q6prmv.md.png
domingo, junho 20, 2021
q6prmv.md.png
InícioTutoriaisOs Melhores Resgates para a Ásia

Os Melhores Resgates para a Ásia

Dando continuidade à série de posts sobre os melhores resgates com milhas por continente –  já fiz América do Norte e Europa –  hoje vou falar sobre os melhores resgates para a Ásia, saindo do Brasil.

Classe Econômica

O programa campeoníssimo, com larga margem, é o BAEC, da British Airways: são necessários 39.000 Avios para sair do Brasil e chegar na Ásia em baixa temporada, com um pit-stop em Londres. São 19.500 Avios por cada voo de cerca de 12 horas de duração.  Uma pechincha. Já em alta temporada, ou com trechos operados por diferentes companhias aéreas da Oneworld, esse valor sobe para 60.000 Avios.

O distante segundo lugar fica com o Lifemiles da Avianca Internacional com 50.000 milhas e, em terceiro lugar, bem perto do Lifemiles, ficou o Mileage Plus da United, com 55.000 milhas.

Dos programas brasileiros, o melhor colocado foi o LATAM Fidelidade, com emissão com as parceiras, que exige 60.000 pontos para a Ásia Oriental e 50.000 para a Ocidental (que inclui a Índia).

O TAP Victoria, por sua vez, exige, com as parceiras da Star Alliance e com a Emirates, via Dubai, 190.000 milhas ida e volta em econômica para a Ásia, que dá 85.000 milhas por trecho.

Por incrível que pareça, sai mais em conta ir de econômica para a Ásia com o Smiles, via Emirates (110.000 milhas) do que com o Amigo, que exige incríveis 140.000 milhas. Mas no Smiles, ir para a Ásia de econômica na KLM exige inacreditáveis 190.000 milhas ….

A American Airlines, infelizmente, cobra 2 passagens prêmio diferentes para a Ásia, o que pode exigir entre 65.000 (via América do Norte e em Saver Awards, o que é quase impossível) e 120.000 milhas.

Classe Executiva

Aqui, temos duas surpresas: o Lifemiles e o Mileage Plus empataram com 85.000 milhas a ida ou volta.

Mas nós estamos com um problema sério com a Star Alliance: o grupo Lufthansa, que inclui a Swiss, está dificultando muito as emissões a partir do Brasil em cabines superiores. Em todos os sites que procuro – United, ANA e Lifemiles – só é possível achar com muita sorte ou em cima da hora, mesmo em executiva.

Em segundo lugar, temos o LATAM Fidelidade, para emissão com as parceiras, que exige 110.000 pontos Multiplus para a emissão. É um bom valor para sair do Brasil e chegar em Tóquio via Madri com a Iberia, por exemplo.

A TAP cobra 250.000 milhas nas parceiras, mas todos já sabem que isso é para a ida e a volta, o que dá 125.000 milhas por trecho. É um bom valor considerando que é possível viajar na business do A380 da Emirates saindo de São Paulo com conexão em Dubai.

O BAEC exige 150.000 Avios off-peak, tem disponibilidade razoável para até 5 passageiros no mesmo voo e 180.000 regularmente. Lembro que a ida entre Brasil e Europa pode ser feita com a British, Iberia ou LATAM, e da Europa para a Ásia, é possível conectar com a Japan Airlines, Cathay Pacific e Finnair.

O Amigo, por sua vez, exige, 200.000 milhas e o BAEC, 150.000 Avios na baixa temporada e 180.000 na alta temporada.

O Smiles oferece voos em cabine mista com a Emirates para a Ásia pela bagatela de 280.000 milhas, ou seja: ou você sai do Brasil para Dubai e em executiva e de lá vai para a Ásia em econômica, ou chega em Dubai de ecômica e vai para o destino final em executiva. Não sei se é pra rir ou pra chorar.

Primeira Classe

O programa vencedor da categoria, surpreendentemente, é o Mileage Plus da United Airlines. É possível ir do Brasil para a Ásia em primeira classe por 125.000 milhas. É isso mesmo que você leu. Se você der aquela sorte de encontrar disponibilidade em primeira classe na Lufthansa saindo de Guarulhos e conectando em Frankfurt para Singapura essas 24 horas de voo em puro luxo saem por 125.000 milhas. Mas sabe o que você também pode fazer? Reservar o trecho em executiva com antecedênca por 85.000 milhas e, nos 15 dias antes do voo, verificar a disponibilidade em First. Se tiver, complete com as 40.000 milhas faltantes.

O segundo lugar fica com o Lifemiles, que exige 126.000 milhas, 1.000 milhas a mais que o Mileage Plus, mas incrivelmente mais instável e difícil de ter disponibilidade.

O LATAM Fidelidade é bem razoável nesse quesito e exige 140.000 pontos. Do Brasil para a Europa, a única companhia aérea que ainda oferece primeira classe é a British Airways. Mas saindo de Londres, é possível ir na excepcional First da Cathay Pacific para Hong Kong. Ou você pode optar por “sacrificar” parte do seu prêmio, indo de business para Doha pela Qatar e conectando para Bangkok ou Guangzhou na primeira classe do A380 e aproveitando o espetacular lounge da Qatar em Doha.

O TAP Victoria exige 380.000 milhas, o que dá 190.000 milhas por trecho. É tão puxado quanto o BAEC, que cobra 204.000 Avios off-peak e 240.00 regularmente por trecho.

E o Amigo, em um surto matemático, cobra 285.000 milhas para ir daqui para a Ásia em primeira classe. Não precisa ser um gênio para fazer uma simples conta: do Brasil para a Europa são 100.000 milhas em primeira classe e da Europa para a Ásia mais 115.000. Emitindo os trechos separadamente a gente tem 215.000 milhas. O detalhe é que há a terrível YQ no trecho entre Europa e Ásia. Mas, de repente, para quem não tem as 285.000 milhas, pode valer a pena.

Bom, espero que esse post tenha sido útil para vocês e peço desculpas por estar em falta com vocês em relação a esse tipo de post. Estou cheia de trabalho e com alguns percalços na vida nesse semestre.

Para ler os demais posts desta série, clique aqui.

RELATED ARTICLES

38 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia, só para completar seu excelente post gostaria de acrescentar duas coisinhas”coisa de mineiro “ uma delas é o fato da tabela do Victoria ser mais puxado em relação às demais, porém vale lembrar que vc pode montar seu Itinerário com até 6 seguimentos mesclando com varias cias da *Alliance com direito a um stopover. Em segundo na descrição das tarifas de primeira classe a Qatar opera voos diários tanto a Londres ou Paris no A380, não seria necessário fazer um downgrade para a executiva.. Mais uma vez parabéns pelo blog

    • É verdade, Vantuil. Para quem tem as milhas disponíveis no Victoria é ótimo mesmo!
      Quanto à Qatar, a LATAM não permite esse roteamento via Europa E Oriente Médio para chegar à Ásia. Ou é via Europa, ou é via Doha.
      E obrigada pela força!

    • Henri é 39.000 para ida e 39.000 para a volta. Qualquer destino na Ásia operado pela British Airways: Hong Kong, Tóquio, Singapura, Bangkok, Pequim, Shanghai, Kuala Lumpur …

      • Olá Beatriz, por favor conserte na matéria pois esta 19500 cada trecho…. Agora fiquei um pouco confuso pois a BAEC não usa a distância para cálculos de resgates???

        • Vantuil, para ir para a Ásia são necessários dois voos de, aproximadamente, 12 horas cada um. Como o trajeto custa 39.000 Avios, cada um dos dois voos sai por 19.500. E eu falei 19.500 por voo e não por trecho. E sim, é calculado por faixas de distância. Como disse, os voos têm, em média 12 horas de duração. Daí estarem na mesma faixa.

  2. Na verdade, estava na esperança de você fazer um guia de melhores opções para compra de passagens pra Russia.

    Quais as melhores rotas para lá;
    Se ir para europa primeiro e de lá ir pra Russia sairia mais em conta;
    Se compensa a compra de milhas para esse tipo de viagem;
    entre outras dúvidas…

    • Pedro, vou te decepcionar nessa. Os valores de passagens aéreas mudam a cada dia. Fica difícil fazer um post assim. Quanto às milhas, são muitos programas e com disponibilidade que varia dia a dia tbm.

  3. Prezada Beatriz,

    Pela sua experiência, para retornar da Ásia, em especial do Japão, qual roteiro você faria: VOANDO 02 VEZES FIRST THAI (no A380 de Tokyo a BKK e depois no A380 ou no 747 de BKK a FRA ou MUC) ou VOANDO UM ÚNICO TRECHO FIRST ANA no 777 entre Japão e EUA??? não conheço nenhuma das duas cias…

    Estou no dilema ao planejar a viagem futura à Ásia…

    Antecipadamente, agradeço!!!

  4. Beatriz, parabéns pelo site. Leio todos os dias!
    Estou procurando na BAEC off peak para maio de 2018 saída do Brasil para Kuala Lumpur e não encontro nada por 39000 avios o trecho. Este valor é fixo, ou varia conforme a data? Algum segredo para encontrar?
    Obrigado, Fabio

  5. oi beatriz, muito legal seu blog, vc acha que 200k milhas ida e volta executiva no carnaval sp/frankfurt/sp usando parceiras multiplus vale a pena? nao vi nada menor q isso em executiva e lufthansa, tentei pegar a first mas nao tem nada nos proximos 3 meses :/

  6. Beatriz, tudo bem?
    Excelente tutorial para Asia, Parabéns! Gostaria se possível da sua ajuda, qual melhor resgate para Asia partindo da Europa (economica, Business e First)?

  7. Oi Beatriz e parabéns pelo blog. Sem dúvida suas análises e dicas ajudam muito a quem quer conhecer o mundo da melhor forma!
    Uma dúvida: para quem quer ir ao Japão ou Tailândia, classe econômica ou executiva, qual o melhor programa de milhas?

  8. Bom dia, só para completar seu excelente post gostaria de acrescentar duas coisinhas”coisa de mineiro ” uma delas é o fato da tabela do Victoria ser mais puxado em relação às demais, porém vale lembrar que vc pode montar seu Itinerário com até 6 seguimentos mesclando com varias cias da *Alliance com direito a um stopover. Em segundo na descrição das tarifas de primeira classe a Qatar opera voos diários tanto a Londres ou Paris no A380, não seria necessário fazer um downgrade para a executiva.. Mais uma vez parabéns pelo blog

    • É verdade, Vantuil. Para quem tem as milhas disponíveis no Victoria é ótimo mesmo!
      Quanto à Qatar, a LATAM não permite esse roteamento via Europa E Oriente Médio para chegar à Ásia. Ou é via Europa, ou é via Doha.
      E obrigada pela força!

  9. Na verdade, estava na esperança de você fazer um guia de melhores opções para compra de passagens pra Russia.

    Quais as melhores rotas para lá;
    Se ir para europa primeiro e de lá ir pra Russia sairia mais em conta;
    Se compensa a compra de milhas para esse tipo de viagem;
    entre outras dúvidas…

    • Pedro, vou te decepcionar nessa. Os valores de passagens aéreas mudam a cada dia. Fica difícil fazer um post assim. Quanto às milhas, são muitos programas e com disponibilidade que varia dia a dia tbm.

  10. Oi Beatriz e parabéns pelo blog. Sem dúvida suas análises e dicas ajudam muito a quem quer conhecer o mundo da melhor forma!
    Uma dúvida: para quem quer ir ao Japão ou Tailândia, classe econômica ou executiva, qual o melhor programa de milhas?

  11. oi beatriz, muito legal seu blog, vc acha que 200k milhas ida e volta executiva no carnaval sp/frankfurt/sp usando parceiras multiplus vale a pena? nao vi nada menor q isso em executiva e lufthansa, tentei pegar a first mas nao tem nada nos proximos 3 meses :/

    • Henri é 39.000 para ida e 39.000 para a volta. Qualquer destino na Ásia operado pela British Airways: Hong Kong, Tóquio, Singapura, Bangkok, Pequim, Shanghai, Kuala Lumpur …

      • Olá Beatriz, por favor conserte na matéria pois esta 19500 cada trecho…. Agora fiquei um pouco confuso pois a BAEC não usa a distância para cálculos de resgates???

        • Vantuil, para ir para a Ásia são necessários dois voos de, aproximadamente, 12 horas cada um. Como o trajeto custa 39.000 Avios, cada um dos dois voos sai por 19.500. E eu falei 19.500 por voo e não por trecho. E sim, é calculado por faixas de distância. Como disse, os voos têm, em média 12 horas de duração. Daí estarem na mesma faixa.

  12. Beatriz, tudo bem?
    Excelente tutorial para Asia, Parabéns! Gostaria se possível da sua ajuda, qual melhor resgate para Asia partindo da Europa (economica, Business e First)?

  13. Beatriz, parabéns pelo site. Leio todos os dias!
    Estou procurando na BAEC off peak para maio de 2018 saída do Brasil para Kuala Lumpur e não encontro nada por 39000 avios o trecho. Este valor é fixo, ou varia conforme a data? Algum segredo para encontrar?
    Obrigado, Fabio

  14. Prezada Beatriz,

    Pela sua experiência, para retornar da Ásia, em especial do Japão, qual roteiro você faria: VOANDO 02 VEZES FIRST THAI (no A380 de Tokyo a BKK e depois no A380 ou no 747 de BKK a FRA ou MUC) ou VOANDO UM ÚNICO TRECHO FIRST ANA no 777 entre Japão e EUA??? não conheço nenhuma das duas cias…

    Estou no dilema ao planejar a viagem futura à Ásia…

    Antecipadamente, agradeço!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Esron Anibal Freitas da Rosa on O programa Accor Live Limitless está no ar
Henrique P. P. on