q6prmv.md.png
sábado, abril 17, 2021
q6prmv.md.png
InícioAssuntos VariadosO dólar já está mais de R$ 6,00 e você nem percebeu!

O dólar já está mais de R$ 6,00 e você nem percebeu!

O dólar não mostra sinais de que vai voltar ao patamar de cerca de R$ 4,00 do início do ano. Ao contrário, a moeda tem mantido uma tendência geral de alta durante todo o ano de 2020. Na cotação do BACEN, a última vez que o dólar esteve abaixo dos R$ 5,00 foi em 10 de junho desse ano durante 4 breves dias. Antes disso, abaixo de R$ 5,00 só em março desse ano …

O Dólar do Cartão

Entretanto, o dólar do BACEN, que é o dólar comercial, não é aquele que você efetivamente paga na hora de realizar as suas compras no exterior ou pela internet.

Os cartões de crédito usam a Ptax, que é “a média aritmética das taxas de compra e das taxas de venda dos boletins do dia, conforme Circulares 3506, de 23/9/10, e 3537, de 25/5/11″. 

Mas não é só isso: além de utilizar a Ptax, que segue o dólar comercial, a maioria dos cartões de crédito adiciona um ágio, chamado de spread, que varia de instituição para instituição.

Geralmente, os cartões de cooperativas, como o Sicoob e a Unicred, ou não cobram o spread ou ele é pequeno (cerca de 1%, como no caso da Sicredi). Um outro cartão que não cobra o spread é o Pão de Açúcar do Banco Itau.

Os bancos mais populares como o Banco do Brasil e a Caixa, operam com spread de 4% e de 4,6%, respectivamente. Bradesco e Itau superam os 5%, com 5,3% e 5,5%, respectivamente. Ainda nos maiores bancos de varejo, o Santander cobra 6%. Mas o Santander nem é o mais alto – temos o Safra com 7% de spread.

Assim, se o dólar está a R$ 5,40, por exemplo, ele chegará aos R$ 5,70 e alguma coisa com o spread.

Mas não é só isso …

A gente não pode esquecer que em cima das operações internacionais de compra e venda de produtos e serviços incide, também, o IOF de 6,38%.

Ou seja, em cima do spread cobrado, ainda incide um valor que vai para os cofres do governo.

Tomando como base os R$ 5,71 que o Bradesco está cobrando hoje como exemplo, esse dólar sai, na prática, por R$ 6,07.

Algumas Palavras

As viagens para o exterior estão suspensas por conta da pandemia, mas tem muita gente planejando para quando a tempestade passar.

Nesses planejamentos, é importantíssimo precificar corretamente a expectativa de gastos, incluindo esses percentuais que incidem sobre o valor total a ser pago.

RELATED ARTICLES

56 COMENTÁRIOS

  1. Por isso é fundamental ter sempre uma fonte de renda em dólar! Mas infelizmente, por cultura ou incompetência, sempre nos fizeram parecer que ter investimentos em dólar era sinônimo de fazer coisas erradas (as tais contas no exterior)…

    Enfim, nunca é tarde pra colocar o barco no rumo certo…

    • Ok, mas qual seria essa fonte de renda em moeda forte? Os juros americanos estão – na melhor das hipóteses – em 0,25. A curva de LP vai inverter

        • Boa noite Enzo, entendo e respeito suas opções (sei inclusive que parte do mercado compartilha seu ponto de vista) apesar de não concordar com elas por julgá-las arriscadas e/ou desvantajosas à exceção dos imóveis que, no meu entendimento, funcionariam apenas como uma forma de lastrear patrimônio e não como fonte geradora de renda.

          • Imóvel de renda. Gera líquido 6% ao ano nos EUA. Com a vantagem do mercado muito mais maduro e proteção cambial. Todo o resto, de poupança a fundos arriscados existe e estão disponíveis para os brasileiros. Garanto que as rentabilidades e riscos são menores do que investir no Brasil em reais. Abraços

      • Basicamente todas as fontes de renda passiva que conhecemos: imóveis, ações, fundos etc.

        Tais fontes geram entre 5 e 20% ao ano consistentemente.

  2. O que tem me impressionado mais é a diferença de 1 real que vem se estabelecendo entre o dólar e o euro. Hoje o dólar está em 5,46 e o euro 6,44. Antes a diferença entre os dois sempre foi de aproximadamente 0,40 centavos.

    • O FED, Banco Central americano, está tentando enfraquecer o dólar para tornar os produtos americanos mais competitivo. O dólar vem perdendo valor no mundo todo, exceto por essas bandas.

    • Verdade Alexandre! Saudades do tempo em que cheguei a fazer até 5 viagens internacionais no mesmo ano. Desde 2015 nossa situação só piorou.

      • Enquanto o peso argentino, o rand sul africano e o peso mexicano (todos países mais ou menos parecidos com o nosso) desvalorizaram na casa de 19%, o real já desvalorizou quase 34%

        Olhando isso, fica claro que a culpa é do governo de malucos (como você coloca). E Beatriz lembra muito bem: a desvalorização vem de antes da pandemia e o ministro da economia deu várias entrevistas dizendo que ela era uma coisa boa!

      • Não justifica esse governo desastroso mas fatos não podem ser esquecidos, no final da epoca da ensacadora de vento chegou a 4,24 isso a praticamente 5 anos atrás, essa tragédia começou com a “nova matriz economica” pesquisem isso na net.

    • Que saudade de ir pra Europa 5x por ano =/ 2 x nas férias, 1 carnaval, 1 natal/ano novo e 1 aniversário. Com esse preço do euro, com sorte 2 vezes e olhe lá.

    • Tá muito muito tenso. Estados Unidos e Europa estão sendo inviabilizados. O jeito é sudeste asiático e alguns cantos aqui da america latina.

  3. Para quem não tem conta no exterior uma boa maneira de diminuir a cotação do dolar é a gratuita conta internacional do BS2. Custo efetivo do dolar de 5,63 agora.

    • Vc só pode ser um brincante! Enquanto estiver esse Paulo Jegues mais perdido que cego em tiroteio na economia, nossa moeda só vai p o buraco. Dae só resta emitir cédulas de 200 com a cara da Pablo Vittar.

        • O problema do Guedes é uma visão excessivamente conservadora de economia (com excesso de confiança em política monetária) gerando aprofundamento das desigualdades e portanto não condizente com o século XXI e nem com as peculiaridades do país.

          • Com todo respeito Beatriz, não é bem assim… O Real vem de desvalorizando desde ano passado sim, mas em boa parte é pela recorrente queda e juros np país, o que leva a saída de capital estrangeiro, uma vez que p carry trade não fica interessante pro investidor dado o risco Brasil. No entanto, em meados de fevereiro (antes da pandemia estourar aqui, mas ja pipocar la fora), o dólar estava R$4,30. Isso representa um aumento de mais de 25% da cotação atual de R$5,40. E isso se deve principalmente ao aumento de risco causados por efeitos da pandemia, seja por aumento da dívida publica, menor chance de passar as reformas, deterioração do apoio dp governo, etc.. Qualquer análise que olhe apenas a cotação das moedas é, no mínimo, MUITO superficial!

          • Compare agora a desvalorização do real comparado às moedas dos países emergentes. Continuará sendo ruim.

          • Nao tiro sua razão. Mas me conta qual desses países teve queda expressiva de juros como o nosso? Saimos de uma taxa Selic de 14,25% para 2%. Uma taxa de juros 7 vezes menor em pouco mais de 3 anos. E isso pesa negativamente sobre a quantidade de moeda estrangeira no país, uma vez que o risco x retorno da piora muito com o juro real negativo em boa parte dos ativos…
            Na minha visão, somente com as reformas tributárias e administrativas teremos condições de diminuir o risco de insolvência e assim voltar a ter uma moeda menos fraca. Ou isso, ou voltamos pra.era de juros altos como sempre tivemos (e aumentamos o risco) e atraímos % de capital estrangeiro novamente pela diferença de juros entre as Nações desenvolvidas e a eterna promessa chamada Brasil.

          • Também falavam que a reforma trabalhista e previdenciária iam fazer o dólar cair… e teve gente que acreditou …

          • Que fique bem claro que em momento nenhum estou defendendo o nosso desgoverno. Se tivéssemos um time capaz e disposto nas posições de liderança do país, com certeza estaríamos em um cenário muito menos desafiador como um todo. No entanto, cada sociedade democrática tem o governo que merece ter. E nós merecemos Lula, Dilma e Bolsonaro… Enquanto não evoluímos como cidadão, eleitor e sociedade, não adianta esperar uma solução divina de “Messias” nenhum!

          • Beatriz, antes da pandemia, essa desvalorização que vc diz levou o dólar para casa dos 4 e pouquinho. Este valor é o ideal, agora, se ele não permite os turistões clássicos viajarem sempre para Europa ou fazerem a festa no outlet de Orlando, problema deles! Melhor isso do que as empresas quebrarem aqui.

            PS: com essa farra, avacalhação que está atualmente o mercado das milhas, imagina o dólar a 2,50/3 reais nesse cenário? Aí é que não teríamos vaga em nenhum voo mesmo!!

          • Sim, por isso que não existe só Europa e EUA, da pra viajar pelo Brasil tb, por exemplo. Não podemos quebrar o país com o dólar a 2,5 pro povão conseguir viajar e fazer compras lá fora.

  4. É dólar e euro nas alturas, dificuldade pra conseguir tirar visto pra visitar outros países e ainda vejo pessoas totalmente descoladas da realidade. Complicado…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo