q6prmv.md.png
sexta-feira, junho 18, 2021
q6prmv.md.png
InícioEmpresas AéreasLatamAdivinhem que empresa tem os mesmos assentos da LATAM no B777?

Adivinhem que empresa tem os mesmos assentos da LATAM no B777?

Estava eu dando minha olhada diária no One Mile at a Time – recomendo a leitura a todos – quando me deparei com um review que o Ben Schlappig fez de uma de suas últimas viagens. Reparem nas fotos da classe executiva que ele postou:

Vejam se não é idêntica à classe executiva da LATAM no B777:

LATAM Business Class GRU – FRA Jan 2017

LATAM Business Class GRU – FRA Jan 2017

Então, o OMAAT fez a avaliação da MIAT – Mongolian Airlines no seu B767. A diferença é a configuração. O B767, por ser mais estreito, tem a configuração 2-1-2, ao passo que o B777 da LATAM tem a configuração 2-3-2.

Uma outra diferença é que a LATAM optou por colocar um apoio para os pés na parte inferior do assento.

LATAM Business Class GRU – FRA Jan 2017

Ao passo que a MIAT não tem esse conforto.

De qualquer modo, a executiva da LATAM no B777 necessita de um retrofit urgente. Com todo respeito à Mongólia e seu povo, quando a gente vê que uma empresa de aviação brasileira adota o mesmo padrão de conforto de uma empresa mongol, fica claro que algo está muito errado e não é com a empresa estrangeira …

A cabine do A350 – apesar de não ser das melhores do que temos em oferta em comparação a outras empresas – é muito superior:

Aproveitando o post: LATAM, please, está na hora de instalar wifi nas aeronaves que fazem rota de longa distância, inclusive nos A350 …

RELATED ARTICLES

16 COMENTÁRIOS

  1. Olá Beatriz,
    Há alguns meses, vi que os voos entre JFK-GRU e MCO-GRU da Latam seriam feitos com o A350, a partir de novembro próximo. Porém, vi na minha reserva que os voos entre MCO ou MIA-GRU retrocederam para o 777. Soube de alguma coisa sobre essa mudança? Obrigado e parabéns pelo site!

    • Oi Paulo, a LATAM tem sido muito inconsistente nessas alocações. Já fiz alguns posts relatando mudanças, mudanças das mudanças e mudanças das mudanças das mudanças … Enquanto os 4 A350 que estão emprestados à Qatar não forem incorporados na frota, temo que qualquer prognóstico será difícil …
      E, obrigada! 😉

      • Obrigado pelo feedback, Beatriz! Eu fiz uma pesquisa no site e vi que apenas JFK está servido pelo A350 no momento, os demais brigam pela “honraria” de revezar o 777 e 767… Duro é que eu emiti pensando em voar no A350, mas pelo jeito vou ter que viajar no tobogã mesmo. Lamentável!

  2. Voar LATAM em aeronaves com Business que sequer reclinam totalmente ou nos pequenos 767 (isto para não falar do soft product) seria algo “admissível” se o preço fosse menor que a concorrência (tal como a Copa tenta fazer com seu “cadeirão” chamado Business).

    Mas não.

    A LATAM cobra o preço das concorrentes ou até mais. Mas é claro! Os cidadãos da Mongólia que viajam na Mongolian Airlines; corrijo-me: os cidadãos do Brasil que viajam na LATAM aceitam pagar o preço cobrado… isto para ter atendimento em português ou por razão ignorada…

    Logo, para a cia aérea, é lucrativo manter aeronaves fraquíssimas, serviço de bordo deplorável (a última foi trocar espumantes estrangeiros por nacionais e anunciar tal como uma grande inovação) e uma inconsistência nas aeronaves utilizadas em cada rota. Pois o brasileiro continua pagando!

    De minha parte, meu passado na Mongolian Airlines já foi. Há anos não mais viajo LATÃO. Pode até ter uma promoção “imperdível”, mas ainda assim prefiro conhecer concorrentes melhores ou insistir em concorrentes que já conheci e sei da superioridade…

  3. Voar LATAM em aeronaves com Business que sequer reclinam totalmente ou nos pequenos 767 (isto para não falar do soft product) seria algo “admissível” se o preço fosse menor que a concorrência (tal como a Copa tenta fazer com seu “cadeirão” chamado Business).

    Mas não.

    A LATAM cobra o preço das concorrentes ou até mais. Mas é claro! Os cidadãos da Mongólia que viajam na Mongolian Airlines; corrijo-me: os cidadãos do Brasil que viajam na LATAM aceitam pagar o preço cobrado… isto para ter atendimento em português ou por razão ignorada…

    Logo, para a cia aérea, é lucrativo manter aeronaves fraquíssimas, serviço de bordo deplorável (a última foi trocar espumantes estrangeiros por nacionais e anunciar tal como uma grande inovação) e uma inconsistência nas aeronaves utilizadas em cada rota. Pois o brasileiro continua pagando!

    De minha parte, meu passado na Mongolian Airlines já foi. Há anos não mais viajo LATÃO. Pode até ter uma promoção “imperdível”, mas ainda assim prefiro conhecer concorrentes melhores ou insistir em concorrentes que já conheci e sei da superioridade…

  4. Olá Beatriz,
    Há alguns meses, vi que os voos entre JFK-GRU e MCO-GRU da Latam seriam feitos com o A350, a partir de novembro próximo. Porém, vi na minha reserva que os voos entre MCO ou MIA-GRU retrocederam para o 777. Soube de alguma coisa sobre essa mudança? Obrigado e parabéns pelo site!

    • Oi Paulo, a LATAM tem sido muito inconsistente nessas alocações. Já fiz alguns posts relatando mudanças, mudanças das mudanças e mudanças das mudanças das mudanças … Enquanto os 4 A350 que estão emprestados à Qatar não forem incorporados na frota, temo que qualquer prognóstico será difícil …
      E, obrigada! 😉

      • Obrigado pelo feedback, Beatriz! Eu fiz uma pesquisa no site e vi que apenas JFK está servido pelo A350 no momento, os demais brigam pela “honraria” de revezar o 777 e 767… Duro é que eu emiti pensando em voar no A350, mas pelo jeito vou ter que viajar no tobogã mesmo. Lamentável!

    • Oi Tlars, está confuso, como relatei acima. Madri, Paris, NY, Orlando – mas depende do dia. E também há diversas mudanças que têm sido feitas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Paulo Henrique Werly Gualberto on O programa Accor Live Limitless está no ar
Paulo Henrique Werly Gualberto on O programa Accor Live Limitless está no ar