q6prmv.md.png
sexta-feira, junho 18, 2021
q6prmv.md.png
InícioProgramas de FidelidadeOutros ProgramasTutorial AAdvantage Parte 7: roteamento e conclusão

Tutorial AAdvantage Parte 7: roteamento e conclusão

Finalmente cheguei ao último post do tutorial do AAdvantage. Nesse post vou falar sobre questões relativas ao roteamento em bilhetes emitidos com milhas e vou concluir a série.

Em primeiro lugar, o que eu quero dizer com “roteamento”? O AAdvantage possui regras quanto as rotas possíveis de emissão com milhas, as chamadas routing rules, assim como há exceções a essa regra. Explicá-las-ei com mesóclise. 🙂

Regras de Roteamento

1. É obrigatório que a transportadora que faz um voo sobre a água  (provavelmente aquela com o trecho mais longo do bilhete) venda passagens entre a origem e o destino. Por exemplo, eu quero emitir uma passagem com milhas entre Nova York e Ljubliana. Entretanto, nenhuma das empresas OW que voam entre Estados Unidos e Europa vendem esse bilhete. Logo, não é possível emitir esse bilhete.

2. Não é possível voar de uma Região A para uma Região B passando pela Região C. Ou seja: não é possível ir dos EUA para a Europa via África, pois há voos diretos entre o continente de origem e destino, e também é a rota mais curta. Mas aguardem que há exceções à regra que eu explicarei mais à frente. Abaixo, segue a tabela com as regiões do AAdvantage:

3. O AAdvantage não permite stopovers. ;( mas é possível emitir one-way 🙂

4. Não é possível emitir um bilhete que exceda 125% do MPM (maximum permitted mileage). O MPM é uma regrinha que visa coibir a emissão de bilhetes com rotas mirabolantes. Para variar um pouco, é no ExpertFlyer, mediante assinatura, que a gente pode saber se a rota que a gente quer fazer excede em 25% o MPM. Para conhecer o ExpertFlyer, eu tenho um tutorial aqui e aqui.

Então, primeiro vá no menu à esquerda da tela e clique em Travel Information:

Depois, vá na aba Max Permitted Mileage e coloque o código dos aeroportos de origem e destino. Eu coloquei Hong Kong entre Nova York e Singapura porque quero voar com a Cathay, que é a única empresa que faz JFK-HKG. Mas eu poderia ter colocado só JFK-SIN e ter voado com a AA e a JAL, por exemplo.

Em seguida, o sistema dá o resultado, que eu vou explicar. Na coluna GI o AT significa Atlântico e o PA significa Pacífico, referindo-se, obviamente aos oceanos que separam, via aérea, JFK de SIN. O M informa o total de milhas do trajeto e o 25M, o excesso de 25% permitido.

De acordo com a regrinha 2, não é possível ir dos EUA para a Ásia via Europa (pelo Oceano Atlântico), uma vez que há possibilidade de voos via Pacífico sem passar por uma terceira região. Então, a distância de 11.512 milhas não excede as possíveis 14.390 do 25M. Logo, a minha rota pretendida é possível. Entenderam?

Agora, há inúmeros relatos no FlyerTalk em que essa regrinha não foi observada pelo AAdvantage e as pessoas conseguiram emitir bilhetes excedendo os 125%.

Exceções às Regras de Roteamento

A regrinha número 2 contém inúmeras exceções. Vou dar um exemplo e depois colocar uma tabelinha para vocês.

Eu quero ir da Europa para a Austrália. Hoje em dia, é impossível fazer isso sem ser obrigada a ter uma escala. Assim, o AAdvantage permite que eu faça uma escala no Oriente Médio, na Ásia 1 ou na Ásia 2.

Observação: na tabela do AAdvantage, é possível emitir Europa – Pacífico Sul com as escalas acima por 60.000 milhas na econômica, 85.000 na executiva e 115.000 na primeira classe. Mas isso só é válido para as parceiras da OW! Para emitir com a Etihad são necessários dois prêmios diferentes: Europa – Oriente Médio e Oriente Médio – Austrália. A mesma coisa acontece nas rotas entre Europa e Ásia: é possível fazer uma escala no Oriente Médio com a Qatar, usando a tabela direta. Com a Etihad, vão ser usadas as tabelas Europa – OM + OM – Ásia.

*Viagens via Hong Kong entre a América do Norte e o sub-continente indiano só podem ser feitas com a AA e/ou com a Cathay.

** Só pode haver trânsito em Doha se ambos os voos de chegada e partida da cidade forem operados pela Qatar Airways.

CONCLUSÃO

1 – O AAdvantage é um programa muito bom para quem voa bastante, pois seus grandes benefícios vêm com o status.

1.1 – Os SWU são excelentes. Com sorte, é possível fazer 2 viagens ao ano para a Ásia pagando econômica e voando em executiva.

1.2 – Os ExP têm acesso ao The Pier em HKG, um dos melhores lounges do mundo, mesmo voando em econômica. Isso vale para todos os lounges de primeira classe da OW, excluindo alguns da Qatar e da British.

1.3 – Cancelamento e mudança de bilhetes emitidos com milhas sem qualquer custo para os ExP.

2 – Os brasileiros têm cartão de crédito cobranded com a AAdvantage via Santander.

3 – Além do Santander, não há outros cartões de crédito com parceria com a AA; nem o Livelo.

4 – Quem tem milhas no AAdvantage via cartão de crédito (sem status) pode se beneficiar de resgates muito interessantes (vide o post Melhores Resgates do AAdvantage).

5 – O programa desvalorizou sua tabela em meados de 2015, mas avisou seus clientes com 6 meses de antecedência mostrando a futura tabela. #ficaadicaTAPVictoria

6 – O novo método de acúmulo de milhas via gastos – válido para a Delta e United, e que está contaminando o mundo, vide LATAM Fidelidade, Flying Blue, Miles & More e, futuramente, o BAEC – é frustrante …

7 – Infelizmente, algumas emissões com as parceiras têm que ser feitas via call center, pesquisando no site da British Airways antes (clique aqui para um tutorial sobre como pesquisar disponibilidade na Oneworld).

8 – O call center americano funciona bem.

Bom, espero que vocês tenham aproveitado bastante desse tutorial. Acho que dei um panorama simultaneamenta abrangente e aprofundado do programa.

Bons voos para todos nós!

 

 

 

 

RELATED ARTICLES

46 COMENTÁRIOS

  1. Beatriz, parabéns mais uma vez pela série! Foram todos posts muito bons! Como já disse em outros comentários anteriormente, mesmo perdendo status, mesmo a tabela tendo se desvalorizado, ainda considero o Advantage um bom programa, por conta justamente de uma consideração super importante que você fez: a de alguns resgates nas parceiras que são simplesmente excelentes. Os melhores resgates que já fiz na minha vida foram pelo Advantage: 40000 milhas para fazer CDG-LHR-AUH-DEL sendo que os trechos LHR-AUH foram no The Apartment da Etihad, e AUH-DEL na Primeira Classe do 777 da mesma empresa, antes da desvalorização da tabela. Depois, 30000 milhas para ir de Narita a Bangkok na Executiva da JAL, em voo com um serviço e refeições simplesmente espetaculares. E, por fim, 40000 milhas para ir de Auckland para Ho Chi Minh de Cathay Pacific na Executiva, sendo que Auckland-Hong Kong foi um voo de 11h15 minutos na ótima cabine business do A350. Sobre esse último, considero esse talvez o melhor custo benefício atualmente no Advantage em termos de cabine-distância-tempo de voo-companhia voada. É uma pena que o Advantage endureceu absurdamente as regras para aquisição e manutenção de status no programa, mas mesmo assim resolvi adqurir o cartao do Santander e voltei a pontuar com eles.

    Aliás, eu morro de pena e fico pensando mil vezes e traçando mil estratégias antes de gastar milhas milhas Advantage, e você, Beatriz? Rsssss.

    • Idem: já tem uns 2 anos que não gasto minhas milhas AAdvantage! rsssss
      Aliás, gastei por urgência de última hora em dezembro. Mas para viagens planejadas, vou queimando Smiles, Multiplus, Lifemiles e, agora, TAP Victoria.

  2. Beatriz, fiquei com algumas dúvidas:

    1. Permite open jaw?

    2. Não entendi MPM. Quem define qual é o MPM, a própria AA? Pelo que vi, ambos os exemplo ficam dentro dos 25%, porque só um deles é válido?

    • 1. Sim, porque é permitida a emissão one-way.
      2. Quem define o MPM é a IATA; o excedente depende de cada cia aérea.
      3. Somente o voo pelo Pacífico é válido, pois dos EUA para a Ásia pelo Atlântico seria obrigatória a parada em um 3o continente.

  3. Beatriz, parabéns mais uma vez pela série! Foram todos posts muito bons! Como já disse em outros comentários anteriormente, mesmo perdendo status, mesmo a tabela tendo se desvalorizado, ainda considero o Advantage um bom programa, por conta justamente de uma consideração super importante que você fez: a de alguns resgates nas parceiras que são simplesmente excelentes. Os melhores resgates que já fiz na minha vida foram pelo Advantage: 40000 milhas para fazer CDG-LHR-AUH-DEL sendo que os trechos LHR-AUH foram no The Apartment da Etihad, e AUH-DEL na Primeira Classe do 777 da mesma empresa, antes da desvalorização da tabela. Depois, 30000 milhas para ir de Narita a Bangkok na Executiva da JAL, em voo com um serviço e refeições simplesmente espetaculares. E, por fim, 40000 milhas para ir de Auckland para Ho Chi Minh de Cathay Pacific na Executiva, sendo que Auckland-Hong Kong foi um voo de 11h15 minutos na ótima cabine business do A350. Sobre esse último, considero esse talvez o melhor custo benefício atualmente no Advantage em termos de cabine-distância-tempo de voo-companhia voada. É uma pena que o Advantage endureceu absurdamente as regras para aquisição e manutenção de status no programa, mas mesmo assim resolvi adqurir o cartao do Santander e voltei a pontuar com eles.

    Aliás, eu morro de pena e fico pensando mil vezes e traçando mil estratégias antes de gastar milhas milhas Advantage, e você, Beatriz? Rsssss.

    • Idem: já tem uns 2 anos que não gasto minhas milhas AAdvantage! rsssss
      Aliás, gastei por urgência de última hora em dezembro. Mas para viagens planejadas, vou queimando Smiles, Multiplus, Lifemiles e, agora, TAP Victoria.

  4. Beatriz, fiquei com algumas dúvidas:

    1. Permite open jaw?

    2. Não entendi MPM. Quem define qual é o MPM, a própria AA? Pelo que vi, ambos os exemplo ficam dentro dos 25%, porque só um deles é válido?

    • 1. Sim, porque é permitida a emissão one-way.
      2. Quem define o MPM é a IATA; o excedente depende de cada cia aérea.
      3. Somente o voo pelo Pacífico é válido, pois dos EUA para a Ásia pelo Atlântico seria obrigatória a parada em um 3o continente.

  5. Beatriz, um pouco off topic, mas relacionado a AA, usando suas dicas consegui emitir first de AUH-MLE por 40.000 trecho, tendo a oportunidade de usufruir do lounge em Abu Dhabi e da diamond no a333, tenho duas dúvidas, se você puder responder , agradeço. 1 ) É possível reservar o assento da first da eithad antes do check-in? 2) Vi que eles aboliram o serviço de choiffeur para resgate com pontos, mesmo assim no embarque em Abu Dhabi eles continuam levando o passageiro da first de mercedez até o avião? muito obrigado!

    • Oi RL, vamos lá!
      1) É necessário ligar diretamente para o call center da empresa. Eu sempre ligo para o de NY via Skype.
      2) Não levam mais, não. Está até vendendo acesso ao lounge da First pros passageiros de econômica … Péssimos investimentos na Air Berlin, Alitalia e Air Serbia derrubaram os serviços da Etihad.

  6. Beatriz, um pouco off topic, mas relacionado a AA, usando suas dicas consegui emitir first de AUH-MLE por 40.000 trecho, tendo a oportunidade de usufruir do lounge em Abu Dhabi e da diamond no a333, tenho duas dúvidas, se você puder responder , agradeço. 1 ) É possível reservar o assento da first da eithad antes do check-in? 2) Vi que eles aboliram o serviço de choiffeur para resgate com pontos, mesmo assim no embarque em Abu Dhabi eles continuam levando o passageiro da first de mercedez até o avião? muito obrigado!

    • Oi RL, vamos lá!
      1) É necessário ligar diretamente para o call center da empresa. Eu sempre ligo para o de NY via Skype.
      2) Não levam mais, não. Está até vendendo acesso ao lounge da First pros passageiros de econômica … Péssimos investimentos na Air Berlin, Alitalia e Air Serbia derrubaram os serviços da Etihad.

  7. Obrigado Beatriz por fazer um trabalho tão detalhado, preciso, didático, pormenorizado e dividir isso conosco…
    Parafraseando um filme famoso:
    “..Não é quem eu sou por dentro e sim, o que eu faço é que me define.”
    O seu trabalho define seu site…
    Apresenta os fatos com isenção, de forma educada, citando fontes de pesquisa/trabalho, o que incentiva mais e mais…. cria, garimpa, corta, acresce, lima, lixa, poli, coloca fitinha (coisa típica de DNA par “23-XX”..rsrs) e nos brinda com excelentes artigos…trabalho de artesão em era de industrialização…
    Clap… clap… clap… (de pé, e com pedido de bis)…

  8. Obrigado Beatriz por fazer um trabalho tão detalhado, preciso, didático, pormenorizado e dividir isso conosco…
    Parafraseando um filme famoso:
    “..Não é quem eu sou por dentro e sim, o que eu faço é que me define.”
    O seu trabalho define seu site…
    Apresenta os fatos com isenção, de forma educada, citando fontes de pesquisa/trabalho, o que incentiva mais e mais…. cria, garimpa, corta, acresce, lima, lixa, poli, coloca fitinha (coisa típica de DNA par “23-XX”..rsrs) e nos brinda com excelentes artigos…trabalho de artesão em era de industrialização…
    Clap… clap… clap… (de pé, e com pedido de bis)…

  9. Maravilhosa a série!
    Acabou de chegar meu Mastercard AAdvantage do Santander. Vou começar a acumular milhas nele.
    É o jeito. E seu tutorial do programa da AA vai ajudar demais!

  10. Maravilhosa a série!
    Acabou de chegar meu Mastercard AAdvantage do Santander. Vou começar a acumular milhas nele.
    É o jeito. E seu tutorial do programa da AA vai ajudar demais!

  11. oi beatriz, estou com uma reserva da JAL first class por 110K na AA ou 195K na multiplus, onde vc me aconselhas queimar?
    alias posso fazer no show na advantage?

  12. Grato Beatriz,a AA esta me tarifando 3 segmentos em first para chegar a Asia desde brasil via USA.
    Achei absurdo!!!
    Vou torrar multiplus e ver o que dar..

    Grato pela respostas,
    E nao te preocupas o Amigo?!?!

  13. Grato Beatriz,a AA esta me tarifando 3 segmentos em first para chegar a Asia desde brasil via USA.
    Achei absurdo!!!
    Vou torrar multiplus e ver o que dar..

    Grato pela respostas,
    E nao te preocupas o Amigo?!?!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Most Popular

Recent Comments

Viajante Pobretão Jr. on Tóquio estuda novo estado de emergência
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Felipe Oliveira Silva on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
disqus_OagBp1mexo on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Emanuel Soares on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Beatriz Roland on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
Adalberto Moscal on O Santander não se emenda …
Robson Pereira on O Santander não se emenda …
lissandro dauer on O Santander não se emenda …
Mário Sérgio Oliveira on O Santander não se emenda …
ronald william on O Santander não se emenda …
Evandro Sperandio on O Santander não se emenda …
Thiago Soares Correia on O Santander não se emenda …
Gilberto Carmona on O Santander não se emenda …
Henrique P. P. on O Santander não se emenda …
Cinthia Rangel on O Santander não se emenda …
Raimundo Almeida Júnior on A Avianca é a nova parceira Smiles?
luiz paulo alencar on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Afonso De Oliveira Barros on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Quero Viajar na Faixa on As Viagens Inusitadas da Minha Vida
Raimundo Almeida Júnior on Accor amplia o portfólio de hotéis do grupo
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: Viaje Fácil com 75% de desconto
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Guilherme Marchese on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Deyvisson F. R. Almeida on Como a COVID-19 afetou suas viagens?
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Raimundo Almeida Júnior on Qatar Airways sem primeira classe até 2021
Marry manuelli paes de farias on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Vanessa de Carvalho Dias on Como a pandemia afetou minhas viagens
Deyvisson F. R. Almeida on Como a pandemia afetou minhas viagens
Paulo André Metchko on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Tiago Luiz Martins S Costa on Reserva Cool orienta clientes a pedir chargeback
Luiz Henrique Moraes Barros Ca on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leonardo Tito Preza Figueiró on Problemas com os cartões Santander AAdvantage
Leandro Esteves on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Ronaldo Azevedo on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodrigo Guimaraes on E agora, clientes LATAM Pass?
Luis Ghivelder on E agora, clientes LATAM Pass?
Rodolfo França on E agora, clientes LATAM Pass?
André Ferreira on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Gustavo Botelho on E agora, clientes LATAM Pass?
Beatriz Roland on E agora, clientes LATAM Pass?
Renan Augusto Arboleda on E agora, clientes LATAM Pass?
Raimundo Almeida Júnior on Smiles: 70% de desconto na compra de milhas
Denilson Vargas Lima Junior on Os recentes erros de pesquisa no site do Smiles
Thiago Soares Correia on LATAM Pass atualiza o seu programa
Mauricio Laukenickas on LATAM Pass atualiza o seu programa
Leonardo Tito Preza Figueiró on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antagonista Caratinguense on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Renan Augusto Arboleda on Itaucard Pão de Açúcar Platinum
Antonio Carlos Oliveira Junior on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Renan Augusto Arboleda on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Eduardo Caldeira Meira on GOL: um voo diferente na ponte aérea
Ricardo Baccarelli Carvalho on GOL oferece milhas bônus em atraso de voo