q6prmv.md.png
quinta-feira, julho 29, 2021
q6prmv.md.png

Esclarecendo: a TAP está cobrando taxa de combustível, sim!

Autor

Categorias

Compartilhar

Tenho visto muitas pessoas afirmando que a TAP voltou atrás e não está mais cobrando a taxa de combustível (YQ) nas passagens aéreas. Para deixar claro para que não mais reste dúvidas: isso não é verdade, nunca foi e eu vou mostrar para vocês.

A TAP ESTÁ COBRANDO A TAXA DE COMBUSTÍVEL.

No exemplo abaixo, retirado do site da transportadora no dia 31 de março de 2017, na rota São Paulo – Lisboa – São Paulo em econômica, o custo adicional foi de R$ 624,94, o que dá R$ 312, 47 por trecho (USD 100, no câmbio oficial).

Alguns podem questionar a legalidade da cobrança, uma vez que a Resolução 400 da ANAC não prevê esse tipo de taxas como elemento integrante do valor total da passagem no seu artigo 4o § 1o:

Mas vejam como o departamento jurídico da TAP contornou o problema. Inicialmente, o comunicado da companhia para os agentes de turismo determinava a cobrança da taxa de combustível (YQ) deveria ser “reintroduzida no campo de taxas”.

Para “legalizar” a taxa, a TAP a incluiu nos custos do transporte aéreo, o que é permitido pelo inciso I do parágrado 1o do artigo 4o da Resolução.

A TAP voltou atrás na cobrança da taxa somente nos bilhetes emitidos com milhas em voos operados pela própria TAP. E só.

A cobrança é legal? Eu entendo que não. O fato de eu decidir colocar uma laranja na prateleira das maçãs não transforma a laranja em maçã.

No mais, nesse triste mundo da pós-verdade, uma informação equivocada pode induzir um passageiro a pagar, pelo menos, R$ 624,94 a mais em uma passagem aérea. Fiquem atentos!

 

Autor

Compartilhar