q6prmv.md.png
sábado, abril 10, 2021
q6prmv.md.png
InícioProgramas de FidelidadePrograma Avianca Amigo Atualiza Tabela de Resgates com Milhas

Programa Avianca Amigo Atualiza Tabela de Resgates com Milhas

O pessoal de TI do Amigo andou trabalhando para atualizar os sistemas a partir de agosto. Além da atualizar o status dos clientes no programa, agora foi a vez de atualizar a tabela de resgates para emissão de bilhetes com milhas.

A tabela, que antes era fixa, agora passa a ser flutuante de acordo com o preço real das passagens. À época, eu escrevi o seguinte no post relacionado:

A variação dos preços em milhas já é praticado pelas OTAs (online travel agency). Pelo preço da executiva serão necessárias umas 200.000 milhas para emitir São Paulo – Miami ida e volta.  Aí eu pergunto para vocês: por quê eu escolheria emitir pelo Amigo que vai me cobrar mais que o Victoria ou o Mileage Plus?

Voos Internacionais

Uma palavrinha para vocês: bingo! O valor mais barato para maio do ano que vem em executiva – baixa temporada, com uma boa antecedência – está a 86.700 pontos em promoção. O valor regular é de incríveis 194.000 pontos.

Para a mesma rota, o TAP Victoria cobra 90.000 milhas ida e volta. A metade do que o Amigo exige. O Mileage Plus, por sua vez, cobra 55.000 milhas o trecho. Na realidade, os valores cobrados pelo Amigo estão próximos dos valores cobrados pelo LATAM Fidelidade cobra em voos operados pela própria LATAM (O LATAM Fidelidade cobra incríveis 70.500, no mínimo, para seus clientes premium e 88.000, no mínimo, para quem é Gold ou não tem status para voarem com a LATAM).

Para emitir com antecedência de 15 dias, são necessários 210.500 pontos o trecho em executiva.

O mesmo trecho, em econômica com 8 meses de antecedência,  sai por 30.000 milhas, o que é o valor padrão cobrado pelo LATAM Fidelidade, AAdvantage e United Mileage Plus. Para emissões com 3 meses de antecedência o valor é similar: 30.100 pontos. Já para resgate com 15 dias de antecedência, o valor aumenta bastante:

O trecho Brasília a Santiago, em executiva promo, sai pode 27.500 pontos, com 8 meses de antecedência. O mesmo trecho, em dinheiro, sai por R$ 1.106,89.

Em econômica, o Brasília – Santiago varia de valores, sendo 12.800 o mais barato. Esse é um bom resgate.

De São Paulo a Santiago, é possível um excelente resgate por 8.000 pontos em econômica, com 8 meses de antecedência.

Voos Domésticos

Do Rio de Janeiro para Fortaleza, com 8 meses de antecedência, é possível resgatar o trecho por 11.600 pontos.

Para um resgate com 2 meses de antecedência, o valor aumenta para 14.300 pontos  – cerca de 20% a mais.

Em um resgate mais próximo, com antecedência de 15 dias, o valor mínimo é de 16.500 pontos – cerca de 50% a mais do que a compra com bastante antecedência.

De Belo Horizonte a Brasília, é possível emitir o trecho com 4.100 milhas, com 3 meses de antecedência.

A Tabela Antiga (Fixa)

É possível visualizar o impacto da nova tabela. Para voos domésticos e na América do Sul, a tabela flutuante parece ser mais vantajosa do que a tabela antiga. Em alguns trechos, como  BH – Brasília, a diferença é impactante.

A piora foi nos voos para os EUA em executiva. A tabela flutuante praticamente impede o resgate em voos Avianca. É melhor emitir com as parceiras ao custo de 70.000 milhas. Na econômica, é mais vantajoso emitir e voar Avianca, por 30.000 pontos. O problema é que esse valor é exclusivo para Miami (e, futuramente, Nova York). Para qualquer outra cidade americana, é necessária a ajuda da United em conexão e, então, a tabela fixa será utilizada.

É importante ressaltar que a tabela fixas continua valendo para emissão com as parceiras.

Algumas Curiosidades
  • A Avianca tem codeshare com a Turkish Airlines para Istambul, com a South African para Joanesburgo e com a Ethiopian para Adis Abeba – todas membros da Star Alliance. Assim, é possível comprar passagens no site da Avianca para esses destinos, voar com essa companhias internacionais, e pontuar integralmente no Amigo, como se o passageiro estivesse em uma aeronave da Avianca. Entretanto, para emitir a passagem com pontos para voar nessas empresas é necessário ligar para o call center.
  • A Avianca também está operando um voo codeshare de São Paulo para Madri com a Air Europa. O preço em reais é fora da caixinha: o mais barato, em econômica, é cerca de R$ 12.000,00 em econômica (datas 9 -16 de maio de 2018).
  • Só é possível emitir bilhetes com pontos online com, no mínimo, 3 dias de antecedência.
Interface no site

O pessoal do TI poderia ter melhorado e muito o site. Para qualquer alteração na busca é necessário clicar no botão de retorno do navegador  – quantas vezes forem necessárias – para voltar à página principal. Não tem como fazer uma nova busca  na página do resultado da busca. Dependendo do software, é preciso digitar, de novo, o endereço do site, ou clicar no símbolo da Avianca no canto superior da tela. Uma loucura!

Também é impossível consultar o resgate em cabines diferentes simultaneamente. É necessário fazer duas buscas: uma para econômica e outra para executiva.

E se você pesquisar 3 ou 4 trechos seguidos, o seu tempo de pesquisa se esgota e é necessário fazer login novamente. Exaustivo …

Conclusão

A mudança foi benéfica para a maioria dos casos, com exceção dos voos em executiva para Miami. Mas, como a tabela é flutuante e foi lançada recentemente, fica difícil prever se esses valores serão mantidos à medida que as passagens são emitidas com pontos ou compradas.

 

RELATED ARTICLES

28 COMENTÁRIOS

  1. Bom , não enxergo que essa mudança foi boa em nenhum sentido. Tenho como ideia que o milheiro custa em torno de 30 reais. Antes eu fazia essa conta para ver se iria comprar no dinheiro ou nas milhas, agora uma passagem para o Nordeste no final do ano que custa 900 reais, nas milhas vai sair por algo 30k em vez dos 10k da tabela fixa, logo não vai ser mais uma opção para conseguir um voo barato. Ou seja, não é mais lucro jogar milhas no programa de milhas deles. Melhor comprar no dinheiro e pontuar num programa parceiro.

    • Oi Gilberto, o Amigo não vende milhas. Só é possível comprar via Livelo e fazer a transferência. Em condições normais, o milheiro custa R$ 70,00 (em todos os programas de milhas brasileiros). A outra opção é a transferência do cartão de crédito.
      Eu sempre fiz muitas críticas ao programa Amigo aqui no blog, mas não por conta do valor dos pontos, mas por outras grandes dificuldades na emissão.
      No mais, bem-vindo ao Milhas e Destinos!

      • Olá Beatriz, acredito que ele quis comentar que calcula para ele uma noção se compensa ir de milhas ou pagando, o milheiro a 30 reais.
        Eu também utilizo esse calculo, não acredito que hoje em dia tenha alguém que compre a 70 reais, pois sempre tem promo.
        Mas se você for olhar os sites que vendem passagens com milhas eles utilizam ate menos esse valor.

        • Sim, Kleybsonn. Há promos na compra e transferência de pontos para o Amigo. Eu não pago mais do que R$ 23,00 o milheiro, em nenhuma circunstância.
          E esses sites que vendem passagens com milhas são, atualmente, extremamente desvantajosos. Basta se associar ao Livelo e comprar ou transferir pontos de cartão de crédito e aproveitar uma transferência bonificada.
          Em relação a programas de viagem, o melhor programa é aquele que é melhor para você. Eu jamais emito passagens domésticas com milhas ou passagens em classe econômica. Então, cada um sabe o que é melhor para si.

          • Legal esse pensamento seu, não tinha me despertado ainda isso.
            Eu geralmente irei no custo x beneficio, essa semana emiti bps x gru por 10k de milhas ida e volta + taxas, a passagem estava custando 620 reais, ai prefiro emitir com milhas.

          • Bom , também é complicado afirmar que eles são extremamente desvantajosos. Por exemplo, eu tenho milhas no Amigo e no Smiles, via Livelo. Só que hoje a passagem que eu quero emitir , por esse site que vende milhas , custa a metade do valor que a companhia está cobrando, porém é pelo Multiplus, e eu não tenho milhas nele e também as transferências bonificadas para esse programa quase nunca passam de 50%. Ou seja , nesse caso, é melhor eu comprar por lá mesmo. O TudoAzul então, não transfiro para o programa porque nesses sites eu consigo por 23 reais o milheiro. Então realmente vai de cada pessoa e necessidade. E quando ao meu comentário, realmente estava tentando precificar o valor do milheiro para ter uma noção como Kleybsonn faz também e não tenho críticas quanto ao valor ( até porque ele não existe de fato, ou não existia , porque agora a gente pode ter uma noção comparando a tarifa e o valor das milhas). Já aproveitando, e como esse post é patrocinado e eles devem acompanhar, seria ótimo se tivesse a opção de emitir com as Cia. parceiras direto pelo Site, assim como o programa irmão deles , Lifemiles , faz. Vou viajar agora para fora do país e talvez precise antecipar minha volta, como vou fazer isso se só pode emitir passagens com parceiros por telefone ?

  2. Desculpa, mas aqui para mim aparece no Facebook a mensagem “patrocinado”, por isso acreditava que fosse, e se fosse também não teria problema nenhum, deste que fosse informado, como tá aparecendo aqui para mim, não sei porque. Se quiser posso mandar um print para você .

  3. Deixa eu tirar uma dúvida, por favor!

    Se eu quero ir para uma cidade que a Avianca Brasil não voa, logo seria por uma Cia parceira da Aliança que eles participam… utilizaria a tabela fixa do programa Amigo?
    Acredito que com a tabela fixa e uma possibilidade de transferência bonificada, o programa AMIGO se torna melhor para fugir dos pontos flutuantes nas outras Cias brasileiras.

    Agradeço desde já.

  4. Desculpa, mas aqui para mim aparece no Facebook a mensagem “patrocinado”, por isso acreditava que fosse, e se fosse também não teria problema nenhum, deste que fosse informado, como tá aparecendo aqui para mim, não sei porque. Se quiser posso mandar um print para você .

  5. Deixa eu tirar uma dúvida, por favor!

    Se eu quero ir para uma cidade que a Avianca Brasil não voa, logo seria por uma Cia parceira da Aliança que eles participam… utilizaria a tabela fixa do programa Amigo?
    Acredito que com a tabela fixa e uma possibilidade de transferência bonificada, o programa AMIGO se torna melhor para fugir dos pontos flutuantes nas outras Cias brasileiras.

    Agradeço desde já.

  6. Bom , não enxergo que essa mudança foi boa em nenhum sentido. Tenho como ideia que o milheiro custa em torno de 30 reais. Antes eu fazia essa conta para ver se iria comprar no dinheiro ou nas milhas, agora uma passagem para o Nordeste no final do ano que custa 900 reais, nas milhas vai sair por algo 30k em vez dos 10k da tabela fixa, logo não vai ser mais uma opção para conseguir um voo barato. Ou seja, não é mais lucro jogar milhas no programa de milhas deles. Melhor comprar no dinheiro e pontuar num programa parceiro.

    • Oi Gilberto, o Amigo não vende milhas. Só é possível comprar via Livelo e fazer a transferência. Em condições normais, o milheiro custa R$ 70,00 (em todos os programas de milhas brasileiros). A outra opção é a transferência do cartão de crédito.
      Eu sempre fiz muitas críticas ao programa Amigo aqui no blog, mas não por conta do valor dos pontos, mas por outras grandes dificuldades na emissão.
      No mais, bem-vindo ao Milhas e Destinos!

      • Olá Beatriz, acredito que ele quis comentar que calcula para ele uma noção se compensa ir de milhas ou pagando, o milheiro a 30 reais.
        Eu também utilizo esse calculo, não acredito que hoje em dia tenha alguém que compre a 70 reais, pois sempre tem promo.
        Mas se você for olhar os sites que vendem passagens com milhas eles utilizam ate menos esse valor.

        • Sim, Kleybsonn. Há promos na compra e transferência de pontos para o Amigo. Eu não pago mais do que R$ 23,00 o milheiro, em nenhuma circunstância.
          E esses sites que vendem passagens com milhas são, atualmente, extremamente desvantajosos. Basta se associar ao Livelo e comprar ou transferir pontos de cartão de crédito e aproveitar uma transferência bonificada.
          Em relação a programas de viagem, o melhor programa é aquele que é melhor para você. Eu jamais emito passagens domésticas com milhas ou passagens em classe econômica. Então, cada um sabe o que é melhor para si.

          • Legal esse pensamento seu, não tinha me despertado ainda isso.
            Eu geralmente irei no custo x beneficio, essa semana emiti bps x gru por 10k de milhas ida e volta + taxas, a passagem estava custando 620 reais, ai prefiro emitir com milhas.

          • Bom , também é complicado afirmar que eles são extremamente desvantajosos. Por exemplo, eu tenho milhas no Amigo e no Smiles, via Livelo. Só que hoje a passagem que eu quero emitir , por esse site que vende milhas , custa a metade do valor que a companhia está cobrando, porém é pelo Multiplus, e eu não tenho milhas nele e também as transferências bonificadas para esse programa quase nunca passam de 50%. Ou seja , nesse caso, é melhor eu comprar por lá mesmo. O TudoAzul então, não transfiro para o programa porque nesses sites eu consigo por 23 reais o milheiro. Então realmente vai de cada pessoa e necessidade. E quando ao meu comentário, realmente estava tentando precificar o valor do milheiro para ter uma noção como Kleybsonn faz também e não tenho críticas quanto ao valor ( até porque ele não existe de fato, ou não existia , porque agora a gente pode ter uma noção comparando a tarifa e o valor das milhas). Já aproveitando, e como esse post é patrocinado e eles devem acompanhar, seria ótimo se tivesse a opção de emitir com as Cia. parceiras direto pelo Site, assim como o programa irmão deles , Lifemiles , faz. Vou viajar agora para fora do país e talvez precise antecipar minha volta, como vou fazer isso se só pode emitir passagens com parceiros por telefone ?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar