q6prmv.md.png
sexta-feira, junho 18, 2021
q6prmv.md.png
InícioProgramas de FidelidadeA Smiles está oferecendo dois tipos de passagens com milhas (mas não...

A Smiles está oferecendo dois tipos de passagens com milhas (mas não avisou aos clientes …)

Dica preciosíssima do leitor Raul que, antecipadamente agradeço. Em 16 de dezembro, o presidente da Smiles fez a seguinte declaração em entrevista à Época Negócios:

“Atualmente, a Smiles tem acesso apenas aos assentos que essas companhias destinam a programas de recompensas, os chamados rewards. A partir de janeiro, poderá oferecer passagens comerciais”.

Ou seja, temos passagens rewards e passagens comerciais. Como elas são diferenciadas?

As passagens comerciais aparecem assim:

Quando você clica nas 72.500 milhas, aparece o resumo do pedido. Vejam que há uma taxa cobrada pela companhia aérea de R$ 320,87 (creio que seja o YQ de USD 100) e a taxa de embarque, totalizando R$ 430,43.

Nele também, há um link para as regras tarifárias, na parte inferior.

Clicando nas regras tarifárias, é possível ver que não há franquia de bagagem e o participante deve entrar em contato com a companhia aérea para tratar disso. Ou seja, quem quiser despachar bagagem, vai pagar mais. Além disso, não é permitido o cancelamento/reembolso dessa passagem. Se o passageiro não for mais viajar por qualquer motivo, vai perder todas as milhas gastas na emissão do bilhete.

Já as passagens reward têm o selo Viaje Fácil (que permite emissão sem milhas) no canto inferior esquerdo, abaixo do logo da companhia aérea:

Ao selecionar as 75.000 milhas, a tela com o resumo do pedido diferente da outra tela: não há taxa da companhia aérea, só a taxa de embarque, que custa R$ 136,00!

Além disso, as regras tarifárias também são diferentes. É permitida 1 peça de bagagem e a passagem pode ser cancelamento mediante a taxa de R$ 250,00.

Agora vamos ver com a Delta. Só achei passagens comerciais nas datas que procurei, ou seja: não há mais passagens rewards com a Delta na Smiles. 

OBS: Parece que há passagens rewards Delta se a origem e o destino forem fora do Brasil.

Agora vejam as regras tarifárias: são USD 300 dólares para cancelar a passagem e receber o reembolso das milhas!!!!

Pelo que pesquisei, somente a TAP e a Delta estão neste esquema, mas nada garante que, em um futuro próximo, isso não seja negociado com outras parceiras.

CONCLUSÃO

OBS: Já há um post complementando esse aqui, com notícias atualizadas sobre essas passagens (clique aqui para ler).

A Smiles fez uma alteração ao incluir passagens comerciais e não comunicou aos clientes. Alguém aqui recebeu algum email avisando e explicando essas diferenças?

Tampouco há essa explicação no site. Ou seja, transparência zero, respeito aos clientes zero.

Eu mesma publiquei um post sobre essas passagens que não permitem cancelamento no final de dezembro (clique aqui para ler), mas não estava sabendo a real natureza delas.

De programa de fidelidade, a Smiles agora também serve como OTA (online travel agency) e cobra, em milhas, o que a empresa aérea cobra em reais, mas que dá milhas para os passageiros frequentes.

Mas vejam só como não há qualquer vantagem nisso: na emissão de passagens comerciais com milhas Smiles, você gasta milhas (que valem dinheiro) mas não ganha milhas, e ainda tem que pagar todas as taxas – afinal, são passagens comerciais.

OBS: Dois leitores acreditam que os passageiros podem acumular milhas com essas emissões, justamente por elas serem comerciais. Com a TAP é fácil fazer as contas, porque o acúmulo é uma porcentagem da distância, em milhas, entre o ponto de origem e destino. Mas com a Delta, as milhas acumuladas dependem do gasto em USD com a passagem e aqui a moeda é a milha. Não sei como isso seria resolvido. De qualquer modo: emitindo passagens comerciais com milhas Smiles, é possível ganhar milhas na Smiles? Eu acho que não … Mas emitindo em dinheiro com a TAP, o cliente pode escolher entre pontuar na TAP ou na Smiles. De qualquer modo, esse não é o foco do post, não é mesmo?

É possível comprar 30.000 milhas com 150% de bônus para conseguir as 75.000 milhas necessárias para essa emissão de passagem comercial (é um pouco menos, mas estou arrendondando). Isso sai por R$ 2.100,00 somente a ida! Ida e volta saem por incríveis R$ 4.200,00 mais taxas, que vai bater a casa dos R$ 5.000,00. Vale mais a pena pegar esse dinheiro e comprar diretamente na TAP ou em outra companhia aérea por um valor bem mais acessível.

Se a Smiles estender esse acordo com as demais companhias parceiras, será o fim do programa.

Mais uma vez, agradeço demais ao Raul a informação que está neste post.

Para ler a íntegra da entrevista do presidente da Smiles, clique aqui.

 

RELATED ARTICLES

96 COMENTÁRIOS

  1. oi Beatriz, acredito que emitindo as “passagens comerciais” deve ganhar milhas sim ao viajar. Vc está supondo que não ganha ou achou isso escrito em algum lugar?

  2. Olá Beatriz,

    Obrigado pelo post esclarecedor. Agora sabemos o porquê de algumas emissões TAP com o Smiles cobram taxa YQ e outras não. Será que isso justifica também o aumento astronômico para emitir Delta, como pagar 112k o trecho pros EUA em econômica?

    • Para mim, esse não é o foco. O problema é que nós estamos acostumados a emitir passagens com a Smiles há anos do jeito x. Agora, mudam as regras e não avisam a ninguém. Tem bilhete que, quando cancelado, é necessário pagar USD 300 para ter o reembolso das milhas.

      • Nem me fale. O problema é que com a banalização das milhas através do comércio das mesmas, o Smiles vem tentando, cada vez mais, inserir métodos para ampliar seu lucro. Ações como criação do Clube, parceria com hotéis, parceria com locadora de carros e shopping online, vieram justamente para captar mais dinheiro. Como se não tivesse mais nada a inventar, colocaram essa opção da disponibilidade de voos. Não à toa, a ação do Smiles virou queridinha do mercado financeiro, pois a empresa é uma fábrica de dinheiro, onde vende-se um produto (milhas) por X e em 1 ano ele vale a metade do preço.

        • Exatamente. Mas essas mudanças acabam alienando o cliente que efetivamente investe nas milhas – aqueles que querem viajar para o exterior e, de preferência, de executiva. O pessoal que só quer voar doméstico não compra 50k milhas em promos ou transfere 100k do cartão de crédito.

  3. Depois dessa, só transfiro para o Amigo. E vou fazer de tudo para abrir uma conta bancária americana. Deus me livre desses programas brasileiros. Está difícil saber o que piora mais, se a política ou esses programas.

  4. Anos emitindo sem preocupação de ler as regras tarifárias, pois bilhete com milhas eram reembolsável sem exceções. A Smiles tinha a obrigação de informar aos clientes esse detalhe, mas publicizou apenas a parte que “parecia boa” da introdução dos bilhetes comerciais, e omitiu os poréns, porém mais caros e não reembolsáveis.

  5. Excelentes observações. Já acostumado com as emissões, não iria observar esse ponto até que fosse necessário realizar um cancelamento. Obrigado pelas informações!!!

  6. Beatriz, assinei o ExpertF depois de ler o seu tutorial.

    Eu consigo emitir via TAP ida Brasil – USA em executiva, ida por Avianca e volta por United por exemplo ou não. E pela tabela de 90 mil pontos tanto faz eu emitir Cuiaba – GRU – USA, ou sempre é GRU-LAX por exemplo.

    Pensei que no ExpertF nao precisasse selecionar a empresa aerea.

    • Sim, você pode emitir a ida com uma empresa e a volta com outra sem problemas. A emissão é por região. Então é Brasil – EUA, entre quaisquer cidades.
      Com o tempo, você vai se acostumando a manejar o ExpertFlyer.

