q6prmv.md.png
domingo, abril 11, 2021
q6prmv.md.png
InícioEmpresas AéreasOutras Empresas AereasPassageiros da Avianca Brasil enfrentam caos em NY

Passageiros da Avianca Brasil enfrentam caos em NY

Os leitores Alexandre e Fábio me recomendaram a leitura de uma reportagem na Veja sobre o problemão que os passageiros da Avianca Brasil estão enfrentando em NY. No final de semana, dois grandes acontecimentos consecutivos complicaram a vida de milhares de passageiros em Nova York: a nevasca, que provocou o fechamento temporário do aeroporto, e a inundação no Terminal 4 (onde a Avianca opera), que fechou o terminal.

Para os passageiros da Avianca, a situação é caótica. Além dos dois problemas mencionados, ainda houve o cancelamento de um voo devido ao problema em um banheiro. São 176 pessoas que estão esperando desde sábado pelo retorno ao Brasil. Uma passageira afirma que só após 30 horas de atraso é que a Avianca comunicou o cancelamento do voo.

A Avianca, por sua vez, diz que os passageiros serão embarcados em três etapas: às 18:30 de hoje (horário de NY), às 00:30 hrs de amanhã e os demais em até 48 horas.

No vídeo da reportagem, a funcionária da Avianca não dá qualquer previsão de embarque para os passageiros.

Para ler na íntegra, clique aqui.

RELATED ARTICLES

10 COMENTÁRIOS

  1. Serve de ALERTA: comprar bilhetes de uma cia que possui pouquíssimos aviões para uma ou duas rotas é um RISCO, pois carece de equipamentos para reposição…

    Na dúvida, fico com as cias maiores… até porque os preços da business Avianca beiram o ridículo.

      • Nem é apenas a questão de preços, os quais estão literalmente RIDÍCULOS (mais de 10.000 uma ida e volta a NYC)…

        Falamos de uma cia que possui pouquíssimas rotas internacionais. Uma aeronave não pode voar em uma rota um dia? Ferrou! Pois não tem aeronaves o suficiente para reorganizar emergencialmente a malha aérea…

        Na dúvida, prefiro cias maiores, inclusive a Avianca Internacional, que voa tanto para JFK como MIA com aeronaves A330 (não são incríveis mas, ao menos, são assentos cama).

  2. Serve de ALERTA: comprar bilhetes de uma cia que possui pouquíssimos aviões para uma ou duas rotas é um RISCO, pois carece de equipamentos para reposição…

    Na dúvida, fico com as cias maiores… até porque os preços da business Avianca beiram o ridículo.

      • Nem é apenas a questão de preços, os quais estão literalmente RIDÍCULOS (mais de 10.000 uma ida e volta a NYC)…

        Falamos de uma cia que possui pouquíssimas rotas internacionais. Uma aeronave não pode voar em uma rota um dia? Ferrou! Pois não tem aeronaves o suficiente para reorganizar emergencialmente a malha aérea…

        Na dúvida, prefiro cias maiores, inclusive a Avianca Internacional, que voa tanto para JFK como MIA com aeronaves A330 (não são incríveis mas, ao menos, são assentos cama).

  3. Beatriz, boa tarde! Primeiramente, parabéns pelo seu blog. O assunto é meio off-topic, mas vou tentar uma dica sua. No segundo semestre de 2016, fui sacaneado por uma mudança de voo causada pela Turkish Airlines, passagem comprada através da Decolar.com, onde meu voo de volta numa viagem round-trip foi suprimido pela cia. Na época, me falaram que ou devolviam o dinheiro, ou eu aceitava vir um dia depois ou um dia antes. Porém eu não tinha essa flexibilidade, precisava voltar no dia em que havia comprado a passagem e, por mais que eu tentei acordo, pedindo pra ser alocado em outro vôo na mesma data, não obtive vontade de ambas as partes. Fui forçado a pedir meu dinheiro de volta, comprando passagem em outra cia e pagando 2,5 vezes a mais do que tinha pagado no vôo da Turkish. Prometi que não ia deixar barato e ia exigir a diferença de volta no JEC + um dano moral. Porém o ano passado foi extremamente corrido pra mim e não me sobrou tempo pra ingressar com a ação. Estava pensando em fazê-lo agora… Você, como advogada, poderia me dizer se o prazo para eu ingressar no JEC com esse tipo de ação já teria expirado ou ainda é possível? Porque já vi tudo quanto é prazo… 1, 2, 3, 5 anos após o ocorrido e fiquei em dúvida. Obrigado!

  4. Beatriz, boa tarde! Primeiramente, parabéns pelo seu blog. O assunto é meio off-topic, mas vou tentar uma dica sua. No segundo semestre de 2016, fui sacaneado por uma mudança de voo causada pela Turkish Airlines, passagem comprada através da Decolar.com, onde meu voo de volta numa viagem round-trip foi suprimido pela cia. Na época, me falaram que ou devolviam o dinheiro, ou eu aceitava vir um dia depois ou um dia antes. Porém eu não tinha essa flexibilidade, precisava voltar no dia em que havia comprado a passagem e, por mais que eu tentei acordo, pedindo pra ser alocado em outro vôo na mesma data, não obtive vontade de ambas as partes. Fui forçado a pedir meu dinheiro de volta, comprando passagem em outra cia e pagando 2,5 vezes a mais do que tinha pagado no vôo da Turkish. Prometi que não ia deixar barato e ia exigir a diferença de volta no JEC + um dano moral. Porém o ano passado foi extremamente corrido pra mim e não me sobrou tempo pra ingressar com a ação. Estava pensando em fazê-lo agora… Você, como advogada, poderia me dizer se o prazo para eu ingressar no JEC com esse tipo de ação já teria expirado ou ainda é possível? Porque já vi tudo quanto é prazo… 1, 2, 3, 5 anos após o ocorrido e fiquei em dúvida. Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Paulo Henrique Werly Gualberto on O programa Accor Live Limitless está no ar
Paulo Henrique Werly Gualberto on O programa Accor Live Limitless está no ar
Sílvio Carneiro on A GOL vai incorporar a Smiles
Vanessa de Carvalho Dias on