q6prmv.md.png
sexta-feira, maio 7, 2021
q6prmv.md.png
InícioAssuntos VariadosPassageiros e Tripulantes: Uma Relação Turbulenta?

Passageiros e Tripulantes: Uma Relação Turbulenta?

Nos últimos dez dias, assistimos a dois episódios filmados a bordo de aeronaves nos EUA em que houve confronto entre passageiros e tripulantes. O primeiro envolveu uma agressão explícita a um passageiro pagante da United, que foi retirado violentamente do avião para ceder seu lugar a membros da tripulação (clique aqui para saber mais). O segundo aconteceu ontem em uma aeronave da American Airlines e envolveu um comissário, uma mulher com um bebê de colo e um outro passageiro que saiu em defesa dela (clique aqui para saber mais). Esses são exemplos extremos de uma relação que tem estado em xeque devido à divulgação dos confrontos via filmagens de celulares que são disponibilizados na rede.

Um primeiro ponto a ser ressaltado é que esses “incidentes” têm ocorrido nos EUA. Nunca soube de agressões envolvendo tripulação brasileira – ou de qualquer outro país, na verdade.

Não sei se algum de vocês já percebeu, mas o chefe de bordo de qualquer companhia aérea americana, quando explica os procedimentos de voo, fala que os comissários estão ali primeiramente para garantir a segurança dos passageiros. Isso já explica muita coisa do comportamento deles: o serviço de bordo é secundário.

Os tripulantes americanos têm um poder incrível sobre os passageiros. Minha recomendação é que, iniciado algum incidente, comecem a filmar imediatamente. E, caso o que eles estejam pedindo seja razoável, obedeçam …

Também leio muitas reclamações sobre tripulantes europeus, principalmente os espanhóis e os franceses. Atenção: não há aqui nenhuma crítica ao povo espanhol, francês ou americano, estou falando de prestação de serviços aéreos!

Eu não sei se os comissários da Iberia ainda batem na parte de trás do seu assento para que você o coloque na posição vertical durante a refeição. O intuito de dar mais conforto ao passageiro de trás e é louvável, mas não custa nada pedir educadamente.

E no Brasil? Pela minha experiência, a grande maioria dos comissários brasileiros não são grosseiros. Minha crítica é quanto à qualidade do serviço. Vou dar dois exemplos.

No meu último voo doméstico com a Avianca, um comissário passou distribuindo fones de ouvido. Mas ele não tinha número suficiente para nem 1/3 dos passageiros, ou seja, a maioria ficou sem fone. Ou se oferece para todos ou não se oferece para ninguém. Entregue apenas aos que voluntariamente pedem.

Incansáveis vezes pedi alguma coisa a bordo e a resposta é: “sim, senhora, aguarde um momento que já estou verificando”. Nove em dez vezes, os comissários esquecem e eu tenho que pedir 2 ou 3 vezes.

No outro lado da moeda tem os passageiros. Quem escolhe trabalhar diretamente com o público sofre um stress diário tremendo, já que seres humanos (uns mais do que outros) dão péssimos exemplos de comportamento inadequado em ambientes coletivos.

Dentro de um avião não é diferente. Desde o descumprimento de ordens da tripulação até a grosseria explícita, muitos passageiros teimam em exibir a sua falta de educação para os comissários.

Entretanto, creio que parte do trabalho desses profissionais seja justamente a de tentar esvaziar situações como esta e não amplificá-las. A maioria é bem sucedida, é verdade. Desconheço situação com tripulação brasileira em que um incidente a bordo tenha terminado em agressão de comissários contra passageiros.

Mas pelo que tenho lido nos blogs especializados, principalmente nos comentários dos viajantes frequentes é que, particularmente nos EUA, há uma cultura disseminada que enxerga todo o passageiro que se comporta de um modo diferente do que é esperado como uma ameaça em potencial. E a tripulação tem amplos poderes para resolver o problema do modo que entender necessário. Isso, sim, é muito problemático, como fartamente provado nesta semana. Dê autoridade para alguém que não sabe lidar com ela e as consequências são desastrosas.

No exterior, o tratamento dispensado aos passageiros pelas companhias aéreas asiáticas e do Oriente Médio são exemplares. No Brasil, não tenho qualquer reclamação quanto ao tratamento dos comissários que me atendem. Poucas vezes, entretanto, tive a oportunidade de ter um serviço efetivamente diferenciado. Nesse sentido, eu sinto muita saudade da tripulação da VARIG: ou seja, muito treinamento para atender o público de modo impecável – é isso que falta aqui para a maioria dos comissários.

Quanto aos passageiros, educação se dá em casa. O modo como nós nos relacionamos com outras pessoas molda o modo como nossos filhos se relacionarão com outras pessoas.  Como todos queremos ser bem atendidos, que sejamos nós a dar o o exemplo. Gentileza gera gentileza.

Com a palavra, passageiros e tripulação.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Paulo Henrique Werly Gualberto on O programa Accor Live Limitless está no ar
Paulo Henrique Werly Gualberto on O programa Accor Live Limitless está no ar
Sílvio Carneiro on A GOL vai incorporar a Smiles
Vanessa de Carvalho Dias on A GOL vai incorporar a Smiles
Daniel Gadelha on A GOL vai incorporar a Smiles
Luiz Rodrigues on A GOL vai incorporar a Smiles
Henrique P. P. on A GOL vai incorporar a Smiles
Daniel Gadelha on Uma pausa necessária …
Sílvio Carneiro on Uma pausa necessária …
Vanessa de Carvalho Dias on Uma pausa necessária …
Luiz Carlos Costa on Uma pausa necessária …
Carlos Certório on Uma pausa necessária …
Luiz Rodrigues on Uma pausa necessária …
Wanderley Campos on Uma pausa necessária …
Dott. Macchia on Uma pausa necessária …
Beto Junior on Uma pausa necessária …
Anna Paula David on Uma pausa necessária …
Fabio Henrique on Uma pausa necessária …
Henrique P. P. on Uma pausa necessária …
Jorge Brito on Uma pausa necessária …