      • Obrigado, ultima duvida se puder me ajudar, não ficou claro no tutorial para mim. No site da united, ele monta CGB – GRU – LAX (utilizando 2 cias diferentes porem staralliance), ligando na TAP não encontram essa passagem. Como eu faço no expert para montar com 2 cia diferentes, ou não é possivel isso, ficando so a mesma CIA.

          • Tem gente que diz que o Victoria ainda não enxerga disponibilidade na classe I (executiva com milhas) na Avianca Brasil. Pode ser isto.

            Parece meio impressionante, mas algumas cias da Star levam meses para atualizar suas tabelas e que classes cada uma enxerga nas outras na hora de emitir. Por exemplo, a Avianca Colômbia mudou suas classes faz mais de seis meses. O Miles & Smiles, da TK, ainda não tem publicada uma tabela de acúmulo destas novas classes pagantes. Em tese, se vc creditar um voo da AV lá em uma delas, pode ganhar zero milhas.

            O que estou falando aqui é que há uma situação-espelho desta no mundo das emissões com pontos. O parceiro da Star tem que estar apto para enxergar a classe executivas com milhas da O6.

    • O voo que eu estou olhando é na Avianca, e não avianca brasil. Porem fica dificil então usar o EF para quem não sai de GRU ou RIO, pois muitas vezes para se chegar nesses polos é utilizado outras empresas da aliança.

  7. Beatriz, que situação! Obrigado por nos alertar!

    Um programa que durante toda sua longa existência sempre comercializou um tipo de bilhete, passar a comercializar outro sem aviso prévio??! Que atitude é essa?!

    A única solução mesmo é ficar de olho no que os CEOs estão falando, e mesmo neste caso, note o uso do termo “poderá”.

  8. oi Beatriz, acredito que emitindo as “passagens comerciais” deve ganhar milhas sim ao viajar. Vc está supondo que não ganha ou achou isso escrito em algum lugar?

  9. Olá Beatriz,

    Obrigado pelo post esclarecedor. Agora sabemos o porquê de algumas emissões TAP com o Smiles cobram taxa YQ e outras não. Será que isso justifica também o aumento astronômico para emitir Delta, como pagar 112k o trecho pros EUA em econômica?

    • Para mim, esse não é o foco. O problema é que nós estamos acostumados a emitir passagens com a Smiles há anos do jeito x. Agora, mudam as regras e não avisam a ninguém. Tem bilhete que, quando cancelado, é necessário pagar USD 300 para ter o reembolso das milhas.

      • Nem me fale. O problema é que com a banalização das milhas através do comércio das mesmas, o Smiles vem tentando, cada vez mais, inserir métodos para ampliar seu lucro. Ações como criação do Clube, parceria com hotéis, parceria com locadora de carros e shopping online, vieram justamente para captar mais dinheiro. Como se não tivesse mais nada a inventar, colocaram essa opção da disponibilidade de voos. Não à toa, a ação do Smiles virou queridinha do mercado financeiro, pois a empresa é uma fábrica de dinheiro, onde vende-se um produto (milhas) por X e em 1 ano ele vale a metade do preço.

        • Exatamente. Mas essas mudanças acabam alienando o cliente que efetivamente investe nas milhas – aqueles que querem viajar para o exterior e, de preferência, de executiva. O pessoal que só quer voar doméstico não compra 50k milhas em promos ou transfere 100k do cartão de crédito.

  10. Depois dessa, só transfiro para o Amigo. E vou fazer de tudo para abrir uma conta bancária americana. Deus me livre desses programas brasileiros. Está difícil saber o que piora mais, se a política ou esses programas.

  11. Anos emitindo sem preocupação de ler as regras tarifárias, pois bilhete com milhas eram reembolsável sem exceções. A Smiles tinha a obrigação de informar aos clientes esse detalhe, mas publicizou apenas a parte que “parecia boa” da introdução dos bilhetes comerciais, e omitiu os poréns, porém mais caros e não reembolsáveis.

  12. Beatriz,
    Eu tô abismado com a multa de cancelamento na DELTA – 300USD por passageiro.
    E se você tiver emitido ida e volta eles agora não conseguem quebrar mais a reserva, tem que cancelar o bilhete inteiro (ida e volta) e remitir denovo.
    Se não me falha a memória, antigamente o valor era 150BRL/trecho/pax , então se você fizesse o cancelamento do bilhete de ida e volta saia 300BRL, agora a multa é um dóllares e não tem a opção de cancelar apenas um trecho.

  13. Excelentes observações. Já acostumado com as emissões, não iria observar esse ponto até que fosse necessário realizar um cancelamento. Obrigado pelas informações!!!

  14. Beatriz, assinei o ExpertF depois de ler o seu tutorial.

    Eu consigo emitir via TAP ida Brasil – USA em executiva, ida por Avianca e volta por United por exemplo ou não. E pela tabela de 90 mil pontos tanto faz eu emitir Cuiaba – GRU – USA, ou sempre é GRU-LAX por exemplo.

    Pensei que no ExpertF nao precisasse selecionar a empresa aerea.

    • Sim, você pode emitir a ida com uma empresa e a volta com outra sem problemas. A emissão é por região. Então é Brasil – EUA, entre quaisquer cidades.
      Com o tempo, você vai se acostumando a manejar o ExpertFlyer.

      • Obrigado, ultima duvida se puder me ajudar, não ficou claro no tutorial para mim. No site da united, ele monta CGB – GRU – LAX (utilizando 2 cias diferentes porem staralliance), ligando na TAP não encontram essa passagem. Como eu faço no expert para montar com 2 cia diferentes, ou não é possivel isso, ficando so a mesma CIA.

          • Tem gente que diz que o Victoria ainda não enxerga disponibilidade na classe I (executiva com milhas) na Avianca Brasil. Pode ser isto.

            Parece meio impressionante, mas algumas cias da Star levam meses para atualizar suas tabelas e que classes cada uma enxerga nas outras na hora de emitir. Por exemplo, a Avianca Colômbia mudou suas classes faz mais de seis meses. O Miles & Smiles, da TK, ainda não tem publicada uma tabela de acúmulo destas novas classes pagantes. Em tese, se vc creditar um voo da AV lá em uma delas, pode ganhar zero milhas.

            O que estou falando aqui é que há uma situação-espelho desta no mundo das emissões com pontos. O parceiro da Star tem que estar apto para enxergar a classe executivas com milhas da O6.

    • O voo que eu estou olhando é na Avianca, e não avianca brasil. Porem fica dificil então usar o EF para quem não sai de GRU ou RIO, pois muitas vezes para se chegar nesses polos é utilizado outras empresas da aliança.

  15. Beatriz, que situação! Obrigado por nos alertar!

    Um programa que durante toda sua longa existência sempre comercializou um tipo de bilhete, passar a comercializar outro sem aviso prévio??! Que atitude é essa?!

    A única solução mesmo é ficar de olho no que os CEOs estão falando, e mesmo neste caso, note o uso do termo “poderá”.

  16. Encontrei vários voos de passagens rewards de Londres para NYC. Veja nos dias 1, 2 e 3 de Abril, por exemplo. Executiva por 85k e Coach por 40k. A multa de cancelamento é de 250 reais. Ainda existem passagens prêmio “normais”.

  17. Beatriz,
    Eu tô abismado com a multa de cancelamento na DELTA – 300USD por passageiro.
    E se você tiver emitido ida e volta eles agora não conseguem quebrar mais a reserva, tem que cancelar o bilhete inteiro (ida e volta) e remitir denovo.
    Se não me falha a memória, antigamente o valor era 150BRL/trecho/pax , então se você fizesse o cancelamento do bilhete de ida e volta saia 300BRL, agora a multa é um dóllares e não tem a opção de cancelar apenas um trecho.

  18. Encontrei vários voos de passagens rewards de Londres para NYC. Veja nos dias 1, 2 e 3 de Abril, por exemplo. Executiva por 85k e Coach por 40k. A multa de cancelamento é de 250 reais. Ainda existem passagens prêmio “normais”.

