q6prmv.md.png
sábado, abril 17, 2021
q6prmv.md.png
InícioEmpresas AéreasTurkish Airlines muda drasticamente o catering a bordo

Turkish Airlines muda drasticamente o catering a bordo

A Turkish Airlines anunciou as alterações no catering da empresa para os voos na pós-pandemia. Já de cara, não teremos mais aquele chef que ficava a bordo. Mas as mudanças na oferta de comidas e bebidas é que impressiona.

Para os apreciadores de comida de avião, as alterações chegam perto do que se pode chamar de cataclisma. Vamos a elas!

Catering da Turkish no retorno às atividades

  • Voos com menos de 2 horas de duração
    • Classe executiva: uma garrafa de água. (!)
  • Voos entre 2 e 8 horas de duração
    • Classe executiva: uma caixa contendo um sanduíche frio, um mezze frio, salada, sobremesa e água.

      Catering Turkish
      Catering Turkish

      • Não haverá café ou chá
      • Não haverá drink de boas vindas ou toalhas aquecidas
      • As bebidas serão servidas em garrafas ou latas.
      • Não haverá copos ou menus.
  • Voos de mais de 8 horas de duração
    • Classe executiva: duas caixas com refeição fria
      • 1a caixa: sanduíche ou wrap, dois mezzes, salada, sobremesa e água, além de chips e pide.
      • 2a caixa: sanduíche, um mezze, salada e sobremesa.

Algumas Palavras

Já era previsto que as companhias aéreas comecem a adotar medidas do barateamento do custo que impactarão diretamente na qualidade do serviço de bordo oferecido. É medida de urgência, tomada em razão de fatores externos e tem seu mérito justamente por conta do momento atual.

Também veremos alterações no modo como as bebidas e as comidas serão servidas para se adequar às orientações sanitárias dos países. É outra medida necessária.

Entretanto, a proposta da Turkish é quase que ofensiva. Imaginar um São Paulo – Istambul com duas caixas de comida fria me faz ter vontade de ficar em casa!

A Qatar e Emirates já anunciaram alterações, principalmente no modo de apresentação do serviço de bordo. Mas sequer insinuaram que a quantidade de comida seria racionada.

Enfim, é uma pena, já que a Turkish tem um dos melhores serviços de bordo do planeta, em minha opinião (para ler dois reviews, clique aqui e aqui).

Só há um aspecto bom nessa notícia: que baixemos nossas expectativas quanto à qualidade dos voos em um futuro próximo.

E já deixo uma pergunta pra vocês: vale a pena gastar milhas para voar assim ou vocês vão aguardar mais um tempo até que as coisas melhorem, pelo menos, um pouco (já que retornar aos níveis de 2019 só vai ocorrer lá por 2023)?

RELATED ARTICLES

32 COMENTÁRIOS

  1. Assumindo que ainda conseguirei viajar para o Japão em abril do ano que vem, só espero conseguir beber o hibiki 21 e o krug nos meus voos com a ANA. Seria ótimo ter um catering bom também, mas minha prioridade nesses voos é curtir as bebidas risos.

  2. Tinha planos para voar pela Turkish no segundo semestre do ano que vem, vou aguardar para ver como as coisas ficarão no próximo ano para decidir se farei ou não a viagem.

    • Eu concordo com vc! E estava de olho em uma passagem da Turkish saindo de GRU no novo A350, mas vou deixar isso pra quando voltarem a servir comida decente.

      • Concordo também. Estava de olho em um resgate em Biz pela TK para DPS em 2021, já que os resgates em Biz da Emirates sumiram do mapa, e confesso que desanimei geral. Creio que o mais importante seja o conforto, mas a queda brutal no serviço desanima.

  3. Beatriz, espero que até o fim do ano, a se confirmar a minha viagem para a Ásia (farei LIS-IST-DPS), a TK aprimore esse catering. Se for nestes moldes passarei fome (pela pouca comida) e raiva (por pagar uma YQ por esse serviço). Menos mal que terei uma conexão de 5 horas no lounge do novo aeroporto, antes do último trecho. Então, se for nestes moldes aí, vou torcer para que ao menos no lounge as opções de comida sejam melhores.

  4. Assumindo que ainda poderei viajar para o Japão em abril de ano que vem, só espero poder curtir o Hibiki 21 e o Kurt nos meus voos da ANA. Seria ótimo ter um catering de primeira linha também, mas minha prioridade nesses voos é claramente beber bem risos.

  5. Pelo menos estão divulgando com antecedência o que vamos encontrar a bordo. Voa quem puder/quiser. Sabendo o que vamos encontrar pela frente temos o poder de escolha. Que não é nada agradável isso é verdade. Mas pelo menos a cia aérea está sendo transparente. Eu já voei Turkish e realmente foi sensacional. Comida farta e saborosa. Aliás Turkish, Qatar e Emirates foram as que mais serviram comida a bordo. Era um festival de pratos. Velhos tempos.

      • Numa live recente feita pelo Jayme Drumond (Carioca no Mundo), a representante da Lufthansa disse que o serviço da companhia na executiva e na first já está praticamente o mesmo, com as opções de comida e bebida constantes dos cardápios (inclusive nos poucos vôos saindo do Brasil). Aí, fico a me perguntar: se a LH consegue, por que a TK não?! Oferecer isso numa executiva é vergonhoso e, não sei se você concorda comigo, pode até gerar um pleito judicial de reparação, afinal quem compra um serviço como esse não espera receber tamanha baixa qualidade.

  6. Olá Beatriz, oi turma. Gente, tenho viagens para LIS em fins de agosto e TLH, Florida, em fins de novembro. Estarei sendo muito otimista em pensar que poderei ir? Li uns comentários da turma que me desanimaram. 🙁

  7. Excelente post, Beatriz.

    Eu parei toda minha programação de viagem. Na minha opinião durante um bom tempo haverá bastante restrição nas viagens. Desde o aeroporto até a chegada ao destino. Saudades daquela liberdade de ir e vir.
    Em relação a experiência durante o vôo também acho que o novo normal será de refeições reduzidas e menos luxo para os passageiros. O que ainda vale a pena em vôos longos será o “hard product”.

    • Concordo, e tomei a mesma atitude. Cancelei, com dor no coração, todas as viagens agora de 2020 (inclusive nacionais). Provavelmente só volto a viajar para o exterior a partir da segunda metade de 2021, a depender de como estará a situação.

    • O único comentário que acertou no âmago da questão.

      Até dá pra entender fazerem cortes na econômica, mas quem voa de executiva (e especialmente, quem paga, e que dá mais lucro para a empresa) dificilmente vai aceitar isso de bico calado. Certamente outras empresas farão reduções mais razoáveis, e algumas talvez nem farão.

    • Oi sumida Beatriz…

      Ninguem se ligou aqui no Brasil que o turismo vai acontecer, mas pra evitar o avião terá que ser de carro para evitar ambientes fechados ?

      As locadoras vão alugar carros aos montes pq os donos dos carros vão evitar que quebrar o proprio carro nas estradas..

      Nos EUA tem a cultura dos motorhomes e campings. Vai acontecer isso direto para atravessar o país..

      Na europa idem, pq as estradas são boas e atravessar um país é como se eu saísse de SP e fosse para belo horizonte .

      Outro perrengue sério serão as linhas de trens e de onibus pq vão ter que implementar os mesmo protocolos de higiene pelo mundo..

      Imagina uma linha do TGV da inglaterra para França ?

      Não sei quantos passageiros cabem dentro dele . Imagina a fila nas linhas de trens para fazer a higiene dos passageiros, malas, etc ??

      Eu se morasse na europa ou os Eua, com certeza viajaria de carro ou motorhome . Já fiz uma viagem num desses do RJ para Porto Seguro num passado longinquo e foi uma aventura danada de ficar parado na estrada por problemas técnicos..

      • O que me parece, no mínimo, curioso é que as pessoas não estão minimamente preocupadas com estar em um ambiente fechado, com muita gente em volta, algumas tossindo, outras roncando de boca aberta, as famílias e casais conversando entre si, as crianças correndo livremente pelo avião e quem estiver comendo/bebendo estará sem máscara. Isso sem pensar na necessidade de ir ao banheiro onde as pessoas fatalmente vão aproveitar para tirar a máscara ao menos um pouquinho e por aí vai. Isso sem pensar na possibilidade do sistema de refrigeração dar tilt ou então ter de ser desligado durante um eventual problema ainda em solo. È, eu não pretendo me meter dentro de um avião tão cedo mesmo com passagem gratuita.

  8. Acho que até a vacina, só vai valer a pena viajar se o custo for realmente MUITO baixo. Estou com algumas marcadas dessa forma…GRU-JFK pela AA em dezembro, por 30k milhas ida e volta com malas; disney pelo HURB por R$ 1000 com hotel (vamos ver se vou ter dor de cabeça com esta…rs), e miami no ano que vem de COPA tb por R$ 1000.
    São custos que fazem valer a pena esses desconfortos que a COVID impõe. De outra forma, tb não viajaria até tudo isso passar.

  9. Beatriz, não seria interessante procurar saber da Turkish até quando eles pretendem seguir com esse serviço reduzido? Como muitos, tenho um bilhete em executiva com ela para Setembro e já começo a pensar fortemente em cancelá-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar