q6prmv.md.png
sábado, junho 19, 2021
q6prmv.md.png
InícioProgramas de FidelidadeOs Melhores Resgates com Milhas para a América do Norte

Os Melhores Resgates com Milhas para a América do Norte

No nosso primeiro post da série Os Melhores Resgates com Milhas por Continente, vamos falar sobre os melhores resgates para a América do Norte – México, EUA e Canadá. Como alguns programas  separam Havaí, México e Canadá como regiões distintas dos EUA continental, vou comentar sobre cada um deles para vocês terem uma boa ideia.

E eu lembro o seguinte: o Smiles não está incluído aqui, pois não tem tabela fixa. Mas, com uma certa frequência, o programa faz promoções muito boas para os EUA – tanto em econômica como em executiva – voando Delta.

Mas já adianto: o TAP Victória é o grande vencedor.

Classe Econômica

Não há dúvidas que o TAP Victória é vencedor. Por 55.000 milhas ida e volta (27.500 o trecho), é possível ir até o Havaí – a TAP não faz diferença entre EUA continental, Havaí, Canadá, México e Caribe. Pode se chegar ao Havaí com a United. Já a Avianca Internacional tem poucos destinos nos EUA, e a Avianca Brasil, somente Miami. O problema da TAP é a exigência de se emitir ida e volta.

O British Airways Executive Club (BAEC) cobra 25.000 Avios para a muitos destinos  na América do Norte (limite de 5.500 milhas de distância). Dá para ir com a AA ou LATAM para o sul dos EUA, costa leste até Boston, algumas cidades no Texas e México.

A maioria dos demais programas cobra 30.000 milhas por trecho (LATAM Fidelidade, AAdvantage, Avianca Internacional, United Airlines).

Mas para o México, a United é imbatível: 20.000 milhas, mas tendo que voar Avianca Internacional ou Copa.

O Amigo faz distinção entre todos os países da América do Norte e o Havaí também.  O AAdvantage também cobra a mais para os demais destinos que não sejam EUA continental – 32.500 milhas o trecho.

Classe Executiva

A Avianca Internacional é a mais vantajosa em termos de pontos: o valor mais baixo é 89.000 milhas ida e volta. Esse valor é exigido para voos operados pela própria Avianca, o que limita as cidades-destino. Além disso, há a desvantagem da escala obrigatória em Bogotá.

E, particularmente,  considero que o Victoria é mais vantajoso no geral:  são 90.000 milhas ida e volta (45.000 o trecho), ao passo que as demais cobram, pelo menos 50.000 milhas o trecho (Avianca Internacional com as parceiras) ou mais (United = 55.000, AA = 57.500).

Os programas aplicam as mesmas regras quanto ao Havaí, Canadá e México aqui na executiva também. E, mais uma vez, quem quer ir ao México em executiva pelo United Mileage Plus, desembolsa 40.000 milhas o trecho em executiva.

O LATAM Fidelidade cobra incríveis 70.500, no mínimo, para seus clientes premium e 88.000, no mínimo, para quem é Gold ou não tem status para voarem com a LATAM. Com as parceiras, a tabela é fixa em 75.000 pontos o trecho. Ouch. Ouch. Ouch.

Primeira Classe

Atualmente, só há duas companhias aéreas que oferecem first saindo do Brasil para a América do Norte: a United e a American. Mais uma vez, o TAP Victoria exige a menor quantidade de pontos/milhas: 135.000 ida e volta (67.500 trecho). A própria AA cobra 85.000 milhas o trecho para os EUA continental, 90.000 para o Canadá e Alasca e 92.500 para o Havaí.

O LATAM Fidelidade exige 120.000 pontos o trecho – quase o que o Victoria exige para ida e volta!

Conclusão

Ficou patente que o TAP Victoria é o melhor programa de milhas para emitir passagens para a América do Norte, exceto o México, que é mais vantajoso emitir com o o Mileage Plus da United.

Emitindo com o Victoria é possível voar com a Avianca Brasil, Avianca Internacional,  Copa Airlines, United Airlines e Air Canada. Além disso, o Victoria permite um stopover (parada intermediária superior a 24 horas) e emissão open jaw (chega em uma cidade e volta por outra).

Para ver os outros posts da série Melhores Resgates com Milhas por Continente, clique aqui.

Para ver a série Os Melhores Resgates dos Programas de Viagem mais Populares do Brasil, clique aqui.

RELATED ARTICLES

46 COMENTÁRIOS

  1. ” Além disso, o Victoria permite um stopover (parada intermediária superior a 24 horas) e emissão open jaw (chega em uma cidade e volta por outra).”
    Open Jaw é possível no Victoria?
    Achava que era necessário ida e volta pela mesma cidade…

  2. No Victória os pontos expiram? Como não vôo o suficiente pra ser um passageiro frequente..Kkkkk..prefiro programas em que as milhas senão expiram…tinha colocado o lifemiles e o aadvantage para pontuar os meus vôos…

    Excelente post

    • No Victoria expiram em 36 meses! No Lifemiles, a cada 12 meses vc precisa pontuar – ainda que seja 1 ponto – para não perder. No AAdvantage, tem que pontuar pelo menos 1 ponto a cada 18 meses.

      • Sim sim o lifemiles e aadvantage já pontuo faço pelo menos 1 voo por ano com eles é que como a tabela da TAP é melhor estava pensando em pontuar na star Alliance na TAP…pelo meu perfil acho melhor continuar no lifemiles.. valeu

  3. Beatriz,
    Ja esta disponivel a emissão da executiva da Avianca Brasil (GRU-MIA) pela TAP ?
    Eu ouvi dizer que o Amigo esta bloqueando os assentos da executiva e so da pra emitir econômica.

    • Tlars, não sei te responder e o call center de PT está fechado a essa hora. Vou ligar amanhã para saber. Mas não se esqueça que, geralmente, qdo a rota ou aeronave são novas, as cias bloqueiam a emissão com parceiras – com exceção da Delta!

      • Beatriz, quando a Avianca anunciou o vôo entre Guarulhos e Miami, eu olhei no Expert Flyer e haviam dois assentos disponível para emissão por milhas para programas da Star Alliance. Então, apesar de não haver disponibilidades todos os dias, é possível emitir pela TAP Portugal sim.

    • Para pontuar, você tem que abrir uma conta do TAP Victoria e voar com a TAP creditando suas milhas na sua conta. Agora, muitos cartões de crédito são parceiros financeiros da TAP. Fale com a administradora do seu cartão e veja se eles têm convênio. Os gastos do seu cartão se convertem em pontos que podem ser transferidos para a sua conta TAP Victoria.

        • Sim, mas ela é correntista do Santander. Isso não quer dizer que não tenha outros cartões e é por isso que sugeri que ela entre em contato com a adm dos cartões dela para verificar as parcerias.

  4. Beatriz, parabéns pelo trabalho. Há uma informação que pode ser útil: o AAdvantage classifica Manaus/AM como “América do Sul (Zona 1)”, de forma que cada trecho até os “48 estados contíguos dos EUA” custa entre 17.500 (baixa temporada) e 20.000, na classe “MileSAAver”.
    Abs.

  5. ” Além disso, o Victoria permite um stopover (parada intermediária superior a 24 horas) e emissão open jaw (chega em uma cidade e volta por outra).”
    Open Jaw é possível no Victoria?
    Achava que era necessário ida e volta pela mesma cidade…

  6. No Victória os pontos expiram? Como não vôo o suficiente pra ser um passageiro frequente..Kkkkk..prefiro programas em que as milhas senão expiram…tinha colocado o lifemiles e o aadvantage para pontuar os meus vôos…

    Excelente post

    • No Victoria expiram em 36 meses! No Lifemiles, a cada 12 meses vc precisa pontuar – ainda que seja 1 ponto – para não perder. No AAdvantage, tem que pontuar pelo menos 1 ponto a cada 18 meses.

      • Sim sim o lifemiles e aadvantage já pontuo faço pelo menos 1 voo por ano com eles é que como a tabela da TAP é melhor estava pensando em pontuar na star Alliance na TAP…pelo meu perfil acho melhor continuar no lifemiles.. valeu

    • Para pontuar, você tem que abrir uma conta do TAP Victoria e voar com a TAP creditando suas milhas na sua conta. Agora, muitos cartões de crédito são parceiros financeiros da TAP. Fale com a administradora do seu cartão e veja se eles têm convênio. Os gastos do seu cartão se convertem em pontos que podem ser transferidos para a sua conta TAP Victoria.

        • Sim, mas ela é correntista do Santander. Isso não quer dizer que não tenha outros cartões e é por isso que sugeri que ela entre em contato com a adm dos cartões dela para verificar as parcerias.

  7. Beatriz, parabéns pelo trabalho. Há uma informação que pode ser útil: o AAdvantage classifica Manaus/AM como “América do Sul (Zona 1)”, de forma que cada trecho até os “48 estados contíguos dos EUA” custa entre 17.500 (baixa temporada) e 20.000, na classe “MileSAAver”.
    Abs.

  8. Beatriz,
    Ja esta disponivel a emissão da executiva da Avianca Brasil (GRU-MIA) pela TAP ?
    Eu ouvi dizer que o Amigo esta bloqueando os assentos da executiva e so da pra emitir econômica.

    • Tlars, não sei te responder e o call center de PT está fechado a essa hora. Vou ligar amanhã para saber. Mas não se esqueça que, geralmente, qdo a rota ou aeronave são novas, as cias bloqueiam a emissão com parceiras – com exceção da Delta!

      • Beatriz, quando a Avianca anunciou o vôo entre Guarulhos e Miami, eu olhei no Expert Flyer e haviam dois assentos disponível para emissão por milhas para programas da Star Alliance. Então, apesar de não haver disponibilidades todos os dias, é possível emitir pela TAP Portugal sim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Henry<