom Clube Livelo (acima do 7000) e pegar os menores clubes da Multiplus e Smiles, para garantir mais percentual de bônus.

  9. Beatriz,
    Só para variar mais um excelente post!
    Tb tenho milhas nos mesmos programas que vc e uso de forma parecida, não tão bem quanto vc, mas da melhor forma possível para a nossa família. Somos 01 casal e uma criança de 08 anos viajando juntos e não é possível inventar muitas conexões mirabolantes ou com tempo longo demais para chegar ao destino final viajando com criança.
    Ah, só para avisar: começou nova promo do Groupon.es para compra de avios com desconto. Já garanti um lotezinho de 2.000 avios.

  10. Olá Beatriz. A lógica que tenho é bem parecida. No caso da BAEC e Iberia também com uso para business para Madri ou de econômica mesmo são interessantes com transfer via santander. TAP liquidei quase tudo nas business star alliance para europa antes da alteração da tabela . Smiles tem um resgate interessante de YYC para YYZ que a AC está cobrando $350 na alta e no smiles resgatei por 17k e Doha – Asia por 70k na Qatar já que não tinha pontos Latam.

  11. O lifemiles é um bom programa vale a pena por não cobrar taxas de combustível, o único ponto ruim que em alguns resgates no site ele cobra taxa de emissão com parceiros.
    Agora que não temos como transferir mais pontos do amex, ficou muito difícil conseguir juntar pontos para emitir um trecho internacional.

  12. Iberia teve uma promo muito boa..
    GIG/GRU => MAD, por 12.500 o trecho em econômica…
    Única coisa é que tinha que colocar um endereço de correspondência nos EUA ou Europa… aí, coloquei a casa da minha irmã….acabou no domingo passado…
    Preço normal da passagem, de 17k até 22,5k. dependendo se off peak ou não…
    Hoje em dia não acumulo mais lá… mas cheguei a ter 2,5 milhões de ávios lá… macete de enviar para Le CLub pelo Multiplus na taxa de 1:1… do Le Club para o Iberia Plus, multiplicando por 2,5….
    Agora.. .só tem uns 300k pra torrar em voos doméstico na Europa…EUA….

  13. Em questão de cartão…somente AA Santander e Platinum durante promoção de pontos bonus dependendo se minha próxima viagem será U.s.a (Aa) se Europa uso o Platinum do Santander pra transferir para o Ibéria…fora de promoção é Porto Seguro

  14. Beatriz, que post interessante!!! e parabéns pela abordagem, a minha estratégia é a seguinte: programas de baixa e alta concentração, explico: este conceito vai de encontro com os melhores resgates de cada programa e como você muito bem pontuou pelo valor estimado da milha, portanto são de alta concentração, na minha visão: AAdvantage (o meu principal), Múltiplus e Victoria, e de baixa concentração temos TudoAzul, Smiles e Amigo, este último passou a ser uma opção de alta concentração pelo resgate GRU-JNB em especial, aí eu também analiso cada resgate de forma comparada, aproveitando seu exemplo AA / JJ, na AA Europa-Oriente médio e sub Índia, a direta Qatar custa 42,5K (eu já emiti por 30k CDG-DOH F e DOH-MLE J, com 8 horas no Al Safwa, e o AA ainda permite o embarque em qualquer cidade da Europa, já o múltiplus fica restrito ao trecho CDG-DOH e para outro país da região ME, outra ponderação seria comparar CDG-DOH-SYD F na JJ por 160K e AA por 85k (ressaltando que a tabela é business/first é depois apenas first, nessa ultima coluna temos o prêmio para F na Etihad, QR usa coluna do meio), novamente se chegando a SYD você deseje ir a Fiji ou PPT, a AA prevalece, caso contrário acumular JJ é bem mais fácil e barato, com relação a TAP, 100k Brasil-USA e 260k Brasil-Ásia deixa ainda o programa com certa utilidade, agora vamos ao conceito de baixa, com TudoAzul eu foco dois trechos: REC-JJD por 6k e REC-FEN por 8~12k e Smiles REC-FEN por 8~12K, já o amigo sempre tem trechos internos por 10K e resgates eoutras emissões bastante intrigantes, ex: PTY-AUA, PTY-CUR, por 10k Y, 15k C, entre outros, também gosto de usar a criatividade e combinar programas, ex: GRU-SCL-IPC 55k C com JJ, ficar 1 a 2 dias e IPC-PPT com AA por 15k Y.

    • Faltou comentar o uso de cartões e clubes, o meu cartão principal é o SantAA e secundário o Amex Gold, eu avalio a milha da AA com a mais valiosa além de ser ExP com eles, pra mim pagar 40K PPT-AKL-HKG ou NRT executiva é um belo resgate e que não tem em outro programa, portanto juntar aos poucos 40k é possível e pelo exemplo é bem melhor que dobrar no Smiles, Amigo ou Victoria e ter 80k pra não servir pra quase nada, uma vez que são integrantes do livelo e você pude comprar 500k e dobrar com bônus e na AA não tem essa brecha, já o Amex tenho por ser cliente Bradesco e ter anuidade baixa e acesso a sala vip embarque doméstico, afinal, sou clube livelo 7k e podemos comprar centenas de milhares de pontos por 35BRL/k, não vejo atrativo usar um cartão para acumular pontos livelo se os mesmos podem ser comprados em larga escala.

      • É um grande prazer poder contribuir nesse excelente blog, fico muito feliz por isso, e aproveito para agradecer sua dica da EVA, uma business com jeitão de primeira classe, consegui emitir ida e volta ORD-TPE-SIN-DPS, combinando BR e SQ por 145k, antes da virada do Victoria, portanto deixo aqui meu muito obrigado

  15. Excelente post Beatriz, parabéns.

    Depois do incidente com o TAP Victoria, onde tive que emitir pra parentes e zerar o saldo com medo da nova tabela, vou concentrar as milhas nos cartões de credito e na livelo e transferir quando tiver uma emissão em vista.
    Sobre o lifemiles, vou aguardar uma boa promoção para comprar pontos lá.

  16. Primeiramente, obrigado por compartilhar estas informações Beatriz. Eu concentro minhas milhas ( e da minha esposa) na Livelo e ainda assino os clubes da Livelo, smiles e tudo azul, sendo só o primeiro no valor máximo, os demais no mínimo. Vou fazendo poupança na Livelo e aguardando promoções com bônus, como a de 100% pra TAP e a bumerangue da Multiplus, mas só transfiro já tendo uma emissão em mente. Sigo, ainda, aguardando a promoção de compra de pontos com 50% de desconto na Livelo, cada vez mais rara, para completar o saldo. Abraço

  17. Muito bom post, agradeço compartilhar.
    Agora, achar 2 disponibilidades no mesmo vôo Korean pelo Smiles eu nunca vi, acho que nem “que a vaca tussa e o boi dê leite…”, como dizemos na minha terra…rss

  18. Beatriz, excelente post!

    Só para complementar, outros resgates que eu acho interessante são trechos de curta distância dentro dos EUA, como MIA – MCO ou BOS – JFK por 5.000 pontos no smiles.

    Outro ponto que é sempre bom chamar atenção é que as vezes há cobrança de YQ em passagens da QR emitidas via Multiplus. Liguei para cotar uma Europa – DOH e quiseram me cobrar mais de 1000 reais de taxas, as quais prontamente pedi para serem removidas.

    Mais um resgate que é vantajoso é o de CDG DOH BKK/SYD na F da QR, que consegue-se (ou conseguia-se) emitir por 100k smiles. Sensacional também, embora faça tempo que eu não veja disponibilidade. Por sinal, tenho pesquisado trechos da QR pelo Smiles e a disponibilidade está absolutamente zerada por erro, possivelmente do Smiles, já que a multiplus apresenta os voos e sabemos que a disponibilidade das duas deveria ser a mesma. Na realidade, o site da smiles retorna como se não tivesse disponibilidade, porém o app retorna uma mensagem de erro na conexão com o Amadeus.

    • Verdade. Desde ontem tenho buscado outros voos de/para Doha e o site do smiles dá erro. Pelo aplicativo a mensagem é que está com erro na busca pelo Amadeus.

    • Essa passagem com a Qatar conseguiu emitir sem as taxas YQ? Quando ligar no callcenter e pedir para remover, eles fazem sem problema? Isso vale para qualquer companhia que cobre essa taxa no callcenter da latam?

  19. Eu também faço poupança na Livelo. Não há milheiro mais barato, quando chegarmos à ponta.
    A Livelo não lança mais a promo de 50% de desconto na compra direta há um bom tempo. No máximo, 40% e da última vez, cederam somente para sócios do Clube 7000.

    Nos Clubes, o milheiro pode sair a R$ 13,80, se voltar a acontecer a loucura de uma promoção de transferência de 100%. Acho difícil.

    No Clube 7000, o milheiro sai por R$27,59. São 12 x R$229,90 = R$ 2758,80 de custo, por ano. Para receber 100 mil milhas (7mil por mês + 16mil de bônus).

    Com uma promo de transferência de 50%, como da Latam: R$ 18,40 por mil milhas. Uma barganha, porque se comprar ou se associar ao clube da Multiplus sai muito mais caro. E o mesmo vale para todos os outros clubes.

    Por isso, vejo que o melhor é assinar um bom Clube Livelo (acima do 7000) e pegar os menores clubes da Multiplus e Smiles, para garantir mais percentual de bônus.

  20. Gostei dessa história aí do LeClub.
    Como assim, transferência do Multiplus para o LeClub em 1:1? Alguma ação promocional esporádica?
    Ainda assim, é uma boa, a transferência da Livelo para o LeClub, que tá nos atuais 2,5:1. Se houver uma transferência 1:2,5 para o Iberia, já vale muito a pena. Só que não encontrei essa relação na área de transferência do LeClub, mas vi que a transferência é possível.
    Lembrando que a transferência direta da Livelo para Iberia é de 2:1.

      • Isso era antigamente (acho que até
        2012/2013 dava para converter 1 ponto multiplus em 2,5 iberia utilizando o le club como intermediário. Depois a tabela mudou e essa pechincha acabou.

      • A ultima vez que teve promo de transferencia Multiplus-Le Club na proporção 1:1 foi em julho de 2012.
        Na época, a transferencia do Le Club para o Iberia Plus era fixa em 1:2,5. Era uma festa! Ainda mais pq na época o Pague Contas valia muito a pena!
        A partir de fevereiro de 2013 o Le Club acabou com a proporção maravilhosa de transferência para a Iberia e nunca mais o Multiplus teve transferência 1:1 para o Le Club.
        Uma pena!

  21. Beatriz,
    Só para variar mais um excelente post!
    Tb tenho milhas nos mesmos programas que vc e uso de forma parecida, não tão bem quanto vc, mas da melhor forma possível para a nossa família. Somos 01 casal e uma criança de 08 anos viajando juntos e não é possível inventar muitas conexões mirabolantes ou com tempo longo demais para chegar ao destino final viajando com criança.
    Ah, só para avisar: começou nova promo do Groupon.es para compra de avios com desconto. Já garanti um lotezinho de 2.000 avios.

  22. Iberia teve uma promo muito boa..
    GIG/GRU => MAD, por 12.500 o trecho em econômica…
    Única coisa é que tinha que colocar um endereço de correspondência nos EUA ou Europa… aí, coloquei a casa da minha irmã….acabou no domingo passado…
    Preço normal da passagem, de 17k até 22,5k. dependendo se off peak ou não…
    Hoje em dia não acumulo mais lá… mas cheguei a ter 2,5 milhões de ávios lá… macete de enviar para Le CLub pelo Multiplus na taxa de 1:1… do Le Club para o Iberia Plus, multiplicando por 2,5….
    Agora.. .só tem uns 300k pra torrar em voos doméstico na Europa…EUA….

  23. Beatriz, que post interessante!!! e parabéns pela abordagem, a minha estratégia é a seguinte: programas de baixa e alta concentração, explico: este conceito vai de encontro com os melhores resgates de cada programa e como você muito bem pontuou pelo valor estimado da milha, portanto são de alta concentração, na minha visão: AAdvantage (o meu principal), Múltiplus e Victoria, e de baixa concentração temos TudoAzul, Smiles e Amigo, este último passou a ser uma opção de alta concentração pelo resgate GRU-JNB em especial, aí eu também analiso cada resgate de forma comparada, aproveitando seu exemplo AA / JJ, na AA Europa-Oriente médio e sub Índia, a direta Qatar custa 42,5K (eu já emiti por 30k CDG-DOH F e DOH-MLE J, com 8 horas no Al Safwa, e o AA ainda permite o embarque em qualquer cidade da Europa, já o múltiplus fica restrito ao trecho CDG-DOH e para outro país da região ME, outra ponderação seria comparar CDG-DOH-SYD F na JJ por 160K e AA por 85k (ressaltando que a tabela é business/first é depois apenas first, nessa ultima coluna temos o prêmio para F na Etihad, QR usa coluna do meio), novamente se chegando a SYD você deseje ir a Fiji ou PPT, a AA prevalece, caso contrário acumular JJ é bem mais fácil e barato, com relação a TAP, 100k Brasil-USA e 260k Brasil-Ásia deixa ainda o programa com certa utilidade, agora vamos ao conceito de baixa, com TudoAzul eu foco dois trechos: REC-JJD por 6k e REC-FEN por 8~12k e Smiles REC-FEN por 8~12K, já o amigo sempre tem trechos internos por 10K e resgates eoutras emissões bastante intrigantes, ex: PTY-AUA, PTY-CUR, por 10k Y, 15k C, entre outros, também gosto de usar a criatividade e combinar programas, ex: GRU-SCL-IPC 55k C com JJ, ficar 1 a 2 dias e IPC-PPT com AA por 15k Y.

    • Faltou comentar o uso de cartões e clubes, o meu cartão principal é o SantAA e secundário o Amex Gold, eu avalio a milha da AA com a mais valiosa além de ser ExP com eles, pra mim pagar 40K PPT-AKL-HKG ou NRT executiva é um belo resgate e que não tem em outro programa, portanto juntar aos poucos 40k é possível e pelo exemplo é bem melhor que dobrar no Smiles, Amigo ou Victoria e ter 80k pra não servir pra quase nada, uma vez que são integrantes do livelo e você pude comprar 500k e dobrar com bônus e na AA não tem essa brecha, já o Amex tenho por ser cliente Bradesco e ter anuidade baixa e acesso a sala vip embarque doméstico, afinal, sou clube livelo 7k e podemos comprar centenas de milhares de pontos por 35BRL/k, não vejo atrativo usar um cartão para acumular pontos livelo se os mesmos podem ser comprados em larga escala.

      • É um grande prazer poder contribuir nesse excelente blog, fico muito feliz por isso, e aproveito para agradecer sua dica da EVA, uma business com jeitão de primeira classe, consegui emitir ida e volta ORD-TPE-SIN-DPS, combinando BR e SQ por 145k, antes da virada do Victoria, portanto deixo aqui meu muito obrigado

  24. Gostei dessa história aí do LeClub.
    Como assim, transferência do Multiplus para o LeClub em 1:1? Alguma ação promocional esporádica?
    Ainda assim, é uma boa, a transferência da Livelo para o LeClub, que tá nos atuais 2,5:1. Se houver uma transferência 1:2,5 para o Iberia, já vale muito a pena. Só que não encontrei essa relação na área de transferência do LeClub, mas vi que a transferência é possível.
    Lembrando que a transferência direta da Livelo para Iberia é de 2:1.

      • Isso era antigamente (acho que até
        2012/2013 dava para converter 1 ponto multiplus em 2,5 iberia utilizando o le club como intermediário. Depois a tabela mudou e essa pechincha acabou.

      • A ultima vez que teve promo de transferencia Multiplus-Le Club na proporção 1:1 foi em julho de 2012.
        Na época, a transferencia do Le Club para o Iberia Plus era fixa em 1:2,5. Era uma festa! Ainda mais pq na época o Pague Contas valia muito a pena!
        A partir de fevereiro de 2013 o Le Club acabou com a proporção maravilhosa de transferência para a Iberia e nunca mais o Multiplus teve transferência 1:1 para o Le Club.
        Uma pena!

  25. Prezada Beatriz,

    Faço de forma um pouco distinta, mas que, coincidentemente, bate com a maioria dos programas que você utiliza.

    Explico-me:

    Defino em qual programa pontuarei com base no destino que pretendo viajar no prazo de aproximadamente 18 a 24 meses.

    Assim, quis viajar no The Apartment? Pontuei AAdvantage até atingir 215k e emitir 02 trechos (SYD-AUH e AUH-JFK); queria uma ida na executiva Cathay (a qual não conhecia)? Comprei Multiplus e emiti MAD-HKG-SYD.

    E assim, vou pontuando conforme destino e aeronave pretendida. Outro exemplo? Queria, também por influência sua, conhecer as First Thai e British. Logo, comprei Multiplus para a British e vendi milhas amigo para comprar milhas United, tendo emitido First Thai (FRA-KIX).

    Para trechos curtos, também uso Avios, pois Business em trechos de poucas horas são imbatíveis (TOKYO-PEQUIM por 20k em Business JAL).

    E tenho uns 100k no Lifemiles pois com frequência acho GRU-ASIA em Business por 85k voando AVIANCA/EVA; e como pretendo voltar ao continente asiático duas vezes em 2019, quero conhecer a Business EVA.

    SMILES me recuso a pontuar, pois não há previsibilidade.

    AMIGO fiquei traumatizado, pois se diz da Star Alliance mas bloqueia emissão com quase todos os parceiros asiáticos.

    E ora voltei a pontuar Aadvantage não para voar AA, mas sim para voltar a voar Business Qatar provavelmente para a África.

    Enfim, meu perfil é meio distinto: tenho como programar as viagens com antecedência absurda, emito os bilhetes com 11 meses de antecedência, e escolho os programas conforme companhia aérea e cabine que desejo conhecer (além da tabela ser atrativa, é claro!).

    Excelente post este seu, ainda mais considerando a troca de ideias entre os leitores, os quais só aumentam!!!

  26. Oi, Bia,

    Eu uso o Life Miles também. Na realidade todos meus vôos da StarAlliance eu pontuo lá e ainda prefiro pontuar algumas parceiras, como a Aeromexico, Hertz, etc… Você já fez compra de hospedagem em sites pontuando no lifemiles? Sabe dizer se compensa?
    E parabéns pelo milhas e destinos. Eu acho que é o blog com linguagem mais séria e concisa, sem estrelismos. Seus textos são muito esclarecedores.

    • Já fiz sim, André. Isso depende da promo vigente, do hotel, se é alta ou baixa temporada. Tem sempre que pesquisar em outros lugares e fazer as contas na ponta do lápis.

  27. Olá Beatriz

    Primeiro parabéns e obrigado pelos posts…
    E agora quero que vc detalhe mais um pouco este item:
    “Entretanto, a milha Smiles mais em conta, com dupla promo, pode ser valer R$ 0,018”
    Nos dê um exemplo.
    Obrigado
    Fabio Leme

  28. Prezada Beatriz,

    Faço de forma um pouco distinta, mas que, coincidentemente, bate com a maioria dos programas que você utiliza.

    Explico-me:

    Defino em qual programa pontuarei com base no destino que pretendo viajar no prazo de aproximadamente 18 a 24 meses.

    Assim, quis viajar no The Apartment? Pontuei AAdvantage até atingir 215k e emitir 02 trechos (SYD-AUH e AUH-JFK); queria uma ida na executiva Cathay (a qual não conhecia)? Comprei Multiplus e emiti MAD-HKG-SYD.

    E assim, vou pontuando conforme destino e aeronave pretendida. Outro exemplo? Queria, também por influência sua, conhecer as First Thai e British. Logo, comprei Multiplus para a British e vendi milhas amigo para comprar milhas United, tendo emitido First Thai (FRA-KIX).

    Para trechos curtos, também uso Avios, pois Business em trechos de poucas horas são imbatíveis (TOKYO-PEQUIM por 20k em Business JAL).

    E tenho uns 100k no Lifemiles pois com frequência acho GRU-ASIA em Business por 85k voando AVIANCA/EVA; e como pretendo voltar ao continente asiático duas vezes em 2019, quero conhecer a Business EVA.

    SMILES me recuso a pontuar, pois não há previsibilidade.

    AMIGO fiquei traumatizado, pois se diz da Star Alliance mas bloqueia emissão com quase todos os parceiros asiáticos.

    E ora voltei a pontuar Aadvantage não para voar AA, mas sim para voltar a voar Business Qatar provavelmente para a África.

    Enfim, meu perfil é meio distinto: tenho como programar as viagens com antecedência absurda, emito os bilhetes com 11 meses de antecedência, e escolho os programas conforme companhia aérea e cabine que desejo conhecer (além da tabela ser atrativa, é claro!).

    Excelente post este seu, ainda mais considerando a troca de ideias entre os leitores, os quais só aumentam!!!

  29. Oi, Bia,

    Eu uso o Life Miles também. Na realidade todos meus vôos da StarAlliance eu pontuo lá e ainda prefiro pontuar algumas parceiras, como a Aeromexico, Hertz, etc… Você já fez compra de hospedagem em sites pontuando no lifemiles? Sabe dizer se compensa?
    E parabéns pelo milhas e destinos. Eu acho que é o blog com linguagem mais séria e concisa, sem estrelismos. Seus textos são muito esclarecedores.

    • Já fiz sim, André. Isso depende da promo vigente, do hotel, se é alta ou baixa temporada. Tem sempre que pesquisar em outros lugares e fazer as contas na ponta do lápis.

  30. Olá Beatriz

    Primeiro parabéns e obrigado pelos posts…
    E agora quero que vc detalhe mais um pouco este item:
    “Entretanto, a milha Smiles mais em conta, com dupla promo, pode ser valer R$ 0,018”
    Nos dê um exemplo.
    Obrigado
    Fabio Leme

  31. Beatriz, eu tenho uma duvida. Muito se fala sobre um valor vantajoso para comprar milhas. Entendo que comprar o milheiro abaixo de R$ 20 comeca a ser bom negocio. Minha duvida e’ a partir de qual valor vale a pena vender as milhas de volta para a cia aerea. Ou seja, se temos que resolver se e’ melhor pagar uma passagem em dinheiro ou em milhas. Divide-se o valor da passagem (sem as taxas) pelo preco em milhas. Na sua opiniao, a partir de quanto vale a pena usar as milhas ?
    Obrigado pela atencao, Luis

  32. Beatriz, eu tenho uma duvida. Muito se fala sobre um valor vantajoso para comprar milhas. Entendo que comprar o milheiro abaixo de R$ 20 comeca a ser bom negocio. Minha duvida e’ a partir de qual valor vale a pena vender as milhas de volta para a cia aerea. Ou seja, se temos que resolver se e’ melhor pagar uma passagem em dinheiro ou em milhas. Divide-se o valor da passagem (sem as taxas) pelo preco em milhas. Na sua opiniao, a partir de quanto vale a pena usar as milhas ?
    Obrigado pela atencao, Luis

  33. Oi Beatriz,
    Muito obrigado pelo seu post
    Tenho aprendido muito aqui.
    Consegui emitir 3 primeiras classes muito vantajosas com as dicas
    Londres -Abu Dhabi 65 k AA
    CDG-SDY- 100k Smiles
    GRU-FRA: 100k amigo
    Mas já paguei 220 k smiles um trecho da first da ETIHAD..😢
    Na verdade as vezes pago mais pois acabo emitindo por trechos e preciso otimizar mais meus resgates.
    Fico boiando quando vcs falam desses códigos de tarifas YQ, etc
    Já fizeste um post explicando isso?

  34. Beatriz, não entendo quando dizem que o BAEC é mais indicado para emissões de trechos curtos. Por 55 mil milhas, faço GRU-LHR-TXL de classe econômica, ida e volta com stop-over em Londres. Se eu transferisse para Multiplus, teria que ter desembolsar muito mais milhas nesse trecho.

    • Compra-se 55k Avios na promo Groupon por cerca de 700 euros, que correspondem a aproximadamente R$ 2.800,00. Esse preço na econômica não me parece tão vantajoso assim (opinião pessoal). Na Multiplus, você precisaria de 80.000 pontos. Comprando na Livelo com 40% de desconto e transferindo com os 30% de bônus para quem é do Clube Multiplus 10.000, esse mesmo bilhete sai por R$ 2.646,00.

  35. Oi Beatriz,
    Muito obrigado pelo seu post
    Tenho aprendido muito aqui.
    Consegui emitir 3 primeiras classes muito vantajosas com as dicas
    Londres -Abu Dhabi 65 k AA
    CDG-SDY- 100k Smiles
    GRU-FRA: 100k amigo
    Mas já paguei 220 k smiles um trecho da first da ETIHAD..😢
    Na verdade as vezes pago mais pois acabo emitindo por trechos e preciso otimizar mais meus resgates.
    Fico boiando quando vcs falam desses códigos de tarifas YQ, etc
    Já fizeste um post explicando isso?

  36. Beatriz, não entendo quando dizem que o BAEC é mais indicado para emissões de trechos curtos. Por 55 mil milhas, faço GRU-LHR-TXL de classe econômica, ida e volta com stop-over em Londres. Se eu transferisse para Multiplus, teria que ter desembolsar muito mais milhas nesse trecho.

    • Compra-se 55k Avios na promo Groupon por cerca de 700 euros, que correspondem a aproximadamente R$ 2.800,00. Esse preço na econômica não me parece tão vantajoso assim (opinião pessoal). Na Multiplus, você precisaria de 80.000 pontos. Comprando na Livelo com 40% de desconto e transferindo com os 30% de bônus para quem é do Clube Multiplus 10.000, esse mesmo bilhete sai por R$ 2.646,00.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Henry