  19. Nem vou entrar no mérito se a emissão dá direito a milhas ou não. Isto é irrelevante diante da situação absurda que está sendo denunciada aqui.
    Claramente o Smiles está omitindo informação essencial numa relação de consumo. Ela tem obrigação de comunicar, previamente, qualquer alteração na forma como as emissões se dão.
    Qualquer RESTRIÇÃO de direito, em qq área do Direito, tem que ser previa e expressamente comunicado à parte que venha sofrer restrição em seu direito.
    E a supressão do direito de cancelar a viagem e/ou majoração na taxa para realização de tal (os US$ 300,00 na Delta), têm que ser divulgada de maneira ampla e prévia pelo sistema.
    Enfim, venho dizendo há meses que o Smiles está quebrado, sem grana para pagamento de passagens nos parceiros.
    E as constantes mudanças de regulamento, de regras contratuais, de indisponibilidade de passagens nos parceiros, de subterfúgios e cerceamento ao direito de emitirmos passagens, do aumento constante, abusivo e sem comunicado prévio da tabela de resgates e/ou mesmo a noção de que o Smiles já não tem tabela alguma, tá tudo zoneado mesmo por lá…
    O associado tem uma total INSEGURANÇA sobre suas expectativas.. fica sem a menor condição de fazer um planejamento do que conseguirá emitir… e tudo isto detona suas possibilidades de fazer as tão sonhadas viagens…
    Uma viagem demanda o planejamento/compatibilização de férias da família, reserva de hotéis, carros em locadoras, compra de moeda estrangeira e tudo isso depende do período de disponibilidade de passagens.
    E o Smiles está igual a um navio sem rumo, mudando conforme o vento (que é sempre contrário ao associado)..
    As “promoções” ou mesmo a normalidade de tarifas em milhas já não existem há meses..
    O que vemos é um ciclo repetitivo, cansativo, massacrante de promoções para aumentar o prejuízo dos associados, via ações de bonificação de transferência de pontos dos cartões, de compra/transferência/reativação de milhas expiradas…
    Enfim, o programa está ensandecido na procura por grana, para não mostrar a realidade prática do programa: estão sem grana porque desviou quase toda ela para a Gol..
    O tão famigerado “lucro” dos balanços foram canalizados para tapar o buraco dos sucessivos prejuízos da Gol..

  20. O absurdo é não divulgar, obviamente. O Smiles vive de propaganda e de cornetear suas atividades. Como criam uma nova modalidade de emissão e não avisam?

    Eu fiquei com uma dúvida: paga-se US$300 dólares de multa para alterar, mas não se pode cancelar? As milhas vão-se embora para todo o sempre?!

  21. Eu to vendo muita gente preocupada com os USD300 para alterar mas eu acho que o problema é bem pior que isso, afinal ninguém compra passagem pensando em alterar/cancelar né?!
    Pelo o que estou vendo aqui, simplesmente não existe mais emissões rewards saindo do Brasil pra qualquer destino nos EUA com a Delta usando Smiles. Acho que o mais grave é isso. No ano passado eu mesmo fiz GRU – BWI e JFK – GRU e paguei 25 mil em cada trecho. Hoje qualquer trecho está por mais de 70 mil.
    Ou é algum erro no sistema que não está mostrando as passagens rewards ou realmente acabou a mamata e precisaremos utilizar outro programa pra emitir passagens baratas para os EUA e utilizar smiles somente em outros casos que compense como trechos internos ou voos domésticos.
    E sobre a Smiles não ter avisado… acho meio óbvio dada a gravidade da situação… ele não iriam anunciar esse tiro no pé.

      • Claro, concordo com você! Não estou defendendo o Smiles…
        Espero que seja um erro, uma instabilidade, sei lá…
        Já estou pensando além… todo mundo que tem milhas lá não irão mais emitir passagens para os EUA, logo outros trechos para outros destinos terão uma boa inflacionada…
        Acho que esse é o começo do fim do smiles…

          • Infelizmente já estava achando isso de uns 6 meses pra cá.. e a cada momento a coisa vai se confirmando..
            É só ver que de uns 4/6 meses pra cá são só ações para descolar mais grana e quase nenhuma promoção de emissões..
            Isto tem sido dito em vários sites e eles não respondem com promoções de emissão…
            Game Over…

  22. Smiles cortou o barato de muita gente..
    Pessoal tava achando que esse novo voo, BSB/FOR => MIA/MCO , voando na lata de sardinho do 737 MAX, ia vir na faixa de 15/25k…
    Pois bem, o Smiles já está anunciando agora.. cada trecho por A PARTIR, de 35k..
    Já viram, né ??
    Quando eles falam “a partir” é porque não existe compromisso de ser para todos as datas/períodos..
    Além disso, quem mora nestas capitais, show.. é só este “pequeno” valor de 35k…
    Mas galera que mora em Sampa/BH/Rio e outras capitais ?? ainda tem as milhas da conexão..
    Muito curioso pra ver como eles vão fechar a conta: aumentaram a quantidade de passageiros, num voo mais longo, com a mesma aeronave..
    Tudo bem que a aeronave é mais econômica, mas voo de 7:30 horas.. e com meio mundo trazendo ou querendo trazer duas malas abarrotadas de mercadorias…
    A conta não fecha…

    • A lógica do Smiles é igual a da Black Fraude. Antes os trechos com a Delta, em promoção, ficavam de 25K a 35K. Eles simplesmente sumiram com esses trechos, cortaram todas as emissões rewards e aumentaram as emissões (até com a Copa) pra pelo menos 70K o trecho e agora lançam seus voos próprios por “baratíssimos” 35K. E sabe o que é pior?! Tem gente que vai acabar comprando e eu vou acabar sendo um deles. Tenho 300K no Smiles e estou louco pra queimar logo isso mas simplesmente não acho nada que compense. Eu já estava querendo ir para os EUA com a família e estava me programando pra gastar até uns 30K~35K por trecho mas nem passava pela minha cabeça ir numa lata de sardinha…
      L-A-M-E-N-T-Á-V-E-L
      Smiles nunca mais!

  23. Nem vou entrar no mérito se a emissão dá direito a milhas ou não. Isto é irrelevante diante da situação absurda que está sendo denunciada aqui.
    Claramente o Smiles está omitindo informação essencial numa relação de consumo. Ela tem obrigação de comunicar, previamente, qualquer alteração na forma como as emissões se dão.
    Qualquer RESTRIÇÃO de direito, em qq área do Direito, tem que ser previa e expressamente comunicado à parte que venha sofrer restrição em seu direito.
    E a supressão do direito de cancelar a viagem e/ou majoração na taxa para realização de tal (os US$ 300,00 na Delta), têm que ser divulgada de maneira ampla e prévia pelo sistema.
    Enfim, venho dizendo há meses que o Smiles está quebrado, sem grana para pagamento de passagens nos parceiros.
    E as constantes mudanças de regulamento, de regras contratuais, de indisponibilidade de passagens nos parceiros, de subterfúgios e cerceamento ao direito de emitirmos passagens, do aumento constante, abusivo e sem comunicado prévio da tabela de resgates e/ou mesmo a noção de que o Smiles já não tem tabela alguma, tá tudo zoneado mesmo por lá…
    O associado tem uma total INSEGURANÇA sobre suas expectativas.. fica sem a menor condição de fazer um planejamento do que conseguirá emitir… e tudo isto detona suas possibilidades de fazer as tão sonhadas viagens…
    Uma viagem demanda o planejamento/compatibilização de férias da família, reserva de hotéis, carros em locadoras, compra de moeda estrangeira e tudo isso depende do período de disponibilidade de passagens.
    E o Smiles está igual a um navio sem rumo, mudando conforme o vento (que é sempre contrário ao associado)..
    As “promoções” ou mesmo a normalidade de tarifas em milhas já não existem há meses..
    O que vemos é um ciclo repetitivo, cansativo, massacrante de promoções para aumentar o prejuízo dos associados, via ações de bonificação de transferência de pontos dos cartões, de compra/transferência/reativação de milhas expiradas…
    Enfim, o programa está ensandecido na procura por grana, para não mostrar a realidade prática do programa: estão sem grana porque desviou quase toda ela para a Gol..
    O tão famigerado “lucro” dos balanços foram canalizados para tapar o buraco dos sucessivos prejuízos da Gol..

  24. O absurdo é não divulgar, obviamente. O Smiles vive de propaganda e de cornetear suas atividades. Como criam uma nova modalidade de emissão e não avisam?

    Eu fiquei com uma dúvida: paga-se US$300 dólares de multa para alterar, mas não se pode cancelar? As milhas vão-se embora para todo o sempre?!

  25. Eu to vendo muita gente preocupada com os USD300 para alterar mas eu acho que o problema é bem pior que isso, afinal ninguém compra passagem pensando em alterar/cancelar né?!
    Pelo o que estou vendo aqui, simplesmente não existe mais emissões rewards saindo do Brasil pra qualquer destino nos EUA com a Delta usando Smiles. Acho que o mais grave é isso. No ano passado eu mesmo fiz GRU – BWI e JFK – GRU e paguei 25 mil em cada trecho. Hoje qualquer trecho está por mais de 70 mil.
    Ou é algum erro no sistema que não está mostrando as passagens rewards ou realmente acabou a mamata e precisaremos utilizar outro programa pra emitir passagens baratas para os EUA e utilizar smiles somente em outros casos que compense como trechos internos ou voos domésticos.
    E sobre a Smiles não ter avisado… acho meio óbvio dada a gravidade da situação… ele não iriam anunciar esse tiro no pé.

      • Claro, concordo com você! Não estou defendendo o Smiles…
        Espero que seja um erro, uma instabilidade, sei lá…
        Já estou pensando além… todo mundo que tem milhas lá não irão mais emitir passagens para os EUA, logo outros trechos para outros destinos terão uma boa inflacionada…
        Acho que esse é o começo do fim do smiles…

          • Infelizmente já estava achando isso de uns 6 meses pra cá.. e a cada momento a coisa vai se confirmando..
            É só ver que de uns 4/6 meses pra cá são só ações para descolar mais grana e quase nenhuma promoção de emissões..
            Isto tem sido dito em vários sites e eles não respondem com promoções de emissão…
            Game Over…

  26. Smiles cortou o barato de muita gente..
    Pessoal tava achando que esse novo voo, BSB/FOR => MIA/MCO , voando na lata de sardinho do 737 MAX, ia vir na faixa de 15/25k…
    Pois bem, o Smiles já está anunciando agora.. cada trecho por A PARTIR, de 35k..
    Já viram, né ??
    Quando eles falam “a partir” é porque não existe compromisso de ser para todos as datas/períodos..
    Além disso, quem mora nestas capitais, show.. é só este “pequeno” valor de 35k…
    Mas galera que mora em Sampa/BH/Rio e outras capitais ?? ainda tem as milhas da conexão..
    Muito curioso pra ver como eles vão fechar a conta: aumentaram a quantidade de passageiros, num voo mais longo, com a mesma aeronave..
    Tudo bem que a aeronave é mais econômica, mas voo de 7:30 horas.. e com meio mundo trazendo ou querendo trazer duas malas abarrotadas de mercadorias…
    A conta não fecha…

    • A lógica do Smiles é igual a da Black Fraude. Antes os trechos com a Delta, em promoção, ficavam de 25K a 35K. Eles simplesmente sumiram com esses trechos, cortaram todas as emissões rewards e aumentaram as emissões (até com a Copa) pra pelo menos 70K o trecho e agora lançam seus voos próprios por “baratíssimos” 35K. E sabe o que é pior?! Tem gente que vai acabar comprando e eu vou acabar sendo um deles. Tenho 300K no Smiles e estou louco pra queimar logo isso mas simplesmente não acho nada que compense. Eu já estava querendo ir para os EUA com a família e estava me programando pra gastar até uns 30K~35K por trecho mas nem passava pela minha cabeça ir numa lata de sardinha…
      L-A-M-E-N-T-Á-V-E-L
      Smiles nunca mais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea