q6prmv.md.png
sexta-feira, junho 18, 2021
q6prmv.md.png
InícioAvaliaçõesTurkish Airlines Business Class JFK - Istambul no B777-300ER

Turkish Airlines Business Class JFK – Istambul no B777-300ER

Depois do voo entre Doha e Nova York pela Qatar Airways na QSuite, eu tinha que voltar para a Europa, já que meu voo de volta para o Brasil saía de Zurich. Aproveitei que ainda tinha alguns dias off e decidi, então,  visitar a Geórgia, antiga república soviética, antes de ir para Zurich. Para tanto, emiti os trechos Nova York – Istambul – Tblisi para voar na Turkish Airlines utilizando 75.000 pontos Multiplus.

O VOO

O embarque atrasou cerca de 40 minutos e um passageiro que faz esse trajeto constantemente com a Turkish me falou que isso acontece frequentemente.

São 5.000 milhas que separam as duas cidades e o voo, que estava lotado em todas as cabines, durou pouco mais de 8 horas devido aos fortes ventos.

A CABINE

A Turkish mantém uma cabine executiva na configuração 2-3-2, com assentos com reclinação total. Esse foi um dos fatores que quase me fizeram desistir de emitir o bilhete com a empresa. Mas como há muitos elogios em razão do catering, decidi arriscar.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

O ASSENTO

Vou começar pelos pontos positivos. O primeiro é o enorme espaço para as pernas.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

O segundo é o ottoman com bom espaço na parte inferior.  É possível guardar a mochila ou uma pequena mala e sapatos no local.  Ele também é ótimo na hora de dormir, pois os pés não sofrem qualquer tipo de constrição. Há também esse compartimento vermelho onde é possível guardar o celular.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Entretanto, a tela de entretenimento é mais limitada. Mas, em favor da Turkish, a seleção de filmes era bem razoável.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

O controle remoto do IFE e a tomada elétrica ficam embutidos na lateral do assento e são de difícil acesso (peço perdão pela foto desfocada).

TK Business Class JFK – IST B773 fev 2018

A tomada para os fones de ouvido e a porta USB também ficam embutidas na lateral do assento.

TK Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Os assentos contam com luz individual de leitura.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Já o controle do assento fica no console central e é fácil de usar. Esse console é dividido com o passageiro ao lado.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Infelizmente, a privacidade é zero …

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

A mesa, que tem um bom tamanho, fica embutida na outra lateral do assento e é de fácil manuseio.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

O AMENITY KIT E OUTROS PRODUTOS OFERECIDOS A BORDO

A Turkish oferece amenity kits da Bentley em tom grafite.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

O conteúdo é básico, mas me atendeu perfeitamente durante o voo.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

A Turkish também oferece os ótimos fones de ouvido Denon, que são noise-cancelling.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Quando os comissários vieram recolher os fones cerca de uma hora antes do pouso, eles ofereceram esses substitutos. Fiquei muito bem impressionada, já que em algumas outras companhias, como a American, por exemplo, eles oferecem aqueles fones que a gente encontra em loja de um dólar …

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

A empresa não disponibiliza pijamas, mas oferce pantufas .

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

O SERVIÇO DE BORDO

Assim que eu cheguei no meu assento, havia dois produtos: um travesseiro e uma manta embrulhada em um plástico.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Nem o travesseiro nem a manta tinham um bom aspecto, na minha opinião.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Mas como eu estava com frio, me cobri.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Logo em seguida, ainda em terra, os comissários passaram oferecendo sucos e refrescos muito coloridos. Como todos tinham açúcar, não aceitei.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

O cardápio e a carta de bebidas também foram distribuídos ainda em terra por comissários paramentados de cozinheiros. Curti!

OBS: Observem que a dupla de passageiros da janela tirou tudo da mala de mão dentro do avião …

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

O passageiro escolhe antecipadamente o que vai querer no café da manhã (à esquerda) e já avisa se deseja ou não ser acordado.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Também em terra, foram oferecidos jornais – juntamente com o amenity kit e os fones de ouvido.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Cerca de 30 minutos após a decolagem, o serviço de bordo foi iniciado com drinks e nuts, que eu dispensei.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Pouco tempo depois, chegou a entrada acompanhada de pão com manteiga, azeite e ervas. Eu escolhi o mezze turco, que estava ótimo. Adorei a refeição “à luz de velas” …

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Em seguida, chegou o meu peixe grelhado com espinafre, tomate e batatas com alecrim na manteiga com limão. Uma delícia!

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Assim que terminei de jantar, vi que o passageiro do lado havia requisitado um colchão e o comissário estava preparando a cama para ele.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Fiz a mesmíssima coisa, para descobrir que só então é que me foram dados os verdadeiros travesseiro e edredom …

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Agora, sim! 🙂

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

O café da manhã foi servido cerca de uma hora e quarenta antes do pouso previsto. Eu pedi frutas, peito de peru, queijos e café.

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Depois, eu tive vontade de experimentar o ovo na manteiga com um pãozinho quente. Também gostei demais! Olhem o detalhe do saleiro e do pimenteiro … muito bonitinhos!

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

Turkish Airlines Business Class JFK – IST B773 fev 2018

CONCLUSÃO

Apesar da configuração da cabine ser ultrapassada e o assento não ser dos melhores, eu gostei muito do meu voo. Quando o avião decolou, todos os passageiros já tinham tomado suco, estavam com  jornal, amenity kit, fone de ouvido, menu, carta de bebidas em mãos, com café da manhã já escolhido. Só restava esperar a refeição e pronto.

O colchão só pode ser colocado depois da decolagem por uma questão de segurança. E, no final das contas, achei ótimo que o travesseiro e o edredon só foram distribuídos depois, pois estavam mais limpos quando eu fui dormir.

A comida estava excelente e o atendimento foi muito profissional e cortês durante todo o voo.

Valeu muito a pena investir meus 75.000 pontos Multiplus nesse voo (que também incluiu o voo de Istambul para Tbilisi). A Turkish é uma sólida empresa para resgates com a Star Alliance para voos saindo do Brasil para a Europa e geralmente, tem boa disponibilidade, com antecedência – é claro!

OBS. Uma atendente do Victoria me falou que a Turkish só libera assentos para as parceiras com 6 meses de antecedência. Alguém confirma?

RELATED ARTICLES

70 COMENTÁRIOS

  1. Beatriz, parabéns novamente pelo post. Quanto à antecedência de seis meses para emissão com as parceiras para voar com a Turkish isso não se confirmou para mim, ao menos em relação a vôos com saída do JFK. Na emissão que fiz mês passado JFK-ICN-HKT com a Asiana, para voar em jan/19, o atendente do Victoria me informou que tinha disponibilidade via IST com a Turkish e em biz, e isso para mim, esposa e filho, ou seja, numa antecedência, portanto, de 11 meses . Talvez esta regra se aplique para saídas em outros países, a verificar.
    Em tempo, para eventual auxílio aos demais leitores, tanto neste vôo como no de volta (com a EVA, que optei a partir do vôo que fizeste há pouco tempo, e do excelente relato que nos passou, no que aproveito para lhe agradecer) me foi cobrada a famigerada YQ num total de 114 euros aproximadamente de cada pax, afora as demais taxas de costume e as 435 mil milhas TAP (foi-se a minha poupança, rss). Abraço

    • Oi Henrique, então a atendente estava enganada, mesmo. Espero que você goste da EVA tanto quanto eu gostei. Quem sabe você não tem a sorte de ver a aurora boreal do avião?

      • Cinthia sim. Pretendia ir e voltar com a EVA, mas na ida somente tinha disponibilidade para os 3 pax em econômica. Entre um dia e outro na pesquisa no site da ANA foi-se a Biz, então optei pela Asiana no A380, embora tivesse outras opções como a Turkish. Mas na volta consegui via SGN. Via BKK e HKT é muito difícil. Tente os países vizinhos, como o Vietnã que daí a chance de êxito é maior, ao menos no que pesquisei concluí isso, além de muita antecedência. Abraço

        • Henrique,

          emitiu business na Asiana?
          foi fácil tarifar no Victoria?
          quando tentei cias asiaticas (Ana/Asiana) saindo dos Eua o atendente não conseguia tarifar 🙁

          • Guilherme foi tranquilo sim. Mas fiz meu dever de casa antes pesquisando no site da ANA e já fui com tudo mastigado e planos A, B, C, e D tanto pra ida como pra volta. Único porém foi a YQ de 114 euros por pax, mas isso incluindo ida e a volta com EVA. Abraço

  2. Prezada Beatriz,

    Coincidentemente, ontem emiti, via site LATAM, para fevereiro/19.

    GRU-MAD-IST-BKK, sendo apenas o primeiro trecho IBERIA e os demais TK. Tudo em Business.

    Ou seja, disponibilidade ampla com 330 dias.

    Paguei 110k e a bagatela de aproximadamente R$180 de taxas… em tempos de TAP cobrando centenas de euros de taxas, tal valor foi bem interessante…

    O que me preocupa são as pesquisas da volta desta viagem: estou pesquisando AKL-GRU e as taxas estão superiores a R$850… algo me diz que há cobrança irregular nisto (irregular pois quando emitI GRU-SYD Business via Multiplus, cobraram taxa de combustível, reclamei via consumidor.gov.br e me estornaram os valores de tal taxa dizendo que o Multiplus não o cobra e que teria sido um erro).

    • @Daniel, essa sua emissão para BKK, você fez todas as pesquisas no site da British, e depois apenas ligou para a central da Latam para as emissões já com os voos certos e as devidas conexões?! Desde já, obrigado!

      • Foi mal, galera!

        Só li agora… graças às dicas da Beatriz (que me ajudou dando várias dicas há um ano), estava voando no The Apartment até há algumas horas atrás… simplesmente, inacreditável!

        Vamos às dúvidas e observações:

        Primeiramente, TUDO pelo site!

        Basta pesquisar entre 330 e 360 dias de antecedência… tentei tanto via CPU como smartphone (pasmem! Dá resultados diferentes)… e pesquisava saídas GRU ou GIG e destinos SIN ou BKK.

        Sempre que for voando (no voo saindo do Brasil) Iberia, serão 110k a ida (ou volta).

        Pesquisando pelo CPU ainda se acessa à tabela de datas (o calendário). Mas não confie neste, pois há datas que consta inexistência e, caso se pesquise diretamente tal data, aparece resultado com opções de voos.

        O mais estranho… ao ligar no call center, das duas uma: ou não visualizam, alegando algumas vezes que havia apenas premium economic, ou alegavam que visualizam no sistema mas, ao tentar tarifar, a disponibilidade não existiria. Ao fazer pelo site, do exterior, zero de problema (salvo ter tido de ativar meu celular para receber SMS com código de emissão e, assim, pagar pelo uso do roaming internacional).

        Espero ter respondido tudo. Qualquer dúvida, à disposição! E boas emissões a todos!!!

  3. Eu não entendi. O blog fala de resgate com pontos Multiplus. Mas a Latam não é da Star Alliance. Multiplus faz resgate na Star Alliance? Não era na One World? Depois nos comentarios falam em milhas TAP, ai sim eu entendo.

  4. Beatriz,

    ( OFF Topic ) Qual programa de fidelidade que esta mais vantajoso esse ano para emitir com pontos Brasil / Europa Executiva? Tenho muitos pontos na Multiplus e na Livelo. Estou me programando para ir a Grécia em Junho. Qual sua sugestão?

  5. Beatriz, parabéns novamente pelo post. Quanto à antecedência de seis meses para emissão com as parceiras para voar com a Turkish isso não se confirmou para mim, ao menos em relação a vôos com saída do JFK. Na emissão que fiz mês passado JFK-ICN-HKT com a Asiana, para voar em jan/19, o atendente do Victoria me informou que tinha disponibilidade via IST com a Turkish e em biz, e isso para mim, esposa e filho, ou seja, numa antecedência, portanto, de 11 meses . Talvez esta regra se aplique para saídas em outros países, a verificar.
    Em tempo, para eventual auxílio aos demais leitores, tanto neste vôo como no de volta (com a EVA, que optei a partir do vôo que fizeste há pouco tempo, e do excelente relato que nos passou, no que aproveito para lhe agradecer) me foi cobrada a famigerada YQ num total de 114 euros aproximadamente de cada pax, afora as demais taxas de costume e as 435 mil milhas TAP (foi-se a minha poupança, rss). Abraço

    • Oi Henrique, então a atendente estava enganada, mesmo. Espero que você goste da EVA tanto quanto eu gostei. Quem sabe você não tem a sorte de ver a aurora boreal do avião?

      • Cinthia sim. Pretendia ir e voltar com a EVA, mas na ida somente tinha disponibilidade para os 3 pax em econômica. Entre um dia e outro na pesquisa no site da ANA foi-se a Biz, então optei pela Asiana no A380, embora tivesse outras opções como a Turkish. Mas na volta consegui via SGN. Via BKK e HKT é muito difícil. Tente os países vizinhos, como o Vietnã que daí a chance de êxito é maior, ao menos no que pesquisei concluí isso, além de muita antecedência. Abraço

        • Henrique,

          emitiu business na Asiana?
          foi fácil tarifar no Victoria?
          quando tentei cias asiaticas (Ana/Asiana) saindo dos Eua o atendente não conseguia tarifar 🙁

          • Guilherme foi tranquilo sim. Mas fiz meu dever de casa antes pesquisando no site da ANA e já fui com tudo mastigado e planos A, B, C, e D tanto pra ida como pra volta. Único porém foi a YQ de 114 euros por pax, mas isso incluindo ida e a volta com EVA. Abraço

  6. Prezada Beatriz,

    Coincidentemente, ontem emiti, via site LATAM, para fevereiro/19.

    GRU-MAD-IST-BKK, sendo apenas o primeiro trecho IBERIA e os demais TK. Tudo em Business.

    Ou seja, disponibilidade ampla com 330 dias.

    Paguei 110k e a bagatela de aproximadamente R$180 de taxas… em tempos de TAP cobrando centenas de euros de taxas, tal valor foi bem interessante…

    O que me preocupa são as pesquisas da volta desta viagem: estou pesquisando AKL-GRU e as taxas estão superiores a R$850… algo me diz que há cobrança irregular nisto (irregular pois quando emitI GRU-SYD Business via Multiplus, cobraram taxa de combustível, reclamei via consumidor.gov.br e me estornaram os valores de tal taxa dizendo que o Multiplus não o cobra e que teria sido um erro).

    • @Daniel, essa sua emissão para BKK, você fez todas as pesquisas no site da British, e depois apenas ligou para a central da Latam para as emissões já com os voos certos e as devidas conexões?! Desde já, obrigado!

      • Foi mal, galera!

        Só li agora… graças às dicas da Beatriz (que me ajudou dando várias dicas há um ano), estava voando no The Apartment até há algumas horas atrás… simplesmente, inacreditável!

        Vamos às dúvidas e observações:

        Primeiramente, TUDO pelo site!

        Basta pesquisar entre 330 e 360 dias de antecedência… tentei tanto via CPU como smartphone (pasmem! Dá resultados diferentes)… e pesquisava saídas GRU ou GIG e destinos SIN ou BKK.

        Sempre que for voando (no voo saindo do Brasil) Iberia, serão 110k a ida (ou volta).

        Pesquisando pelo CPU ainda se acessa à tabela de datas (o calendário). Mas não confie neste, pois há datas que consta inexistência e, caso se pesquise diretamente tal data, aparece resultado com opções de voos.

        O mais estranho… ao ligar no call center, das duas uma: ou não visualizam, alegando algumas vezes que havia apenas premium economic, ou alegavam que visualizam no sistema mas, ao tentar tarifar, a disponibilidade não existiria. Ao fazer pelo site, do exterior, zero de problema (salvo ter tido de ativar meu celular para receber SMS com código de emissão e, assim, pagar pelo uso do roaming internacional).

        Espero ter respondido tudo. Qualquer dúvida, à disposição! E boas emissões a todos!!!

  7. Eu não entendi. O blog fala de resgate com pontos Multiplus. Mas a Latam não é da Star Alliance. Multiplus faz resgate na Star Alliance? Não era na One World? Depois nos comentarios falam em milhas TAP, ai sim eu entendo.

  8. Beatriz,

    ( OFF Topic ) Qual programa de fidelidade que esta mais vantajoso esse ano para emitir com pontos Brasil / Europa Executiva? Tenho muitos pontos na Multiplus e na Livelo. Estou me programando para ir a Grécia em Junho. Qual sua sugestão?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea